domingo, 4 de janeiro de 2009

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO ! ! !

Nesta semana que passou o Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, Dep. Est. José Carlos Vaz de Lima (PSDB), chamou os suplentes de deputado para ocuparem as vagas deixadas pelos parlamentares que se elegeram nas eleições municipais de 2008. A atitude do presidente do parlamento paulista teria despertado na cidade a suspeita de uma situação conspiratória digna dos melhores filmes de Hollywood. Vamos à Teoria da Conspiração: Todos sabem que Pedro Bigardi, assumindo uma cadeira como deputado estadual, seria um sério incômodo ao reinado dos coronéis tucanos da cidade. Assim, as lideranças situacionistas de Jundiaí teriam influenciado o presidente da Assembléia, também tucano, a não chamar Bigardi, dando sua vaga ao petista Carlos Neder, que está logo atrás do jundiaiense, sob a alegação de infidelidade partidária. O presidente Vaz de Lima teria atendido ao pedido de seus companheiros tucanos da cidade. Por sua vez, a bancada do PT, na Assembléia, teria participado deste acordo por que ganharia uma cadeira a mais naquele parlamento e em troca ofereceria alguns apoios à base do governador. O resultado de toda esta teórica negociação é o seguinte: Ganhadores - PT e PSDB. Perdedores - Pedro Bigardi, que ainda pode vir a ser prefeito de Jundiaí e todas as cidades da região que continuam sem deputado nenhum. Diante destas colocações deixamos uma pergunta aos queridos blogueiros: Tudo isso não passaria de uma mera teoria conspiratória ou será que poderia ser a mais pura verdade ?

78 comentários:

Anônimo disse...

para mim é viagem, o Pedro precisa começar a assumir seus atos, infedilidade partidária vale para todos, acho qeu a atitude da ALESP foi correta, incorreto foi o Pedro em não justificar a sua saida do PT em 2007.

Tio disse...

O interessante é que até 31/12/08, estava tudo certo para o Pedro Bigardi, assumir. Aí de repente mudou tudo na última hora, o Deputado José Carlos Vaz de Lima, DEVERIA ter avisado antes e pronto.

Anônimo disse...

Foi IRRESPONSABILIDADE e acho que cabe até algum tipo de punição ao Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, Deputado Estadual José Carlos Vaz de Lima (PSDB).

Como que deixa uma cidade importante como jundiaí (com governo PSDB), nesta situação?

Se não podia, avisasse antes.

Anônimo disse...

Independente dos atos juvenis, impulsivos, que por ventura o Bigardi tenha feito, isso só demonstra o que é o PT e a chamada "falsa e aparente Oposição" de Jundiaí. Seria mais fácil e limpo o Bigardi lidar com o Miguel do que com a podre oposição de mentira de Jundiaí. Marilena e Sartoris, voces me enojam.

Anônimo disse...

Só faço uma pergunta, se a questão fosse inversa? Se o pedro fosse o 5º Suplente e estivesse no PT e o 4° suplente fosse um desertor? Ai a conversa mudaria e o cara que perdeu a cadeira para o Pedro seria um canalha que abandonou o partido e mereceria ficar de fora? qual é gente, a lei foi feita para todos e está mais que na hora do Pedro assumir as coisas que faz e aceitar que a lei também vale pra ele, um cara que briga tanto pra lei ser cumprida tem que ser exemplo quando ela é de fato cumprida. E outra, ele era o 4° Suplente, ta na hora também de ele ver que a politica pra ele acabou, ele nunca ganhou, já pensaram nisso? eu conheço o Pedro a 23 anos e ele nunca ganhou nada, ta na hora de parar, e de começar a aceitar as coisas que lhe acontece.

Anônimo disse...

Solicito à todos os tucanos e aos que são contra o Pedro Bigardi e os Partidos de oposição de Jundiaí, que façam os seus depoimentos. Acredito que o camarada César, será mais uma vez extrmamente democrático em colocar este espaço à disposição de todos.
Façam criticas construtivas, não pessoais.

Obrigado,

Anônimo disse...

Creio q para perder a cadeira Pedro Bigardi teria q ser declarado como infiel pela Justiça Eleitoral. O Presidente da Alesp antecipou-se. É o msm q prender uma pessoas alegando assassinato. A pergunta é: e se o preso tivesse agido em legítima defesa? Para o PB não houve processo, sentença condenatória e muito menos ampla defesa.

Anônimo disse...

Porque ficar bravo se "sou" o dono da bola e não quero mais brincar???? Ué mudei a regra pra me beneficiar e pronto qual o problema??? "Tô pagando"!!!!!!!!!!

graúna disse...

Viagem ou não, fato é que puxaram o tapete do Pedro. Tucanos e PeTralhas se juntaram (como sempre). Ja deviam ter dito que não ia dar e pronto. O Neder não conseguiu ser reeleito pra vereador e não quer ficar sem um carguinho.Será que ele vai fazer algo pela região? Conta outra... PeTralha só se preocupa com eleição,tanto dentro quanto fora do partido. Tucano só se preocupa com eleição fora do partido porque dentro, eles são inteligentes e se unem. Tucanos e PeTralhas eleitos gastam quase todo o seu tempo preocupados em se reeleger. E quem trabalha???Quem faz alguma coisa em nome dos eleitores (que não seja fingimento)? E nós como ficamos? Até agora não vi ninguem fazer nada, de lado nenhum.

