quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

TEJOFRAN. ATÉ QUANDO ?

FOTO: Os tucanos André Benassi e Mário Covas, responsáveis pelo inexplicável desembarque da TEJOFRAN em Jundiaí.

IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO - 15/01/2020

CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ
CONTRATADA: CONSÓRCIO VIA SEGURA constituído pelas empresas POWER SYSTEMS COMÉRCIO E SERVIÇOS EIRELI (Líder), EGIS ENGENHARIA E CONSULTORIA Ltda. e MULTIWAY COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES Ltda.
PROCESSO: nº 28.700-5/17
ASSINATURA: 13/12/19
VALOR: R$ 8.054.336,16
OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NO SISTEMA DE SEGURANÇA DO MUNICÍPIO, ABRANGENDO MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS EXISTENTES E READEQUAÇÃO E REVITALIZAÇÃO DO CENTRO MUNICIPAL DE CONTROLE OPERACIONAL.

Antes de mais nada é bom sempre lembrar que a empresa POWER SYSTEMS COMÉRCIO E SERVIÇOS EIRELI pertence ao Grupo TEJOFRAN, que presta serviços na cidade desde 1994. O Grupo TEJOFRAN chegou no município de Jundiaí pelas mãos do então prefeito tucano André Benassi e misteriosamente nunca mais foi embora.

Vale relembrarmos aqui um breve histórico deste grupo empresarial.

A TEJOFRAN era uma simples empresa de serviços gerais, nascida como um empresa de limpeza de escritórios e comprada em 1975 por Antonio Dias Felipe, o Português, amigo de Mário Covas e padrinho de seu filho Mário Covas Neto, o Zuzinha.

Porque uma empresa deste tipo foi parar numa lista com gigantes como a Siemens, a Alstom, a Mitsui e a Bombardier ?

Simples: a TEJOFRAN está espalhada por todo o governo do Estado de São Paulo, prestando serviços a um número inimaginável de empresas em todos os governos tucanos. Senão vejamos:

- Faz a leitura da maioria dos medidores da Sabesp, da Comgás e da Eletropaulo.
- Faz medições em obras públicas.
- Opera unidades do Poupatempo.
- Opera, desde os tempos do governo Covas, a arrecadação de pedágios nas rodovias administradas pelo Dersa/DER.
- Faz a segurança do Metrô e também dos prédios onde funcionam pelo menos 10 secretarias e órgãos estaduais paulistas.
- Na CPTM, onde começou fazendo a varrição e limpeza dos vagões, hoje é sócia da Bombardier na reforma e modernização de trens e tem a mesma sociedade no Metrô.
- Os "pequenos contratos", que já nem eram tão pequenos assim, ficaram imensos e somaram bilhões com Geraldo Alckmin e José Serra.

Também em Jundiaí o Grupo TEJOFRAN estendeu os seus inúmeros tentáculos. As empresas deste grupo que tem ligações com a prefeitura da cidade são as seguintes: CSJ - Companhia de Saneamento de Jundiaí, Power Systems Comércio e Serviços Ltda., Trail Infraestrutura Ltda. e Empresa TEJOFRAN de Saneamento e Serviços Ltda., sendo que todas elas chegaram aqui pelas mãos do PSDB e pagas a peso de ouro.

Só um detalhe: A empresa TEJOFRAN prestou serviços em Jundiaí desde 1994, durante anos a fio, em caráter emergencial e sem concorrência pública, sob as barbas dos ex-prefeitos André Benassi e Miguel Haddad.

Agora a pergunta que não quer calar: Qual é o profundo mistério que envolve a TEJOFRAN e os governos do PSDB de Jundiaí ?

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

MISTÉÉÉÉÉÉRIO ! ! !

Enquanto o prefeito Luiz Fernando Machado se diverte abraçado com o nazista Jair Bolsonaro, a devassidão com o dinheiro público continua.

IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO
EDIÇÃO 4660 - 08/01/2020

DECRETO Nº 28.705, de 07 de Janeiro de 2020.

