segunda-feira, 9 de maio de 2016

AUDIÊNCIA IMPORTANTE ! ! !

FOTO: O eficiente Promotor de Justiça Dr. Claudemir Battalini.

Na última quinta-feira comparecemos ao Ministério Público em Jundiaí para uma audiência previamente agendada com o combativo Promotor de Justiça do Meio Ambiente, Dr. Claudemir Battalini.

O assunto tratado nesta reunião foi a intenção do governo estadual de vender cerca de 800.000 m2 do Instituto Agronômico de Campinas - Centro de Engenharia e Automação instalado na região de nosso ímpar Distrito Industrial.

Uma preocupação bastante evidente tomou conta da reunião: A real possibilidade da especulação imobiliária adquirir estas terras para a construção de condomínios de luxo.

Vale lembrar que naquele entorno temos um enorme entroncamento de rodovias, o Distrito Industrial de Jundiaí e o Aeroporto local, o que atrairia os milionários de São Paulo a comprarem lotes deste possível condomínio a preço de ouro.

Se esta venda acontecer haverá na região uma devastação ambiental monumental, já que existem naquele terreno lagos e nascentes de água, além dos demais estragos que viriam com a urbanização da área.

Diante desta conversa ficou muito claro que o nosso Ministério Público também está muito preocupado com este possível negócio por parte do governo estadual e que, a partir de agora, estaremos monitorando o projeto de lei que o governador do PSDB vai encaminhar à Assembléia Legislativa, onde possui ampla maioria, para a sua aprovação.

21 comentários:

Anônimo disse...

Miguel Haddad é o chefe dessa manobra e Luiz Fernando o operador e articulador.

cesar tayar disse...

É incrível. Tudo na política é feito de maneira ladina e disfarçada para enganar as pessoas. Pobre Jundiaí. Ou o povo coloca esses coronéis para fora da política ou a cidade vai ser sempre tratada como um mero quintal da casa dessa gente.

Anônimo disse...

O Projeto de Lei 328/2016, que incluiu essa área para venda, não levou em conta vários aspectos. Dentro do CEA-IAC há uma escola municipal (EMEB Úrsula Gherelo), encravada, cujo área (794 m2)já havia sido transferida ao município pela Lei 14.461/2011; o local é considerado de preservação ambiental pelo Plano Diretor (JJ de 15/02/16, pg.3); a Lei 6.150/1988 transforma em Reserva de Preservação Permanente todas as fazendas da SAA destinadas à geração e difusão de tecnologias agropecuárias; a Constituição Estadual, art. 272, determina Audiência Pública prévia com a comunidade científica; desconsidera moções contrários encaminhadas pelo comdema e pela Câmara de Vereadores. Enfim, trata-se de uma completa sandice e um desrespeito com a cidade de Jundiaí.

Anônimo disse...

O EX PREFEITO PEDRO BIGARDI ACABOU COM A CIDADE E NINGUEM DIZ NADA O IBIS FOI CHAMADO DE LOUCO E AGORA O CARTAO POSTAL DE JUNDIAI E A AVENIDA NOVE DE JULHO E VOÇES CRITICAM QUEM FEZ ALGO OU TENTA FAZER ALGO PARA CIDADE ESTA PORRA DE CIDADE VAI SE TORMAR IGUAL A VARZEA NAO TEM MAIS NADA A NAO SER MENDINGO NAS ESQUINAS DEIXEM O BRASIL E JUNDIAI ANDAR

Anônimo disse...

Eita PROMOTOR vamos promover a derrocada desses canalhas...

Anônimo disse...

TAYAR, É FÁCIL DESESTIMULAR ESSA ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA TRAVESTIDA DE LEGALIDADE,COM ALGUMAS MEDIDAS:

01 -É SÓ AUMENTAR A PLANTA DE VALORES IMOBILIÁRIO DOS IMÓVEIS "TAXADOS DE RURAIS" QUE SÓ PAGAM O INCRA

02 -DESESTIMULAR PROJETOS ENCOMENDADOS QUE ALTEREM ÁREA RURAL PARA ÁREA URBANA; E SE ISSO OCORRER, PAGAR A DIFERENÇA DE VALORIZAÇÃO AO EX=PROPRIETÁRIO DO IMÓVEL;

03- E FINALMENTE, TAXAR A COBRANÇA DE IPTU DO IMÓVEL PELO VALOR REAL DE MERCADO NA ÉPOCA DE SUA INCORPORAÇÃO COMO LOTEAMENTO.