Anônimo disse...

Não interessa este papo. O que constatamos é que a Oposição é FALSA e TRAÍRA. Tudo lixo. São piores que do PSDB local.

Anônimo disse...

E aí, cesar, não vai comentar o Secretáriado?

Anônimo disse...

GOSTARIA DE SABER O SEGUINTE:
O PEDRO BIGARDI FOI DIPLOMADO SUPLENTE PELA COLIGAÇÃO PT/PCdoB, NESTE CASO SE OS VOTOS DAS DUAS SIGLAS FORAM VÁLIDOS PARA ESCOLHA DE SEUS CANDIDATOS, ONDE ESTÁ A INFIDELIDADE NA TROCA DE SIGLA PARTIDÁRIA?

Anônimo disse...

é como no xadrez, o pedro bigardi recebeu mais um xeque, e assim as peças vão se movimentando, porém já se vislumbra o xeque-mate a favor de pedro assim que o TRE julgar os processos das 6 cassações.jogo de xadrez é assim mesmo, precisa ter paciência.

Anônimo disse...

Tayar, dessa vez vc viajou!!! O EGO muito grande de Bigardi fez com que buscasse os seus caminhos. Saiu do PT e deixou seu grupo interno na mão! Outros (os vereadores do PT em 2006) apoiaram outros candidatos do partido, mas de fora de Jundiaí. Cada qual com seus projetos pessoais e nada coletivos. Todos perderam. Que Bigardi e outros egocentristas aprendam. Miguel só levou essa por causa dessas desavenças do PT num passado recente. Perdem pra eles mesmos. Bigardi sabia que tinha uma chance grande de perder a vaga de deputado, mas apostava tudo que seria eleito prefeito (nós também queríamos isso). Mas daí a achar que tudo é conspiração contra ele... deixa disso Tayar, se tá de ressaca ainda.

Anônimo disse...

O dia que o Bigardi aprender a escolher a suas companhias (baseado no carater das pessoas) quem sabe poderá atingir algum objetivo político, precisa avaliar tecnicamente a constituicão de uma equipe e deixar a intuicão pra lá, isso é coisa de mulher, fez pouco caso de mentes brilhantes (nem tão brilhantes assim, pq se fossem nem se envolveria com política) que se aproximaram dele e preferiu ficar cercado de mediocres, torco para que a justica seja feita e para que Bigardi e Tayar sejam governo.Porém, tenho minhas dúvidas qto a capacidade técnica das equipes que serão compostas e muito receio dos novos parasitas que podem vir a surgir, loucos pra darem continuidade no que já temos espalhado por toda a cidade.

Anônimo disse...

As péssimas escolhas do Bigardi foram exatamente por falta de INTUIÇÃO.

Anônimo disse...

Está na lei, a coligação se desfaz assim que se termina a eleição, ela só serve para formação de coeficiente no dia da votação. E tem mais, o Pedro deveria ter justificado a sua saída do PT na entrega da carta de desfiliação, a lei somente foi cumprida, ele é um infiel partidário e fica sem o cargo assim como aconteceu com outros tantos deputados e vereadores no Brasil a fora, culpar o PSDB é um ato covarde de um car acovarde.

PRJ disse...

César,

Parabéns!

Você está realmente fazendo sucesso com o seu blog. A constatação é fácil, basta ver a quantidade de tucanos e, como chamou um colaborador, de Petralhas que estão acessando o blog.

Com relação à discussão da perda da vaga na ALSP, por parte do Pedro Bigardi, só gostaria de fazer uma pergunta. Compete Assembléia e, em especial ao seu presidente legislar ou julgar?

Parece-me que este Sr. José Carlos Vaz de Lima está confuso ou ........?

Pelo que consta não existe qualquer questionamento, até o presente momento, sobre a fidelidade partidária do Pedro Bigardi.

Não podemos esquecer que o Pedro Bigardi fazia parte da coligação PT/PCdoB e, que os votos dados a ele, votos que diga-se de passagem foram dados ao candidato, contribuiram para a formação do quociente eleitoral.

Desta forma quem deveria se pronunciar sobre o assunto é a Justiça Eleitoral e não este senhor, que insisto, deveria limitar-se a legislar e não julgar.

Quando Pedro Bigardi reclama, alguns tucanos e Petralhas, ficam todos ofendidos. Mas tenho que concordar com ele, pois como diria Hamlet, no célebre romance de Shakespeare, " há algo de podre no reino da Dinamarca”.

Lamentável!

PRJ disse...

O anônimo que chama o Pedro Bigardi de covarde, deve ser muito jovem e não conhece a sua história.

Covarde é um certo prefeito, que o anonimo deve ter apoiado, votado e quiçá outras coisitas mais, que persegui o Pedro e o obrigou a pedir demissão da prefeitura de Jundiaí, única e exclusivamente, porque foi candidato a Prefeito.

