quinta-feira, 2 de julho de 2009

AINDA SOBRE O MOMENTO DE REFLEXÃO ! ! !

Todos nós chegamos em casa, no final do dia, cansados e querendo relaxar. Lá pelo final da noite sentamos na poltrona de nossa sala para nos encontrarmos com os nossos pensamentos. Últimamente, nestes encontros noturnos, no silêncio da sala, uma pergunta grita aos nossos ouvidos: O que aconteceu com o PT ? Vem então em nossa memória o ano de 1982. Em um certo dia, naquela época, ao passarmos no centro da cidade, ouvimos uma agitação muito grande. Paramos em frente ao restaurante DADÁ e ficamos alí observando tudo. Reuniam-se na praça da catedral militantes do recém criado PT. Estava alí o Eugênio Ferrari gritando com todo seu coração: "Trabalhador vota em trabalhador. Lula para governador". Também na rua vimos o Erazê Martinho, candidato a vereador naquele ano, falando de seu novo partido. Junto deles um pequeno grupo de apaixonados tentando convencer as pessoas que alí passavam. Naquela época o PT não tinha nada. Não tinha vereador, prefeito, deputado, senador, presidente, nada. Absolutamente nada. O tempo passou. Hoje o PT tem tudo. Conquistou todos os cargos do país. Seu maior líder, que um dia ousou desafiar a ditadura, hoje é o presidente. Porém, meus amigos, se o PT conquistou tudo, ele perdeu o que tinha de mais importante: A sua alma. O partido trocou o trabalho que fazia sobre o asfalto pelo conforto dos palácios. Em nossa cidade, suas lideranças assistem, em sua zona de conforto, duas famílias passarem a escritura da cidade em seus nomes e não se mobilizam. Inclusive, no último domingo nosso amigo, a quem respeitamos, ex-vereador Gerson Sartori derramou elogios, em um programa de rádio, a um ex-prefeito ligado à agricultura da cidade. Não é possível uma coisa dessas. Enfim, nós gostaríamos, ao escrevermos este post, de voltarmos ao centro da cidade, mas não iremos lá. Não iremos pois sabemos que, ao pararmos novamente em frente ao DADÁ, o Eugênio Ferrari não estará lá; o Erazê também não, pois já faleceu; aquele grupo de apaixonados também não, pois todos se dispersaram; não encontraremos também, com muita tristeza, o PT, pois ele não está mais nas ruas.

18 comentários:

Anônimo disse...

Caro Amigo Tayar. Quero lembrar-te de que, vários partidos estão passando por reformulações, crises e mudanças estratégicas. O PPS era o antigo PCB, agora apoia Serra e age contra o governo Lula. O PCdoB, outrora mais comunista e ideário, agora carrega apenas na simbologia essa bandeira, mas também se reformulou - se para melhor ou pior estão dizendo os eleitores ao lonog dos últimos 20 anos - o PV, antes defensor da causa ambiental de forma ativa, agora dispersa suas atitudes e bandeiras de forma diferente, com vários enfoques regionais como todos sabem. Enfim, apenas para citar estes três, nenhum destes está ocupando as ruas como antigamente. Por que você espera algo tão diferente do PT? Só por que Lula foi eleito presidente? Declarações aqui e ali um tanto desfocadas ocorrem em todos os partidos - o que NÃO acho correto nem prudente - que deveriam estar fazendo oposição em nível municipal ao menos, até mesmo em o PDT que elegeu dois vereadores graças a dissidência do Bigardi do PT, caso contrário eles não teriam sido eleitos. São tantas diferenças dos últimos 20 anos, acontecendo com tantos partidos, que resto a pensar se não seriam mudanças "naturais" e estratégicas. Quanto ao PT, creio que ainda é o único que ocupa melhor os espaços como oposição, embora de maneira diferente e talvez nem tanto nas ruas. Mas cadê os outros partidos? As ruas lhe são estranhas ou ficam esperando só do PT a iniciativa? Melhor rever as condições de hoje e de 20 anos atrás e imaginar que nem os jovens - como a maioria da época - estão mais afim de política. Daí deve-se pensar realmente no que deve ser feito, não achas?

Anônimo disse...

e o PPS, o que faz o PPS amigo Cesar? Apoia o Serra e é contra o Lula? e aqui, na terra de petronilhas, onde andas o PPS?

cesar tayar disse...