Luiz Fernando Arantes Machado, Prefeito do Município de Jundiaí, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, especialmente as que lhe são conferidas pela Lei nº 9363, de 18 de Dezembro de 2019, art. 4º, § 1º,

D E C R E T A :

Art. 1º - Fica aberto no orçamento do município, um crédito adicional suplementar de R$ 147.514.094,73 ( CENTO E QUARENTA E SETE MILHÕES QUINHENTOS E CATORZE MIL E NOVENTA E QUATRO REAIS E SETENTA E TRÊS CENTAVOS ) nas dotações:

* PROMOÇÃO DAS AÇÕES DAS UNIDADE DE ATENÇÃO BÁSICA
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
R$ 223.200,00

* PROMOÇÃO DAS AÇÕES DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
R$ 11.420.000,00

* PROMOÇÃO DE AÇÕES DAS UNIDADES DE ATENÇÃO ESPECIALIZADAS
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
R$ 4.597.700,00

* PROMOÇÃO DE AÇÕES DA REDE DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA PRÉ HOSPITALAR
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
R$ 36.176.684,23

* PROMOÇÃO DE AÇÕES DA REDE DE ATENÇÃO HOSPITALAR
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
R$ 95.096.510,50

É realmente incrível a enorme cara de pau dos governos do PSDB. Se nós prestarmos um pouco de atenção na prestação de contas que essa gente publica, vamos encontrar coisas do arco da velha.

Neste decreto que citamos no início do post, encontraremos uma figura muito presente nos balanços municipais: " OUTROS SERVIÇOS ".

Que raio de " outros serviços de terceiros " são estes ? Quem são estes enigmáticos " terceiros " ? Qual a concorrência pública efetivada para a contratação destes " outros serviços de terceiros " ?

Eles ainda têm a pachorra de declarar que gastarão a bagatela de quase R$ 150 milhões com " outros serviços de terceiros ".

E os vereadores de joelhos na condição de surdos e mudos.

Sinistro, muito sinistro tudo isso.

O prefeito tucano, Luiz Fernando Machado, tem de vir a público dar explicações sobre este absurdo inenarrável. Fazem quase 40 anos que enfiam goela abaixo da população estas barbaridades. Já passou da hora de pararem de brincar de política e levarem a sério a administração pública, uma vez que eles não são donos de nada, ou seja, todo o patrimônio público é de propriedade do povo de Jundiaí.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

SINISTROS RETRATOS ! ! !

FOTO: O ex-prefeito Miguel Haddad abraçado com Ronaldo Caiado, legítimo representante dos coronéis latifundiários do país que manipulam a política a favor de seus milionários negócios rurais.

O tucano Miguel Haddad tem frequentemente demonstrado o seu costume de andar abraçado com o que não presta da política brasileira.

Agora é a vez do ex-senador Ronaldo Caiado, ex-presidente da UDR - União Democrática Ruralista, entidade associativa brasileira que reúne grandes proprietários rurais. A entidade notabilizou-se na segunda metade dos anos 1980 por sua disposição beligerante no campo. Entre 1985 e 1989, quando a UDR se encontrava no pico de suas atividades, as mortes no campo chegaram a 640.

A UDR, fundada por Ronaldo Caiado, também é acusada de ser leniente com o uso de trabalho escravo nas fazendas.

O avô de Ronaldo Caiado, Antônio Totó Ramos Caiado, foi deputado federal, senador e um dos mais conhecidos coronéis de Goiás, liderando a oligarquia Caiado entre os anos de 1910 e 1930.

Em dezembro de 1993, o nome de Ronaldo Caiado constou entre os três deputados proprietários rurais integrantes da bancada ruralista que, em débito com o governo, usaram a Comissão Parlamentar de Inquérito da Dívida Agrária para sugerir ao Banco do Brasil novas regras para empréstimos em benefício próprio.

Em 31 de março de 2015, o ex-senador pelo Democratas, Demóstenes Torres, publicou um artigo no jornal goiano Diário da Manhã, sustentando que Ronaldo Caiado teve despesas das campanhas de 2002, 2006 e 2010 financiadas pelo esquema de Carlinhos Cachoeira, um empresário brasileiro preso sob graves acusações de envolvimento com o crime organizado e com a corrupção.