Anônimo disse...

Engraçado. Me lembro na campanha do banana dizendo que iria criar uma universidade no local. Pois é. Apenas para nós, trouxas, o eleger-mos. Fique tranquilo, banana! Vc irá deixar o 8.o andar.

Anônimo disse...

Será que em sã consciência, alguém vai pagar caro para morar ao lado de um aeroporto em expansão?

Fernando Zingra disse...

Vale lembrar que em 2007 eu já tinha essa informação, pois um deputado a época do PFL e hoje do DEM, articulava junto ao governador por interesses particulares, a venda dessa área a fim de que um grande empresário da nossa região, especialista em condomínios de alto luxo a adquirisse. Tentei mostrar ao deputado Pedro Bigardi, mas esse não demonstrou qualquer interesse em tentar proteger essa área.
Essa venda, pegou o ninho tucano loteador local de calça curta, e causou grande alvoroço, pois se for pra virar condomínio, eles querem a preferência, não dizem isso, dizem querer proteger, mas quem os conhece, sabe das reais intenções.
Além da reunião que tivemos com o Promotor, deveremos formular denuncia essa semana a fim de que tenham mais material em mãos para evitar essa destruição, quer pelos empresários de lá como pelos de cá!

Anônimo disse...

Os especuladores imobiliários abutres não dormem no ponto.

Fernando Zingra disse...

PSD, PARTIDO DE PEDRO BIGARDI PROTEGEU OS LADRÕES DE MERENDA DO PSDB, POIS VOTOU CONTRA A ABERTURA DA CPI!!!

Todos os deputados estaduais do PSD de São Paulo, votaram contra a abertura da CPI que investigaria os ladrões do PSDB envolvidos no roubo da merenda!!!

Vejam como foi a votação: Link no blog.

Outro pré candidato a prefeitura de Jundiaí, o pífio deputado Luiz Fernando Machado - PSDB, se negou também a assinar a abertura dessa CPI!
Quer dizer, temos dois partidos de pré candidatos ajudando a proteger o ladrões de merenda!!!
FIQUEM ATENTOS CIDADÃOS JUNDIAIENSE, ambos os partidos andam de mãos dadas, então nessa eleição você será novamente enganado pela fraude política Pedro Bigardi!!!

Fora PSD, PSDB, PT, PCdoB e partidos coligados, partidos oportunistas acostumados a negociatas!!!

http://fernandozingra.blogspot.com.br/2016/05/psd-partido-de-pedro-bigardi-protegeu.html

Anônimo disse...


Essa área não poderia servir, futuramente, para o aumento da pista e a transformação do Aeroporto de Jundiaí em auxiliar, aos de São Paulo?

Anônimo disse...

Caro Grande Tayar! Estava tomando um Cabelereiromuito fofoqueiro por sinal,quando chegou a terrivel noticia pelo ecram da televisao que o Impeachment da Dilma tinha sido anulado pelo Maranhão logo o Taciturno do fofoqueiro pulou das tamancas e bradou alto. Olha a cara deste Maranhão parece sanfoneiro de Zona e parar com o Impeachment neste momento e a mesma coisa que um Coito Interrompido.Isto que eu chamo de Golpe Baixo.

Anônimo disse...

Por falar em escândalo da merenda, alguém poderia explicar como é que ficou o assunto das asinhas de frango que o então secretário Denis Krupp andou comprando naquele açougue próximo do Clube Jaú pelo exorbitante preço na época com o custo acima de R$ 20,00 o quilo e até hoje é servido para as crianças, somente salchicha

Fernando Zingra disse...

NOVO ESCADÃO DE JUNDIAÍ, UMA PROJETO VAIDOSO E MILIONÁRIO PARA UMA NATUREZA MORTA!!!

UMA PRAÇA SEM ÁRVORES, É COMO UM LAGO SEM ÁGUA!!!

