sábado, 21 de maio de 2016

A MORTE DA SERRA ! ! !

Uma riqueza extraordinária de Jundiaí está seriamente ameaçada pela imobilidade e negligência ambiental de nossa prefeitura municipal. Ao conhecermos um pouco da história local veremos o risco iminente de um desastre ambiental sem precedentes na cidade.

A flora da Serra do Japi é detentora de inúmeras espécies de árvores como aroeiras, araticuns, perobas, guatambus, jacarandás, ipês, paineira, pata-de-vaca, cássias, copaíba, jatobás, guapuruvú, embaúbas, capixigui, cambará, andiras, canelas, jacarandás, quaresmeiras, manacá da serra, canjerana, cedro, ingá, angicos, pau-jacaré, chico-pires, pitanga, uvaia, araçás, sete-capote, goiabeira, jerivá, palmito, açoita-cavalo, candeia e inúmeras outras. São mais de trezentas espécies observadas até hoje. E também um grande número de arbustos, herbáceas, samambaias e musgos.

A Serra do Japi ainda abriga uma fauna bastante diversificada, com mais de 650 espécies de borboletas identificadas e centenas de espécies de outros insetos, aracnídeos, anfíbios, répteis que já foram objetos de estudo por pesquisadores.

Várias espécies de aves como inambu-xitã, garça-branca, urubus, gaviões, falcões, acauã, siriema, quero-quero, juritis, alma-de-gato, anus, corujas, beija-flores, pica-paus, joão-de-barro, matraca, tesourinha, araponga, bem-te-vis, andorinhas, gralhas, corruíras, sabiás, sanhaços, saíras, tiziu, tico-ticos, bicos-de-lacre e muito mais, habitam permanente ou temporariamente a Serra do Japi.

Mamíferos como gambás, tatus, tamanduá, morcegos, bugio, macaco-sauá, cachorro do mato, jaguatirica, gatos-do-mato, gato-maracajá, onça parda, furão, cateto, serelepe, preá, ouriço, veados, capivara, tapiti, dentre muitos outros, têm o Japi como um dos poucos refúgios, inclusive vários destes animais estão ameaçados de extinção.

Acontece que mesmo diante de todo este nosso patrimônio ambiental inestimável, a lei 417/04 ainda não foi revista pelo governo de Pedro Bigardi, que já está chegando ao fim. Ao invés de se debruçar sobre o assunto a secretaria de planejamento dedicou-se, nestes quatro anos, a construir bancos de jardim, reformar a Ponte Torta e a inaugurar o "novo escadão". A cidade de Jundiaí não merece isso !!!

10 comentários:

Anônimo disse...

Tayar faca um levantamento das empresas que estão prestando serviços para a virada cultural terá muitas surpresas!!!!

Fernando Zingra disse...

JUNDIAÍ REPUDIA A HIPOCRISIA E O OPORTUNISMO DO PRÉ CANDIDATO A PREFEITO PELO PSDB, EM ASSINAR A CPI DA MERENDA, DEPOIS DE TER SE NEGADO!!!

Pegou mal para o PSDB, aliás, um partido que tem um histórico de corrupção, articular e se negar a abrir a CPI que investigaria os ladrões de merenda, pois as denuncias recaem sobre seus filiados e integrantes do governo Alckmin.
O PSDB somente recuou e resolveu assinar, quando viu que a situação tornava-se insustentável, com movimentos populares nas ruas e com a tomada da ALESP para que essa CPI fosse criada e os ladrões julgados e condenados.
Mas devemos lembrar que, o maior fator do recuo se deu por ser ano eleitoral, pois se assim não fosse, com certeza isso seria empurrado e engavetado. Então o PSDB temendo por seus candidatos principalmente os deputados que devem pleitear prefeituras, resolveu usar do oportunismo e assinar a CPI, se declarando contra esse tipo de corrupção; um partido verdadeiramente hipócrita!
Em Jundiaí a situação pesou muito para o pré candidato a prefeito Luiz Fernando Machado - PSDB, que já foi derrotado na eleição anterior, pois passou a ser repudiado e cobrado continuamente na mídia e nas redes sociais, pois ele foi um dos que se negou a assinar.
Mas como todo bom político oportunista, teve de fazer um vídeo onde se declara a favor da CPI e estará assinando. Se realmente estivesse preocupado e se indignado, sua atitude seria de ter ido contra o partido e assinado desde o início e não só na hora que foram encostados na parede. Atitudes contra corrupção e qualquer outro desmando, devemos ter em todos os momentos e não deixar que outros interesses se sobreponham.
Um jornal de Jundiaí levou a público o vídeo para tentar reverter a situação, mas a população não se deixou enganar e repudiou mais ainda, pois percebeu o oportunismo e o tiro saiu pela culatra.
O povo não tolera mais políticos profissionais, políticos que agem em prol de si ou de seus pares, quando deveriam estar agindo em prol de quem lhes confiou o voto!