Então aqui vai a pergunta quem é o covarde? Ah! desculpe caro anônimo talvez no seu dicionário isto tenha um outro nome

Anônimo disse...

Intuição não é "coisa de muher".É coisa de gente inteligente que sabe aproveitar.Tem muita mulher que tbm faz m...Agora, se o Pedro tivesse alguma, certamente escolheria melhor as companhias.

Anônimo disse...

MISSSTÉEEEEERIO.......

Anônimo disse...

Tem gente burra ou mal intensionada fazendo comentários!!!! O TSE já determinou que a vaga é do partido e não do candidato. Portanto, saiu do PT e foi para o PCdoB (mesmo que esteja na coligação) perdeu o mandato. Bigardi pode se defender mostrando as justas causas (se houverem) para que deixasse a sigla, mais deixar para o suplente, que nunca saiu do PT, ter que provar "sua inocência" para assumir a vaga é um absurdo. Se o Bigardi tivesse saido do PCdoB e ido para o PT, será que o PCdoB não iria reclamar a vaga também? Então é trairagem ou coerencia? Perguntem ao Bigardi se ele é contra ou a favor a fidelidade partidária, só pra ver a resposta. Coerência minha gente, só isso, coerência.

Tio disse...

Aí é que está: Quem sabe se tem justa causa ou não a saida do Bigardi do PT? O Sr.José Carlos Vaz de Lima (PSDB), certamente sabe, pois, afirmou para o Bigardi que ele assumiria. Mas na calada da noite....

De repente de Deputado virou Juiz???

Anônimo disse...

Caro Tio (sei lá de quem), o Bigardi saiu do PT, então ele cometeu um ato irregular aos olhos da lei. Ora, o Sr. Neder, seu imediato suplente, que nunca saiu do PT, é que tem que provar que é inocente para merecer a vaga? Estranho essa sua inversão não? O presidente da Ass Legislativa não julgou nada, só acatou determinações do TSE que foram ratificadas pelo STF: A vaga é do partido e não da coligação. Se Bigardi conseguir provar que foi justa sua saída, daí ele assume a vaga e o Neder cai fora, bom pra todos nós jundiaienses. Mas responde afinal: fidelidade partidária só vale para os outros? Que tal lutar para que o Bigardi assuma o cargo de Prefeito? Nessa eleição ele concorreu pelo PCdoB e não tem esse problema da fidelidade.

Anônimo disse...

Última notícia: Israel contaminou 1.000.000.000.000.000.000.00 de carrapatos ( o que acabou de matar a menina aqui na cidade) e espalhou na Prefeitura, no Jornal de Jundiai ( cadeiras do Sidney Mazzoni e Sulei Muzaiel) no Bom Dia, JC, na casa do Picoco e breve teremos boas notícias rs rs rs rs

Anônimo disse...

Vamos lá pessoal enviem as opiniões, isso é que é bom. Mesmo que seja do povo sem fé e sem esperança, sempre com medo do novo. Não tem problema podem ridicularizar a oposição. Nossa intuição foi ruim, pode ser, mas a maioria foi de gente honesta. Agradeço sua crítica, pena que você somente apareceu agora, deveria ter nos acompanhado um pouco antes. Mas pode dizer quando, como, onde, com quem nós erramos. Diga, com todas as letras diga.

Pensem por 618 + (1) votos já haveria segundo turno, só pensem: sem a reunião dos Vigilantes Noturnos, sem as pizzas, pronto...

Poderíamos perder? Sim. Mas quem sabe?

Vamos lá, continuem....

Anônimo disse...

Se tem alguém que foi infiel nesta história foram os vereadores do PT que apoiaram candidatos de fora de Jundiaí. Os votos que eles deram para estes de fora teriam eleito o Bigardi e a história da cidade seria outra. Portanto quem pisou na bola foram o Gérson, a Marilena e o Kubitza, que agora posam de santos.

Anônimo disse...

Só para lembrar o papel da sociedade civil:

...Uma política pública integrada é aquela que traz em seu bojo as respostas, oportunidades e soluções que não visam os interesses e direitos das elites, poder político e poder econômico. A política pública integrada é aquela que considera os direitos, necessidades e interesses daqueles grupos que mais necessitam dela para sobreviver dignamente e, essa qualidade somente ocorre quando a sociedade civil se organiza e exige seus direitos no espaço público. A política pública integrada só existe quando a sociedade civil deixa de ter com o poder político da cidade uma relação de clientelismo e dependência que tem gerado, ao longo da história do Brasil, políticas públicas fragmentadas e voltadas aos interesses não das minorias sociais e econômicas mas dos pequenos grupos ligados ao poder econômico e às elites.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Não é uma questão de julgamento amigo, é uma questão de determinação, foi determinado que o individuo que sai de um partido sem se justificar (o Pedro se justificou??) se encaixa de lei, ou seja, é um infiel partidário, a cadeira é do partido, o PT requisitou essa cadeira e ficou com ela como manda a lei. E quem chamou o Pedro de covarde foi eu, e a êpoca que ele estava de saída da prefeitura eu estava ao seu lado, e disse a ele mesmo que era um ato de covardia o que estava fazendo, quando não deixou o Mauro sair candidato a prefeito em 2004 e perdeu as eleições, o Mauro era muito mais capacitado na epoca pra ser o candidato, e o Pedro, com uma manobra covarde no PT foi o candidato, e hoje, ao não assumir o fato de estar errado, culpando quem não tem culpa está mais uma vez sendo covarde, então meu amigo, o Pedro está sim querendo ser o coitado da história, e me desculpe, de coitado ele não tem nada.

