quinta-feira, 22 de setembro de 2016

A CENSURA AO PSOL ! ! !

Aconteceu mais uma peripécia da imprensa vendida de Jundiaí.

O debate entre os candidatos a prefeito a ser realizado pelo Jornal de Jundiaí e pela TV Bandeirantes excluiu o candidato Paulo Taffarello.

Na verdade uma atitude como esta desse jornaleco já não estranha a mais ninguém. O Jornal de Jundiaí há muito tempo trocou todo o seu compromisso com a informação pelo dinheiro, seja ele público ou de candidatos a cargos públicos.

Uma vergonha. Aliás, mais uma, dentre tantas outras, protagonizada por aquele diário, que de jornalismo já não tem mais nada.

A maior de todas foi aquela escrita no livro " Primórdios da Diocese de Jundiaí ", cujo autor é o Padre Antonio Maria Toloi Stafuzza, Vigário da Matriz de Santa Terezinha, que retratou como aquele antigo jornal A Folha (atual Jornal de Jundiaí) e a Rádio Difusora deixaram de ser propriedade do Círculo Operário Jundiaiense, dirigido na época pelo padre Adalberto de Paula Nunes, e passaram para os atuais donos.

Apenas para refrescarmos a memória, segue abaixo uma declaração de posse, assinada pelo próprio padre Adalberto, que prova a propriedade real do jornal e da rádio, outrora em boas mãos:

***** CLIQUE SOBRE A IMAGEM PARA AUMENTAR DE TAMANHO *****

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

TUDO PELO PODER ! ! !

A juíza de direito e Diretora do Fórum local, Dra. Renata Vaitkevicius Santo André Vitagliano, determinou ao prefeito, eng° Pedro Bigardi, a suspensão imediata, de seus caros comícios, da apresentação da TV 55 por entender que se trata de clara propaganda na forma de outdoor eletrônico, o que é proibido pela lei eleitoral.

Segundo a juíza, se a TV 55 voltar ao ar nos comícios a Polícia Militar e os oficiais de justiça poderão fazer a apreensão do material.

A política em Jundiaí é uma festa, não é mesmo ?

Está mais para o " bumba meu boi " do que para um ato democrático.

É o candidato Pedro Bigardi com publicidade irregular na tal TV 55, de um lado. É o candidato Luiz Fernando Machado comprando pesquisas falsas, de outro. Todos tentando enganar o eleitor em troca do poder.

Eiiiiiiiiiiittttttttttaaaaaaaaaaa Jundiaí, hein ?

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

NOTA DE ESCLARECIMENTO ! ! !

Está circulando nas redes sociais uma notícia mentirosa dizendo que fui expulso do PCB. Isso não é verdade. Fui eu quem pedi a desfiliação do partido. Vamos aos fatos e documentos.

Antes das eleições de 2016 estava definido que eu seria candidato a prefeito e Fernando Zingra a vice, pelo PCB. Ao se aproximarem as convenções partidárias fui comunicado pelo vice que ele não seria mais candidato já que ele estava fazendo negócios com empresários ligados ao PSDB e a condição para a viabilização dos negócios era que ele deixasse a disputa eleitoral.

Diante disso fiz contato com o PSOL para uma coligação, o que ocorreu com sucesso, onde me colocaria como vice pelo PCB, sendo constituída uma Frente de Esquerda na cidade.

Fernando Zingra não satisfeito com o que já havia feito, criou uma contenda enorme junto à direção estadual do partido dizendo que não havia sido consultado sobre esta coligação.

E não foi consultado mesmo, afinal de contas uma pessoa que sempre criticou o PSDB e de repente estava fazendo negócios com empresários ligados ao PSDB já não merecia mais a minha confiança.

Diante de toda esta turbulência, a direção estadual do PCB dissolveu a Comissão Provisória em Jundiaí retirando o partido das eleições municipais de 2016.

Assim sendo, não me restou outra alternativa senão a de me desfiliar do PCB.