Concordo com o amigo que as iniciativas não devem ser apenas do PT. Afinal de contas o PT não possui a exclusividade de ser oposição. Existem outros segmentos de oposição na cidade que precisam se manifestar. Quanto à cobrança do outro amigo sobre o PPS, a nível local estamos reconstruindo o partido já que, antes de assumirmos sua direção, ele era apenas uma sigla no bolso do colete do PSDB. A construção de um partido, o amigo sabe disso, é um trabalho a longo prazo e que estamos realizando. Porém, independente de partidos, a oposição de Jundiaí não pode aceitar, nem por hipótese, o balcão de negócios em que Jundiaí foi transformada pelo grupo político que aí está há 20 anos. É nesse sentido que fizemos esta cobrança do PT pelo fato do partido estar na cidade há 25 anos. Porém, este combate férreo contra os "misturadores" do público com o privado é um dever de toda, eu repito, "toda" a oposição.

Anônimo disse...

Quando vc fala do Gerson Sartori não significa que está falando de todo PT, caríssimo Tayar. O PT tem muitas lideranças, falta apenas unidade. Só quero ver se eles vão se dividir novamente em 2010 e apoiar candidatos de fora, como alguns fizeram em 2006, o maior motivo da saída do Bigardi e o distanciamento deles do Orlato. Tem que ter juizo!!!!!!

Anônimo disse...

Já não se faz mais políticos como antigamente...hoje a paixão foi substituída por interesses...o povo já não émais o agente principal do candidato, mas sim apenas o meio... infelizmente estamos vivendo a herançade uma geração acéfala e sem ideal nenhum...esqueceram-se até do que é PAIXÃO...

Anônimo disse...

CAROS AMIGOS PARABÉNS POR EST POST. CREIO QUE É ASSIM QUE PODEREMOS CONSTRUIR UMA OPOSIÇÃO SÉRIA E COMBATIVA. DISCUTINDO COMO PESSOAS INTERESSADAS, RES
PEITANDO AS DIVERGÊNCIAS E APRESENTANDO CAMINHOS. SÓ ASSIM PARA MUDARMOS ESSA SITUAÇÃO QUE AÍ ESTÁ. E O MAIS IMPORTANTE ´TRAZER PARA A DISCUSSÃO A NOSSA JUVENTUDE E AS PESSOAS DE BEM. VAMOS EM FRENTE!

Anônimo disse...

Caro Tayar

Ler em seu blog críticas à oposição postadas por pessoas que não acompanham a atuação dos vereadores do PT na Câmara Municipal eu entendo e aceito, embora não concorde.
Mas partindo de você, que acompanha as sessões da Câmara e sabe como funciona aquela Casa, fica difícil de digerir.
Tanto você como o pessoal da ONG Voto Consciente sabem que a oposição está proibida de fiscalizar o Executivo através de requerimentos - são todos rejeitados pelo Plenário e os vereadores que forasm eleitos com os votos do Pedro Bigardi votam com a maioria do Prefeito.
Os jornais editados na cidade? Só publicam o que é de interesse da tropa de choque do Prefeito na Câmara e omitem as ações da oposição.
Um bom exemplo da sacanagem da imprensa contra a oposição esta na matéria do JJ de ontem sobre o projeto de lei que regulamenta o tempo de espera nos bancos.
O projeto aprovado na sessão de terça-feira passada é da Vereadora Marilena Negro, do PT, e na matéria foi omitido o nome da vereadora. Falaram, sim, que a Lei nº 6.663 - que não funcionou - era da Marilena, mas omitiram que a regulamentação foi através de Decreto do Ari Fossem.
Um abraço

COmunista do PCdoB disse...

O PT daqui tem que estar com a estadual: junto com o PSDB. Ou vocês acham que o embróglio da vaga do deputado ocorreu à toa?

Anônimo disse...

O Lula, ferenho opositor ao governo Sarney, hoje apoia o senhor coronel, abertamente. É verdade, o PT um dia já foi digno de ser respeitado.

cesar tayar disse...

Realmente eu acompanho as sessões da Câmara Municipal, no local ou à distância. Mas, me permita discordar do amigo. Vereador fazer oposição não pode estar limitado ao ato de aprovar o não requerimentos no legislativo. Todos sabemos sobre o rolo compressor da prefeitura sobre os vereadores. Sabemos também dos vereadores do PDT, que usaram o eleitorado de oposição para se elegerem e agora dão uma banana para aqueles que o elegeram. Acreditamos que fazer oposição vai muito além de aprovar requerimentos. Eu me lembro quando o PT teve uma bancada formada pelos então vereadores Antonio Galdino, Durval Orlato e Mauro Menuchi. Esses três davam um show no legislativo e também não conseguiam aprovar nada.

Anônimo disse...