Tio disse...

Meu caro anônimo, fidelidade partidária DEVE valer para todos, é a Lei. É fato que Sr. Carlos Neder, não saiu do PT e se o Pedro Bigardi cometeu infidelidade o Sr Neder, sem dúvida deve assumir.
Ficou claro?

Agora vamos lá:

O Sr.José Carlos Vaz de Lima, já havia CONFIRMADO para o Pedro Bigardi, que ele assumiria o mandato. Ficou claro?

Então está comprovado que há justa causa para saida do PT. Pode ler no BOM DIA de hoje que o Durval Orlato disse, que se houvesse reclamação seria posterior a posse do Bigardi. Ficou claro?

O que não está claro é por que o Sr.José Carlos Vaz de Lima, voltou atrás.
Exemplo: Digamos que você se candidata à um emprego cuja a condição é morar em Jundiaí, mas não mora. Eu sou Chefe desta Empresa, mesmo assim te contrato, você já havia me avisado, eu falei tudo bem pode vir que eu garanto. Você chega para trabalhar, aí eu falo, sinto muito mas o meu patrão (digamos Sr.TRE), não confirmou a sua vaga e já contratamos outro. Será que foi isso? Onde está minha responsabilidade?

Lutar para o Pedro Bigardi ser Prefeito. Caro companheiro é o que estamos fazendo desde junho/08, agora dependemos da Justiça.

Agradeço o apoio.

Anônimo disse...

Pôxa... Que legal! Bem que o grande cineasta Toninho do Diabo poderia fazer um filme: "O Carrapato Assassino e sua Turma Psdebista". Sucesso de bilheteria!!!!

Anônimo disse...

A Resolucao do TSE e clara. A vaga e do partido (pouco importa se houve ou nao coligacao). O Dr Jampaulo Jr disse isso no JC (com toda razao).O PB deveria saber disso e assumir a responsabilidade. Chega de TEORIA DE CONSPIRACAO. O que houve foi falta de uniao da oposicao (PCdoB e PT) para vencer o PSDB. O resto e balela!

Anônimo disse...

Pera um pouco. Até pouco tempo, Pedro Bigardi e seu grupo mantinha um discurso afinado sobre a Justiça e o cumprimento das leis. Quer dizer que o cumprimento das leis só vale quando isso envolve os seus interesses? Quando a lei não lhe interessa então é conspiração? Começo a achar que os tucanos tinham razão.

Anônimo disse...

Vamos lá manda Vê, não para. Vamos lendo e mandando as opiniões.

Anônimo disse...

Caro Tio... ficou mais ou menos claro, só um pedaço que não! Quem disse que o Presidente da Ass. Legislativa confirmou que chamaria o Bigardi??? Onde está essa declaração do presidente??? Vimos o Bigardi dizer isso nos jornais e não o Vaz de Lima ou sua assessoria de comunicação da Assembléia. Depois, quando isso ocorreu, foi a uns 60 dias atrás, e o presidente deve ter falado o que era o costume até então, mas falar é falar, no papel é que vemos os "pontos e virgulas". No mínimo com as recentes resoluções do TSE sobre casos similares, fez com que a situação se invertesse: o Neder assume e, se o Bigardi conseguir provar que foi justificada sua saida do PT, daí ele retoma a vaga. Qual a conspiração nisso? Agora se os três vereadores da época não apoiaram Bigardi e nem ao Orlato como disseram alguns blogueiros, daí paciência, isso não é infidelidade e sim idiotisse, estupidez. Bigardi agora tem que pegar o Dr. Rolllo e fazer ele compensar no TRE em cima da agilização dos processos de cassação do Miguel, isso sim tem consistência.

Graúna disse...

O problema não esta em cumprir a lei mas em "como" isso é feito.Até onde eu sei, existe protocolo mínimo que deveria ter sido respeitado. Onde fica o Direito? pra que os Códigos de Processo? É da competência do Presidente da ALESP julgar e proferir sentença? Todos aqui sabem perfeitamente como funcionam os acôrdos de bastidores, os chamados "acôrdos políticos" (que deveriam ter outro nome).Não se trata de Pedro ou qualquer outro mas, da falta de ética, desrespeito ao ordenamento jurídico e ao povo de maneira geral.O problema foi "passar o carro adiante dos bois". "O juiz vai condenar mesmo, então a gente já vai prendendo o cidadão só pra ganhar tempo..." Vamos ponderar gente. Repito o que já disse várias vêzes: a coisa é mais séria do que parece! Pensem...

