sábado, 23 de janeiro de 2016

DESCASO HISTÓRICO ! ! !

Dias passados ocorreu um incêndio no complexo FEPASA onde, pasmem, a prefeitura continua autorizando que os carros alegóricos das escolas de samba de Jundiaí sejam guardados.

Um absurdo. Este fato mostra o total desprezo que os prefeitos que se sucederam nos últimos 23 anos tem pela história e pela memória dessa cidade, intimamente ligada ao setor ferroviário.

É claro que a secretária de planejamento da prefeitura, responsável pelo Plano Diretor do Complexo FEPASA, não sabe de nada afinal de contas, para ela, planejar uma cidade é instalar bancos de jardim e humanizar viaduto. Ninguém merece.

Há mais de dois anos este blog produziu um vídeo mostrando a situação lastimável em que se encontra o nosso acervo ferroviário, resultado de uma política municipal coronelista e arcaica que só favorece aos pífios interesses comerciais de duas famílias.

Assistam às imagens que retratam a negligência pública no município:

13 comentários:

Anônimo disse...

E sem falar nos documentos que existem la, que antes ficavam na praça dos Andradas ,e agora estão lá amontuados e mofando em um prédio que está em ruinas,e claro é mais fácil proibir filmagens do local do que sanar o problema já que todo complexo e infestado por bombos ratos,a única coisa boa que foi criada lá é o criatório municipal de mosquito da dengue,local oficial para a reprodução do mosquito,lá as larvas ficam tranqüilas para concluírem seu ciclo já que nenhuma ação por parte da zoonozes e tomada,como dizia minha avó casa de ferreiro espeto de pau.

Anônimo disse...

UM DESCASO SEM PRECEDENTE PARA A HISTORIA DE JUNDIAI ISTO E UMA VERGONHA QUE DEVERIA SER COLOCADO EM TODOS OS CANAIS DE TELEVISAO E SE POSSIVEL EXPORTAR PARA OUTRO PAIS PARA MOSTRAR O QUE OS GOVERNANTES FAZEM COM NOSSA JUNDIAI E DE CONTRA PESO MOSTRAR ONDE ELES MORAM PARA QUE O MUNDO E O BRASIL VEJA QUEM ESTA NO PODER DA CIDADE TENHO VERGONHA DE SER JUNDIAIENSE

Anônimo disse...

César discordo de VC quando mostrou as pichações nos vagoes,isso e arte toda cidade está grafitada nada mais justo que os vagões também sejam,isso é hip hop e nois.

Anônimo disse...

Li um comentário de Marcelo puxa-saco pilon no JJ na na reportagem que fala de Plano Diretor, Eu fiquei assustado com o nível de insanidade do rapaz. è quase maluco, leiam e verifiquem,... acho que tinha ingerido alguma coisa tóxica...O cara é louco, louco de pedra.. Leiam faço questão...

Funcionário Publico em Festa disse...

O Marcelo não merece crédito. Ele era um dos que metia o pau na administração do traidor, mas bastou ganhar um CC para ser defensor. Pessoas que se vendem não merecem crédito algum!
Aliás, ele é um dos que defende a Marina e dizia que ele tinha o partido dessa outra fraude em suas mãos, quando todos sabem que é são os Benassi que o tem, mas mesmo sendo avisado por integrantes desse partido que odeiam os Benassi, e querem a coisa certa, ele discutiu com essas pessoas!
Não tem visão alguma, é mais um que cria suas opiniões através de jornalecos e revistinhas!

cesar tayar disse...

Esta desfaçatez com a história de Jundiaí, sob o eterno argumento da falta de recursos, nos faz lembrar o seguinte:

1) Bigardi doou quase R$ 1 milhão para as escolas de samba em 2016;

2) Bigardi gastou R$ 5 milhões na elaboração do projeto de um novo hospital público que jamais sairá do papel;

3) Bigardi gastou R$ 3 milhões com uma auditoria, que não serviu para nada, cujo relatório jamais veio a conhecimento público, o que seria a sua obrigação;

4) Bigardi vai gastar, se o Ministério Público liberar a obra, quase R$ 150 milhões com o BRT, um projeto absolutamente inútil para a cidade;

5) Bigardi gastou R$ 650 mil com os bancos de jardim do centro.

Se todo este dinheiro, que foi jogado fora, fosse utilizado na preservação de nosso real patrimônio histórico, a situação do acervo do Complexo FEPASA seria completamente diferente.

Fernando Zingra disse...

Cesar, tem mais a empresa de urbanismo que ele contratou a peso de ouro para a elaboração de projeto de para mobilização, mas que ninguém viu nada até hoje!!!

cesar tayar disse...

Até que enfim podemos dar uma boa notícia. O site do jornalista Flávio Gut está ativo novamente. O endereço da página é www.oajundiai.com.br

Uma página escrita com a tão necessária isenção jornalística. Ótimo.

Anônimo disse...

Alguém sabe quanto estão pagando pelo som do refogados do Sandi esse ano,fiquem de olho parece que foi muitos mils reias.

Anônimo disse...

Digite seu comentário...o fato ocorrido só vem evidenciar mais ainda o descaso e o sucateamento com que governos, de todas as esferas tem tratado a história e a própria trajetória da ferrovia no nosso país,...como diriam alguns, é caso de polícia, e outros também diriam, é a compra de governos (seja qual for o partido ) para que destruam o transporte ferroviário, de passageiros e também e principalmente o de cargas, em benefício das grandes montadoras, ...mas isso não passa de uma teoria da conspiração, aliás, mais uma!

Anônimo disse...

E o condomínio Unique Alta Vista que está fazendo terraplenagem em terreno Público na rua Paul Harris, e contribuindo com lama para o Rio Guapeva toda vez que chove, pode isso? A polícia ambiental, passa lá de vez em quando e a CETESB também, mas não tem licença, não tem multa!!! O que acontece ali!!!

Anônimo disse...

Acabaram com o belimmimo museu que existiu lá, aquele acesso ao poupa tempo e aquele estacionamento imundo do poupatempo são uma pouca vergonha. Eu tenho vergonha de dizer que sou jundiaiense quando vou ao poupa tempo e vejo aquela gambiarra que foi feita lá. Além da gambiarra do acesso, e do longínquo estacionamento, agora parece que o Pedrinho libeirou os ambulantes. Tem dectudo lá, ladrão de palhetas do limpador de parabrisas, vendedor de pano, sorveteiro, pipoqueiro, vendedor de frango vivo (mata na hora) vendedor de mortadela... Aquilo parece o Bolívia. Cade a fiscalização? Ahh o Pedrinho liberou Geral.

Anônimo disse...

Pena que as.pessoas usam esse importante canal de comunicação só para destilar ódio, inveja, inverdades e outras ignorâncias pensando que com isso acontecerá o efeito gangorra.
César. É muita babaquice né.