Segue abaixo a 2ª via de minha carta de desfiliação do PCB enviada à direção estadual do partido, através de carta registrada, no dia 19 de agosto de 2016.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

A HISTÓRIA SE REPETE ! ! !

Encerrando a tarde de 2ª feira paramos em uma padaria na agradável Av. Samuel Martins para o nosso lanche de costume.

Ao entrarmos no estabelecimento nos deparamos com uma pilha de uns 50 exemplares do Jornal da Cidade de domingo colocada no balcão.

Isso quer dizer que o JC de domingo, com a pesquisa fajuta do PSDB, está sendo distribuído pelos seus cabos eleitorais por toda a cidade.

Vale recordar que o candidato tucano Luiz Fernando Machado está só repetindo o que fez nas eleições de 2008. Vamos relembrar ?

Naquele ano a dobradinha Miguel Haddad-prefeito e Luiz Fernando-Vice teve o seu registro cassado 7 vezes pela Justiça Eleitoral.

Uma das cassações foi exatamente sobre o mesmo ato que está sendo praticado em 2016, pelo mesmo Luiz Fernando Machado, apoiado pelo mesmo Miguel Haddad, todos pelo mesmo PSDB.

Naquele ano o PSDB distribuiu gratuitamente, na véspera da eleição, aproximadamente 50.000 exemplares do Jornal de Jundiaí dizendo que a triste dupla Miguel/Luiz Fernando iria vencer, induzindo claramente os eleitores jundiaienses a votarem nos tucanos.

Em sua sentença condenatória, o Juiz Eleitoral da época foi bastante claro ao apontar as ilegalidades cometidas, concluindo o seguinte:

"...Assim dou por viciada a eleição por Captação Ilícita de Sufrágio como demonstrado nestes autos, procedendo como já feito em outros processos, salientando, novamente, que com regras há que se saber conviver e, certamente, são elas para respeito de todos..."

"...Ante o exposto, extingo o feito com julgamento do mérito, tomando como procedente o pedido e em face do erro material ante o momento do sentenciamento o faço para o fim de cassar o registro de candidatura dos Srs. Miguel Haddad e Luiz Fernando Machado (já que esta acompanha, por ser de vice-prefeito, a sorte da primeira) anulando os votos que receberam nas eleições majoritárias de 5 de outubro do corrente, aplicando, ainda, a cada um, a multa de 50.000 UFIR..."

"...Determino a imediata aplicação do disposto no art. 224, do Código Eleitoral, oficiando-se novamente, em reiteração aos ofícios já enviados, mencionando-os em número, com presteza, ao E. Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo para que designe data para novas eleições dentro de 20 a 40 dias do primeiro ofício, sem a participação dos réus..."

domingo, 11 de setembro de 2016

O PSDB É UMA VERGONHA ! ! !

O juiz eleitoral de Jundiaí, Jefferson Barbin Torelli, havia proibido a divulgação de uma pesquisa eleitoral em que apontava o candidato do PSDB, Luiz Fernando Machado, como líder na preferência popular, por suspeita de fraude.

O juiz eleitoral havia determinado à empresa Érica Regina Análise e o Jornal da Cidade, de que estavam proibidos de divulgar essa pesquisa suspeita de fraude até o julgamento final.

Neste domingo o Jornal da Cidade trouxe em sua capa e nas páginas internas, gráficos mostrando a liderança de Luiz Fernando Machado.

Uma das coligações imediatamente pediu à Justiça a apreensão dos exemplares, aplicação de multa estimada em R$ 200 mil e até a prisão dos responsáveis pelo jornal por crime de desobediência, entre eles, os proprietários do JC e o editor Alcir de Oliveira.


FONTE: Jornal da Região

Que vergonha, hein deputado ? Então quer dizer que a eleição tem de ser ganha na marra ? Uma lástima. Um escárnio com o povo de Jundiaí.

Esse é apenas um pálido retrato do modelo político coronelista vigente na cidade. É a política da compra e venda funcionando a todo o vapor.