Anônimo disse...

Tio, o PT representou, o Carlos tinha avisado o Pedro que se o PT representasse ele daria a cadeira ao partido. Se fosse o PCdoB que tivesse representado o Carlos Neder seria a mesma coisa. Para com isso de conspiração, o cara precisa aprender a ssumir quando comete um erro, igual ao erro que cometeu em 2004 e em 2006, todo mundo fala que ele não teve apoio dos vereadores, mas ninguem lembra que ele corneou todo mundo também indo para Campinas e depois para Várzea ser cabidão. O Pedro não é santo. Tayar assume logo a oposição que esses caras já deram o que tinham que dar, o PB já mostrou que ele é muito ruim candidato, o time dele é ruim, o partido dele é ruim, faz alguma coisa amigo Tayar.

Anônimo disse...

A assessoria do diretório estadual do PC do B diz que para perder um mandato precisa haver um processo na Justiça por infidelidade, o que não houve.

Valquíria disse...

Tayar, pensando bem o Pedro Bigardi tem razão. A culpa é mesmo do PSDB. Sabe por que? Porque o PSDB tem bons candidatos sempre, que fazem mais votos que o Bigardi. Conclusão: o problema é o PSDB, esse partido que tem mania de disputar - e vencer - eleições...

Valquíria disse...

QUERO O BIGARDI DEPUTADO. NÃO AQUI, MAS LÁ NA FAIXA DE GAZA. E PODE TOMAR POSSE AGORA!!!!!!

Anônimo disse...

Gostaria que cometasse o seguinte:

Cristina Fiori diretora da Sobam
secretária da Saúde de Sucupira.

Anônimo disse...

Valquiria, sua biba safada.O PSDB é igual a voce, um blogosma vazio.Entrem no BLOGOSMA da Valquiria. Realmente seus bons candidatos em roubar, em comprar juizes, em fazer desta cidade uma vergonha nacional, uma imprensa que fede, uma igreja extensão do seu partido.Gaza é melhor e mais autentica. E espero que Israrel envie mais carrapatos assassinos pra sua casa.Geraldo.

Anônimo disse...

Graúna tua ponderação procede! É tão sério que nos deixa perplexos! Qual o nome que "isso" tem, anteriormente me referi como sendo "eles" os donos da bola, mas pensando bem isso não é coisa de criança, portanto não há inocência e nem acaso.

Anônimo disse...

Valquíria não sei quem é, mas provavelmente não nasceu em JUNDIAÍ, pois há um tom jocoso em suas palavras e sempre desconfio de quem tem respostas prontas principalmente para a vida alheia! SE VOCÊ NÃO É DO POVO NAO FALE POR ELE!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Valquíria,

Só queria dizer uma coisa, seja voce quem for, é muito ridícula!

Com os comentários feitos deve ser uma despeitada(o), incompetente e ainda por cima, deve ser uma cabidão da administração que infelizmente se instalou na prefeitura desta cidae.

Anônimo disse...

ACHO MUITO LEGAL ESTE ESPAÇO DEMOCRÁTICO ONDE HÁ POSSIBILIDADE DE MANIFESTAÇÃO DAS MAIS DIVERSAS OPINIÕES, MAS SINCERAMENTE ALGUNS QUE AQUI OPINAM,(felizmente são poucos) DEVERIAM ANTES DE SE MANIFESTAREM SOBRE A PESSOA, FAZÊ-LO COM CONHECIMENTO E SERIEDADE, CASO CONTRÁRIO SERÃO APENAS ATAQUES RAIVOSOS E PURO REVANCHISMO.É PRECISO SER ÉTICO TAMBÉM NO OPINAR. CÉSAR PARABÉNS PELO BLOG.

Anônimo disse...

pelo que sei Pedro não foi apoiado pelos vereadores, pq na eleicão que perdeu pro vovô Ary pisou na bola com eles, na eleicão pra deputado eles deram o troco, Pedro meus pesames mas vc deu ouvidos as pessoas erradas na hora errada, resumindo não é o psdb que é forte é vc que e sua equipe que são fracos, gracas as suas limitacões vamos ter que tolerar essa corja por mais alguns anos.Parabéns!!!

Anônimo disse...

Não havendo a oportunidade de defesa de Pedro Bigardi o presidente da ALESP cometeu o que no meio jurídico se chama " Inaudita altera pars ", ou seja, " Sem ouvir a outra parte ". Errou a mesa da Assembléia.

Anônimo disse...

E digo mais ao amigo acima. " Allegatio partis non facit jus ", ou seja, " Alegação da parte não produz direito ". Isso quer dizer que a alegação do PT que Bigardi cometeu infidelidade não confirma, de acordo com a lei, que ele é infiel. É preciso que a lei confirme isso, o que se fará sómente após o amplo direito de defesa de Bigardi. O que lhe foi negado pelo presidente da assembléia.

Anônimo disse...

Pera aí um pouquinho,

...quer dizer que o presidente da assembléia está assumindo para si funções que não lhe compete?