É com este tipo de escumalha que o ex-prefeito Miguel Haddad anda abraçado por este país afora. Uma vergonha para a cidade. O que este tucano deveria fazer é sair da vida pública e ir cuidar de seus negócios particulares, que não são poucos, para o bem do povo de Jundiaí.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

PEGO NA MENTIRA ! ! !

Quanto mais passam os anos, mais fica claro e evidente que os prefeitos do PSDB que se sucedem na cidade usam do expediente da mentira, da empulhação e da enganação para se perpetuarem no 8º andar.

Segundo estudos recentes, a mentira é um comportamento aprendido na infância e repetido com o intuito de escapar de uma punição ou de obter alguma recompensa. Já na vida adulta, tem como principal função tornar as interações sociais mais fáceis e evitar constantes discórdias.

Um antigo pensamento sobre a mentira diz o seguinte: " A mentira não aumenta o nariz, apenas diminui a confiança ".

É exatamente o que acontece com os governos do PSDB em Jundiaí, ou seja, perderam completamente a confiança do munícipe.

Nesta mesma linha das mentiras atiradas na cara do povo de Jundiaí, a prefeitura instalou 60 radares de trânsito que começam a operar hoje.

O prefeito Luiz Fernando Machado está trazendo de volta a indústria da multa para o município alegando que os radares servirão para evitar acidentes. Porém, caros amigos, durante a campanha eleitoral de 2016 o discurso do tucano era bem diferente.

Na época, às vésperas das eleições municipais, o alcaide rejeitou peremptoriamente a instalação de radares na cidade. Tudo mentira. Tudo um mero jogo de cena eleitoral naquela época.

Assim sendo, caros amigos, antes de começarem a sustentar novamente a indústria da multa em Jundiaí, confiram o vídeo abaixo onde o então candidato a prefeito pelo PSDB, Luiz Fernando Machado, rejeitava a instalação de radares pelas ruas da cidade. Uma lorota, é claro :

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

ETERNA MAMATA ! ! !

FOTO: O presidente da DAE S/A, Eduardo dos Santos Palhares, e os diretores da empresa, entre eles o engº Walter da Costa e Silva Filho. Momento de discussão do projeto Mundo das Crianças.

A prefeitura de Jundiaí, com obras executadas pela DAE S/A, vai construir o chamado Mundo das Crianças. Este projeto terá um espaço de cerca de 500 mil m², ao lado e do mesmo tamanho do Parque da Cidade. A construção será efetuada na Rodovia João Cereser com um investimento de R$ 13 milhões oriundos dos cofres municipais.

Não vamos nem comentar aqui os R$ 7 milhões que já foram gastos na construção do Parque da Cidade, que somados aos R$ 13 milhões que serão gastos no Mundo das Crianças, somam um total de R$ 20 milhões jogados pela janela sob a desculpa da proteção da represa.

Oras bolas. O Hospital São Vicente demitiu um número enorme de servidores sob o argumento da economia nos salários, colocando o estabelecimento em uma situação delicadíssima e que exige um esforço monstruoso dos servidores remanescentes para que possam oferecer um mínimo de qualidade no atendimento.

Mas para gastarem R$ 50 milhões ao ano apenas com os salários e encargos dos mais de 400 cargos de confiança, eles não economizam.

A farmácia de alto custo da prefeitura não tem medicamentos para oferecer à população sob o argumento de que custam caro e o executivo não tem verbas para este tipo de serviço.

O eterno secretário de finanças da prefeitura, que não quer largar o osso, José Antonio Parimoschi, afirmou recentemente que a capacidade de investimento da prefeitura é de zero%, ou seja, o monumental orçamento anual de R$ 2,5 bilhões é utilizado apenas para o pagamento do custo operacional da máquina pública.

Mas para eles gastarem R$ 20 milhões em obras inúteis com o falso argumento da proteção da represa, existe dinheiro.

Além disso, estas mesmas autoridades municipais estão penduradas na prefeitura há décadas não querendo tirar a boca das tetas do dinheiro público nem por hipótese. A mamata é deliciosa, não é mesmo ?

É como dizia o jornalista e escritor Sérgio Porto, mais conhecido pelo pseudônimo Stanislaw Ponte Preta: " Restaure-se a moralidade ou locupletemo-nos todos ". Nós queremos a restauração da moralidade.