O que não pode também é o PT, simpatizantes e correligionários continuarem baseando seus argumentos no fato de que "o PT não faz porque os outros partidos não fazem nada também". O PT, que passou vinte anos com o dedo apontado para o nariz dos outros mostrando erros não tem o direito de se misturar com os demais partidos.Tem que fazer o que tem que ser feito e ponto final.O PT do Lula poderia começar com as reformas do Judiciário, da Previdência, da Política e a Fiscal (a carga de impostos já chega perto de 40% do PIB).O Coríntians fica prá depois!!! Ou só porque o imcompetente do Fernando Henrique não fez o Lula não fará também? Lembram do Lula, durante o escândalo do mensalão dizendo "todo mundo faz, porque não podemos fazer também?". Este PT covarde, misturado ao bandidos de colarinho branco que infestam o País, tem que ser defenestrado. Aqui em Jundiaí, a oposição se limita a dois "gatos pingados meia boca" no plenário da Câmara. Os outros partidos que se dizem de oposição não se manifestam (Cadê o Bardi? Do Zé Dias nem falo!). Nosso deputado estadual é "sazonal": só vemos a cara dele no período eleitoral(Desculpem a rima rica).O César se esgoela neste blog "ajudado" por meia dúzia de inconformados anônimos (Ah!, e tem aquela mulher "mala", a tal Priscila). E por aí vai... Mas concordo: nunca é tarde para começarmos a fazer oposição séria, focada e respeitando-se as opiniões divergentes. Afinal, pode ter cassação por aí e tamanha omissão e desarticulação fatalmente manterá os mesmos de sempre no poder. Na pior das hipóteses vamos ter eleição dentro de pouco mais de três anos. Vamos comaçar a fazer campanha já? Com a palavra o Bigardi, o PSB do sumido Oswaldo, o PPS, o Orlato, o Menucchi (outro sazonal) etc.

Anônimo disse...

Aos que criticam as ações do PT no caso do Senado lembro que, se cair essa tranqueira chama da José Sarney, assumirá a presidência do senado outra tranqueira pior do PSDB.
É claro que Lula está pensando: tranqueira por tranqueira fico com a transqueira Sarney.

Anônimo disse...

Pô meu, estamos numa ditadura?
O Lula é culpado de tudo? Tem que fazer tudo?
Onde está o Congresso Nacional?
Quero lembrar que são três poderes na República Federativa do Brasil:
Executivo, Legislativo e Judiciário.

Priscila disse...

Só que a unica coisa que não concordo é que se eu fosse ocupar um cargo onde eu tivesse que desviar minha conduta para ser uma vaca de presépio e assim manter meu cargo,então jamais ocuparia pois não seria licito e louvável transmitir ao povo uma inverdade futura vender um personagem que no futuro não poderia ser,por covardia e fraqueza,pois só estaria fazendo em beneficio próprio o de se manter em seu posto.

priscila disse...

Cara ser chamada de mala é fodia segundo seu creison,mas ultimamente prefiro do que pois pelo menos sou o que sou.Só não me conhece para discernir que tipo de mala está dizendo pois não vendo uma aparência igual a maioria uma maquiada e construída para agradar os outros.Pelo menos não causo danos a ninguém.

priscila disse...

Há se o Cesar está sendo processado mala ou não sou a unica que tem a coragem de assumir e se preciso for o apoiarei nos autos,não busco benefícios usando os outros e desrespeitando as opiniões alheias ofendendo.Se me ofenderem e partirem para ignorância sem me conhecerem poderei processar o cesar por assim permitir anônimos usarem seu blog quem acusa ou denigre a imagem de alguém tem que ter um fundo de conhecimento para provar precisam tomar cuidado estão colocando o Cesar em maus lençóis por interesses próprios.Isso não é democracia mas sim falta de caráter e dignidade.

Anônimo disse...

Priscila, você tem razão. Gostei muito da sua autocrítica. Todos têm que ajudar o César, coitado!

Alberto disse...

O pior de tudo é ver como estão agindo com quem poderia lhes fazer críticas ou oposição.
1- A UNE calou-se diante de todos os escândalos. Foram comprados com verbas federais. Cadê a UNE dos caras-pintadas e do Collor?
2- TVs receberam verbas do BNDES e praticamente não criticam mais. (Vide o caso da Gamecorp, onde o filho do pres. recebeu alguns milhões e a união de 3 grandes empresas de telecomunicações foi aprovada). As TVs praticamente não comentam esse fato.
3- A mídia que se arrisca a falar mal recebe atos de censura. Veja o caso do Estadão que publicou sobre o Sarney e um juiz federal emitiu ato de censura.
4- A população se vendeu por um bolsa isso, bolsa aquilo.

Assim é muito fácil ter aprovação de 80%.

Com todo esse poder, todo esse dinheiro, compre à todos, amigos ou inimigos.

Até tirar fotos junto ao Collor e ao Sarney jé fizeram. Não há limites. Não há escrupulos.