Quer dizer que "pode" quando me beneficia e "não pode" quando beneficia a outrem?

Está faltando seriedade ou tudo isso que vemos são os frutos das diversas interpretações que a legislação nos permite?

Ou ainda, ...isso pode ser sinal que aquele tempo onde a palavra de um homem valia mais do que qualquer papel/documento ficou como uma vaga lembrança ou um resquício tão longícuo como o sorriso de aprovação de nossos pais ao ensaiarmos nossos primeiros passos!

Que decepção!

Anônimo disse...

Quando um sujeito é pego dando uma surra numa velhinha, não precisa esperar o Juiz julgar para prender o cara. Quando alguém é pego em flagrante com drogas, ele é preso na hora, não precisa de decisão ou recursos judiciais. Depois esses infratores vão responder com seus advogados se são ou não culpados, alguns até em liberdade. POR ESSE MOTIVO, A SAIDA DE BIGARDI DO PT É FLAGRANTE, depois irá se julgar se ele saiu por justa causa ou não. Se o TSE já determinou isso, a infidelidade flagrante (saiu do partido, perdeu a vaga, se quizer reave-la, terá que mostrar que teve justa causa), teve bom senso, talvez incomum, o presidente da Assembléia Legislativa de dar posse à vaga para o PT que era quem conquistou a cadeira e não ao Bigardi como pessoa que está em outro partido. É ruim para Jundiaí, mas não foi uma decisão conspiratória não!

Graúna disse...

Tô falando.....não houve processo minha gente.Isso de fato não é coisa de criança.Só que estão, mais uma vez,subestimando o povo, nivelando por baixo.Não podemos nos calar diante dessas coisas. Hoje é o Pedro, amanhã, sabe-se lá quem....sem contar os que já se foram, calados...

Anônimo disse...

Amigo que citou a situação da velhinha. Meu caro, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Você não pode comparar um flagrante criminal com um direito a ser discutido. O próximo a ser chamado era o Bigardi. Se fosse comprovado, pelo TRE, a infidelidade aí sim ele perderia a vaga. A duvida jurídica tem de ser dirimida pelo Judiciário e não pelo Legislativo.

Tio disse...

Concordo que mais importante é pegar o Dr. Rollo e priorizar os processos de cassação, afinal para Jundiaí o mais importante é isso.

O tema que estamos debatendo é: “”” TEORIA ””” da Conspiração. Se, foi ou não, talvez no final deste debate possamos chegar a alguma conclusão, observem como a política é interessante e desperta sentimentos. Continuem vamos lá enviem mais opiniões.

Agora sim meu caro Anônimo, quem disse foi Pedro Bigardi e eu confio na sinceridade e honestidade do cidadão Pedro Bigardi que de forma alguma iria brincar com isso até por que já estava adiantado com projetos. Também não ouvi ou li declaração do presidente da Assembléia Legislativa. O Pedro confiou sem pegar documento e pagou o preço, agora é o seguinte: ele tem justa causa e vai apresentar ao órgão competente, já que o Sr. José Carlos Vaz de Lima, julgou e não concedeu direto de ampla defesa.

LEMBREM-SE O IMPORTANTE É JUNDIAÍ.

Anônimo disse...

Alguém leu a lei de fidelidade partidária aqui? Lá está escrito que se o sujeito sair do partido a cadeira é do partido, se o sujeito sair por justa causa a justificativa tem que ser anexada ao pedido de desfiliação entregue no momento da desfiliação no cartório. O que consta é que o Pedro não fez isso em 2007, ele saiu, só isso, não justificou a saída. Alias não justificou porque era o quarto suplente e não acreditava que teria essa chance. O presidente da Alesp só cumpriu a lei, quem não a cumpriu foi o Pedro, se tinha justificativa pra sair deveria ter entregue junto do pedido de desfiliação. Estão querendo justificar as bobagens do Pedro e fazê-lo de coitado da história. Homens assumem as consequências dos seus atos.

Anônimo disse...

Como não justificou? Como não acreditava? Para com isso.

As coseqüências dos atos já estão assumidas, foi honesto e perdeu as eleições para prefeito, não marcou em cima e perdeu o mandato de deputado.

Anônimo disse...

O Camarada Grauna, está correto quando diz vamos pensar, no mínimo deveria haver um processo. Não é assim que se faz as coisas, afinal foram mais de 50.000 votos.

Tio disse...

Leiam a declaração da presidente estadual do PC do B na Folha de São Paulo.


"De acordo com Nádia Campeão, presidente estadual do PC do B, a intenção ao recorrer não é discutir o mérito da mudança de partido, mas sim contestar a decisão da Mesa, que se baseou em um parecer da Procuradoria da Assembléia, sem dar direito para a defesa de Bigardi. "Para perder o mandato precisa haver um processo na Justiça por infidelidade, o que não houve porque o Pedro [Bigardi] não tinha mandato", afirma."

Se eu entendi: para perder o mandato precisa ter mandato.

Com a palavra (escrita), GRAUNA.

Anônimo disse...