Quando falamos de praça, pensamos logo em um local onde durante o dia podemos descansar ou mesmo se reunir sob árvores frondosas desfrutando de sua sombra, mas com o governo fraude política Pedro Bigardi é diferente, o famoso escadão está sofrendo reforma, e para que isso acontecesse, suas árvores frondosas, quase centenárias e que atraiam vários pássaros e refrescavam a região, foram cortadas, não porque apresentassem algum tipo de risco, mas sim para dar espaço a um projeto vaidoso de um governo que ao invés de plantar a natureza que abriga, destrói! Se disserem que a revitalização foi pra evitar marginais ou encontros furtivos, bastava colocar mais segurança, que poderia ser feita através de câmeras e pela própria GM que sempre está ao lado e com isso teria sido evitado o gasto de milhares de reais e a destruição das belas e úteis árvores! Me recordo que esse grupo se indignava quando o nefasto governo Miguel Haddad autorizava a destruição de árvores, inclusive o diretor de obras que acompanha essa revitalização, chegou a me enviar fotos de uma paineira na rua União para que eu fizesse matéria, pois foi derrubada para dar lugar a um condomínio, mas isso até eles virarem o poder.

O mais incrível disso é que nenhum vereador que estão bem ao lado, e que ainda pergunto pra que temos, se opôs verdadeiramente tentando barrar não a revitalização, mas a destruição das árvores. O que fizeram foi ensaiar uma critica nas redes sociais. Os vereadores só ficaram sabendo do corte das árvores, após essas estarem no chão, ai não há santo que resolva! Essa é a câmara representativa do povo que Jundiaí possuí. Jundiaí precisa é revitalizar essa em sua totalidade também. Mas toda essa "revolta" acabará na inauguração no dia 14, quando veremos todos esses presentes, se refestelando e tirando fotos para postarem nas mídias sociais.

Serão instalados vários bancos modernos, mas para quê? Se esses estarão sob o sol? Quem vai frequentar durante o dia? Ninguém! Se é pra revitalizar para melhorar, não devemos somente pensar na beleza da estética, é necessário pensarmos na praticidade e sua utilização, então o escadão será um ótimo local de encontro para jovens no período noturno, assim como está sendo a Ponte Torta, revitalizada a um custo milionário, que só pode ser utilizada a noite, porque não há um banco e muito menos árvores frondosas. Não plantem coqueiros ou outros tipos de árvores que secam o solo, afastam pássaros e não refrescam em nada, lembrando que há árvores que refrescam muito mais que um ar condicionado de 4.000 BTU. Quanto mais árvores temos principalmente na região central, mais qualidade de vida.

Leiam a matéria completa em meu blog:

http://fernandozingra.blogspot.com.br/2016/05/novo-escadao-de-jundiai-uma-projeto.html

Anônimo disse...

Ao anônimo das 17:25,

O caso das asinhas de frango está na segunda instância. Será julgado pelo Tribunal agora, uma vez que a ação foi julgada improcedente na primeira instância.

O ministério público entrou com recurso. Aguardemos.

Anônimo disse...

A presidente saiu.

Vamos fazer uma faxina também nos governos de estado e nas prefeituras???

Anônimo disse...

Alexandre de Morais ex-advogado do PCC e que ainda tem ligações através dos seus escritórios e o CHEFE do moralista Sérgio Moro...kkkkké uma piada..

Anônimo disse...

Amigos, essas manifestações tem que chegar até nossos deputados estaduais que estão analisando o PL 328/16. Entrem no site www.al.sp.gov.br/comissoes/. Procurem pelas comissões de: Constituição e Justiça, de Orçamento, de Ciência e Tecnologia e enviem emails para os deputados dessas comissões. Eles estão analisando o PL 328/16. Vamos exigir que eles respeitem a Constituição Estadual, que no seu artigo 272 exige que sejam realizadas audiências públicas com a comunidade antes da alienação ou venda desses imóveis. Nosso deputado Luiz Fernando Machado é o vice presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia.
Afinal eles são nossos representantes e não os representantes de um governo que não respeita nossa cidade e nosso meio ambiente.

Anônimo disse...

Essa venda do IAC será mais um escândalo político na cidade em benefício dos especuladores imobiliários de plantão.

José Carlos Rodrigues disse...

É bom salientar que a família do deputado adquiriu uma grande área junto IAC e o aeroporto em 2008. Com qual finalidade Jundiaí ainda não sabe!