Leiam no blog os comentários da população.

http://fernandozingra.blogspot.com.br/2016/05/jundiai-repudia-hipocrisia-e-o.html

Anônimo disse...

Hoje mais uma vez estreia mais uma temporada da Orquestra Municipal de Jundiaí temporada de 2016, sobre a regência da grande amiga da diretora do Polytheama para não dizer quase irma Claudia Feres que pelo sexto ano consecutivo toma a frente da orquestra, até ai tudo bem não devemos discutir o currículo profissional dela e sim questionar onde está as licitações para o contrato dessa temporada, como prestadora de serviço que é deveria ser feito uma nova concorrência a qual não ouve.
Mais Saidinha que a maestrina somente a própria Diretora Heloísa, ouvi boatos que ela fez de tudo para acontecer a orquestra, veja você ate mesmo passar por cima da parte jurídica da prefeitura, fazendo as audições sem o consentimento legal da Prefeitura..
Já que estamos aqui, pergunto onde foi para o corpo de Ballet e a companhia municipal de Teatro, a galeria de Arte do polytheama extintas pelo bel prazer da diretora para ver sua orquestrinha tocando por ai..
E mais uma vez irão tocar no festival de Campos do Jordão adivinha com o direito de quem???
Isso mesmo o nosso, que poderia esta sendo usado para Reforma do Centro das Artes que esta parada e se deteriorando, já que a verba usada para OMJ não e pequena para um publico de menos de 100 pessoas.....
A corrupção começa por atitudes iguais as sua Heloísa...

Anônimo disse...

Com a palavra, os candidatos.

Anônimo disse...


Vamos lá , César. Por partes.

01. Essa administração nem banco em praça colocou. Aqueles que vimos colocados foram gentileza de construtoras. Na verdade, essa administração acabou com boa parte dos bancos das praças da cidade.
02. Quem é o empresário "famoso e bem sucedido" que, segundo o THÉO, "saiu definitivamente do armário".
03. O Pedro tinge o cabelo?
04. Por onde anda a corujinha?

Anônimo disse...

Paulicéa ou Paulicéia, não importa ! quanta saudade deixou !

Que tristeza sentimos ao passar pela Rua Barão de Jundiaí e notarmos
a ausência da tradicional Paulicéa.
Sim, ponham tristeza nisso ! Ela representou-nos socialmente, culturalmente, esportivamente, enfim....
Embora tenha durado cem anos, brindando várias gerações que a frequentaram, teve um melancólico fim, que nos pareceu um velório
de um ente querido.
Seus sócios remanescentes faleceram logo após seu fechamento: falamos do Geraldinho e Artur. Como consolo resta-nos o Ivan que mantém seu estabelecimento desgarrado do centro da cidade, mas que ainda é palco de encontros e reminiscências.
Figuras antológicas ainda se encontram esporadicamente, relembrando
um saudoso passado de memoráveis fatos e acontecimentos que marcaram
Jundiaí.
Não vemos nenhum outro local, infelizmente, que possa trilhar os feitos da Paulicéa. Existem inúmeros restaurantes, bares e botecos
espalhados pela cidade, mas, a velha Paulicéa é insubstituível, assim como seus típicos e assíduos frequentadores, cada um guardado
eternamente num cantinho de nossos corações.

Magron


Anônimo disse...

Ao amigo das 14:35h sem falar que a orquestra que será paga com dinheiro público fará show privado no sindicado dos metalúrgicos como todo ano ocorre.

Anônimo disse...

Para todos saudosistas da Pauliceia que desvairava a cidade nas decadas de 60,70,80 e a exterminaçao da nossa fauna e flora,recomendo uma visita ao Salão do Tuco Bafo de Onça figura pitoresca da nossa cidade.vale a pena visitar

Anônimo disse...

O Prefeito errou feio com a sua escolha para a condução do plano diretor, colocou uma patricinha burguesa e mimadinha pra conduzir um processo que demandaria um razoável senso social, como uma pessoa que estudou boa parte da vida no Leonardo da Vinci vai ter este tipo de senso, só se for com os empregados da família talvez, no resumo da opera o governo do Pedro é um mix de burguesinhos bundas sujas que podem até ser honestos mais são incompetentes e gostam de status e trafico de influencia com um bando de ex marmiteiros pilantras e incompetentes loucos pra arrumar uma boquinha extra, mais ainda assim é bem menos pior do que um governo do psdb que só tem aloprado e delinquentes sem o mínimo de escrúpulo.

Anônimo disse...

Tayar, "esqueceram" de rever a lei 417. Sentaram no colo dos especuladores.