O debate está ótimo. Parabéns a todos.

Anônimo disse...

A sim, a presidente do PCdoB vai falar que o candidato dela estava errado. A lei é clara, é só ler, o cara não justificou, acabou!!

Leandro Vendramin disse...

A escolha de Vaz de Lima é atitude da época da ditadura. Governadores, prefeitos e presidentes eram nomeados pelos coronéis. Assim se fez Paulo Salim Maluf e José Maria Marin, p. ex. Nada mudou.

O que há de estranho é que o presidente da ALESP informou que faria uma coisa e fez outra.

Teria o telefonema do tucanato de Jundiaí atrasado um pouco ?!

E as 6 cassações com irregularidades comprovadas, com provas IRREFUTÁVEIS !?

Cadê a Justiça deste país ??????

Anônimo disse...

O engraçado é que todo brasileiro se considera um pouco médico, técnico de futebol e jurista ...

Anônimo disse...

Pois bem retomando a linha de raciocínio para perder há que ter, portanto temos que voltar ao Migué não éh!

Anônimo disse...

Como pode alguém bem assessorado ter 6 processos de cassação, ou será intriga da oposição?

Anônimo disse...

A cada dia sinto que o processo que envolve a política é idêntico ao que envolve uma partida de futebol, onde os resultados podem ser negociados, onde há de fato 12 jogadores em campo e outros na reserva e um técnico para orientá-los mas, todos sob a batuta do "presidente" do clube. Mais uma vez o "dono da bola" fala a hora de "não qué brincá"!

Então não é melhor dizer quem é café com leite!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, rede de organizações da sociedade civil que tem por objetivo promover aplicação da Lei n° 9.840/99, de iniciativa popular – a qual permite a cassação de registros e diplomas por compra de votos e
uso eleitoral da máquina administrativa em 2008 no mês de fevereiro divulgou a seguinte nota pública:

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, rede de organizações da sociedade civil que tem por objetivo promover aplicação da Lei n° 9.840/99, de iniciativa popular – a qual permite a cassação de registros e diplomas por compra de votos e
uso eleitoral da máquina administrativa –, vem a público manifestar seu posicionamento sobre a decisão tomada ontem
pelo Tribunal Superior Eleitoral no julgamento do Recurso contra a Diplomação n° 703.
Entendemos que a exigência de notificação do vice nas demandas eleitorais abre diversas oportunidades para a
inaplicabilidade da lei, já que aumenta ainda mais o número de medidas que podem retardar o julgamento dos
processos eleitorais. De nada adianta a lei prever sanções para os praticantes de atos de corrupção eleitoral se os seus
intérpretes criam exigências que impedem a sua correta aplicação.
Por outro lado, a decisão de ontem possibilitará a anulação de um grande número de feitos em que se discutem atos grosseiros como a troca do voto por dinheiro, dentaduras, tijolos etc. ou a malversação dos bens e serviços públicos para fins eleitorais. A conseqüência disso é que a sociedade brasileira assistirá à permanência nos mandatos de muitos que
o usurparam pela via da corrupção eleitoral.
Estamos confiantes na revisão dessa decisão pelo Tribunal Superior Eleitoral, que em meio a diversas demonstrações compromisso com a verdade eleitoral, tomou ontem, por apertada maioria, uma decisão que promove a impunidade.

Brasília, 22 de fevereiro de 2008.

O que é o MCCE
O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) é uma rede formada por entidades da sociedade civil,
movimentos, organizações sociais e religiosas que tem como objetivo garantir a aplicação da Lei 9840, de combate à
corrupção eleitoral. Instituído durante o período eleitoral de 2002, o MCCE ampliou sua atuação e hoje funciona de forma
permanente com ações em todo o país.
Promulgada em 1999, a Lei apresentou seus primeiros resultados no ano seguinte. De 2000 até hoje foram
contabilizadas mais de 600 cassações de mandatos políticos em todas as Unidades da Federação. Existe um comitê
nacional em Brasília, formado por 33 entidades e centenas de comitês estaduais e locais. Eles são conhecidos como
comitês 9840 e exercem um importante papel de fiscalização, educação popular e monitoramento do orçamento público e
da máquina administrativa.

Bem, juntando a nota pública e o objetivo do MCCE pergunto:
O caso JUNDIAÍ chegou até eles?

Anônimo disse...

http://www.lei9840.org.br/criando/formulario.htm


Cadastro de comitês existentes

Embora o MCCE seja uma rede informal da sociedade civil, é importante que tenhamos informações sobre a existência de Comitês 9840 para acompanharmos suas ações e suas atividades, oferecendo apoio e facilitando a integração de todos os comitês que se multiplicam e se fortalecem pelo Brasil afora.

Por isso, mesmo para os comitês já existentes, pedimos que preencham uma FICHA DE CADASTRAMENTO.

Se nao temos essa é a hora!!!!!

Anônimo disse...

Ademir Pedro Victor na TVE. Eis aí o novo Boni de Jundiaí. É de chorar.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

O turquinho tá mais perdido que cego em tiroteio. rsrsrsrs

Anônimo disse...

ISSO PORQUE O SECRETARIADO SERIA TÉCNICO. ADEMIR PEDRO VITOR NA TVE E YATIM NA AGRICULTURA. É BRINCADEIRA, MAS FELIZMENTE É PROVISÓRIO, POIS AINDA TEM O JULGAMENTO DAS 6 CASSAÇOES.

Graúna disse...

Volto a dizer: não é "o que" mas "como"! Isso tem que ser acompanhado com atenção. Por outro lado, enquanto ficamos aqui como teóricos da conspiração, a fila esta andando.Os tucanos estão fazendo o que mesmo??? Melhor marcar em cima. Estamos só dando ibope pra este ou aquele.Vamos lá...contem até três, respirem fundo..., ânimo pessoal.....

Tio disse...

É issso aí caro Graúna, ânimo pessoal, nós chegamos lá.

A honestinade é nossa bandeira.

Tio disse...

E aí onde estão os tucanos e Miguelitos de Jundiaí, nem agora aparecem.

Coragem, cambada podem criticar, fiquem à vontade.

Democracia é isso, debate de idéias.

Vejam que o Miguel nem nomes para por nas secretarias tem. Será que os convidados estão com vergonha de logo em seguida perderem o emprego quando ele for cassado???

E aí Miguelitos? Estou provocando???

APAREÇAM

Graúna disse...

Mas , que secretariado "de respeito"!!! Será que já está dando pra perceber que o "homem" não tem projeto nenhum???? Ou continuamos imaginando coisas?

amiga da amiga disse...

Olha vou dizer a vocês que estava eu indo a São Paulo na data de 29/12/08 sentido assembléia olhei a minha direita e disse olha mãe um carro da prefeitura de Jundiaí,quem será que tá na assémbleia,engraçado a primeira coisa que me veio a cabeça foi o que vieram pedir,articular.E dias depois li a matéria do Pedro.Olha antigamente era a coisa mais comum se trocar de partido quando os ideais não se cruzavam,e isso não é crime e nem coisa do ego da pessoa mas todos buscam crescer é o mesmo que fazer pós graduação ou um curso para subir de posto em seu emprego.Lidam com ser humano como uma sigla é como Deus que hoje existe um monte de marca(religiões).Indifere o partido a religião o que importa são as intenções dos políticos,isso é uma prova de que estão brigando para manter o poder do partido.Mas regras são regras não somos nós quem escolhemos mas aqueles que pagamos para isso e assim decidirem nosso futuro desastroso e de glorias pra eles.Deus também não tem religião ou marca definida pois se todas se reunissem e acabassem com tanto luxo e pregação mataria a fome do mundo.O que deveria importar é o que realmente está em jogo.E pararem de manipular a vida das pessoas que vivem a merce de poderosos falidos e corrompidos pela ganância pessoal.Há DRa que é filha de um advogado famoso de Jundiaí para de fazer comentários as escuras contra o blog e o cesar pois não acredito ser da indole de seu pai e se quer julgar se mostre então um nível acima.Deixa eu lhe perguntar uma coisa outro dia vi uma matéria onde um advogado criminalista foi pego em carcere privado com seu pai de idade e seu filho levou várias coronhadas,no final o reporter perguntou a ele :E AGORA COMO VAI SER DAQUI PARA FRENTE AO DEFENDER UM BANDIDO-RESPONDEU:PENSAREI DUAS VEZES ANTES DE FORJAR VEJA BEM ANTES DE FORJAR A DEFESA DELE. CARA ME PERGUNTO EU SE QUER CONSIGO UM PARA ME DEFENDER SENDO HONESTA.QUE MUNDO CÃO É DEPOIS QUER COBRAR MORAL DOS OUTROS O PROBLEMA É QUE ALGUNS DESSES ANONIMOS JÁ PERTENCERAM A GESTÕES PASSADA DESSE MESMO PARTIDO

Priscila disse...

caro CESAR muito obrigado pelos favores quanto as mensagens,você como eu sabe como é fácil para essas pessoas fazerem de réus se transformarem em vítimas,e como devido a tudo que tenho passado,chequei a conclusão que não existe honestidade nesse meio,é raro quando ocorre uma exceção,mas logo tenta dar um jeito para se livrarem dele,até registrei um TC de preservação de direitos contra a vara da infância temo pelo meu filho que terá que ir a escola municipal,tenho medo que tentem forjar algo com ele,estou esperando os ministros e deputados voltarem de férias alguns que estão com meu caso em Brasília,todo dia passo mal ao ver essas matérias.E só sei que estamos presos a uma condicional eterna se a justiça não for feita,e basta ir para bem longe para proteger meu filho.Viu a professora que matou o filho adotivo,imagine que boa professora ela era.Mas vale lembrar que para o poder tudo é possível na vida de um cívil pobre,favelado,negro ou uma branquela louca omissa e oportunista com a falta do seu dedinho mindinho.Prefiro entrar pelo meu dedinho do que por um cargo podre em troca de favor é o mesmo que vender a alma para o diabo.PRISCILA NASCIMENTO