quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

A ENGANAÇÃO DE SEMPRE ! ! !

Toda a cidade tem assistido nos últimos dias um espetáculo político dantesco em nossa dissimulada imprensa. Todos sabemos também que esta mesma dissimulada imprensa é regiamente paga para fazer este papel ridículo de enaltecer quem nunca teve nada para poder ser enaltecido. O deputado federal Miguel Haddad, com a sua costumeira arrogância, veio a público fazer pose com o secretário estadual da saúde dentro do Hospital Regional e aproveitou para criticar o nosso Hospital São Vicente dizendo que este nosocômio municipal é vítima da má gestão. Vamos por partes como dizia Jack, o estripador.

Sobre o Hospital Regional, está funcionando a meia boca, ou seja, apenas 50% de suas instalações estão em atividade. Porém é preciso lembrar que o então candidato a prefeito Miguel Haddad, em 2008, disse durante a campanha que no ano seguinte esse hospital estaria inteiro à disposição do povo de Jundiaí. Agora, 7 anos depois, este mesmo Miguel Haddad estufa o peito e diz que está tudo maravilhoso com este mesmo hospital funcionando apenas com a metade de sua capacidade. Ou seja, chamou à toda a população da cidade de idiota. Já sobre o Hospital São Vicente ele tem razão. O problema é extrema má gestão mesmo. Toda esta situação de má gestão começou no governo dele, Miguel Haddad, com uma péssima condução da saúde. Apenas para refrescarmos a memória, vamos lembrar duas situações:

1) Em 1999, durante a administração de Miguel Haddad, o Ministério da Saúde fez uma auditoria em nossa cidade onde constatou que 45% das internações no Hospital São Vicente (AIH) tinham sido cobradas indevidamente, ou seja, cobraram do SUS procedimentos que não realizaram. Fraude. Na época ao invés do "ótimo" e "ínclito" gestor Miguel Haddad demitir e levar à justiça o diretor técnico do hospital ele, pasmem, promoveu o dito cujo a secretário municipal de saúde. 2) Em seu último mandato, o "magnífico" gestor Miguel Haddad voltou a estar às voltas com a justiça. Neste período o Ministério Público protocolou no Fórum local uma Ação Civil Pública determinando que o Pronto Socorro do Hospital São Vicente fosse fechado detectando que o atendimento ali oferecido ao munícipe era desumano. Só quem utiliza aquele Pronto Socorro sabe o quanto o promotor estava certo.

E agora vem o "inigualável" gestor público Miguel Haddad proferir discursos para a população da cidade como se todos tivessem um QI embotado e não enxergassem a realidade sórdida da política local. Assim sendo, só um antigo ditado para retratar todas estas tristezas em que vivemos: " Por fora, bela viola; por dentro, pão bolorento ".

34 comentários:

Anônimo disse...

Hospital São Vicente de Paulo

Metade de minha geração nasceu no Hospital São Vicente ! Outra meta-
de,pode-se diluir entre o Serviço Obstétrico Domiciliar, Hospital Fratelanza e Parteiras da cidade.

O hospital naquela época exalava
o olor de flores e frutas. Seu piso (ladrilhos decorados) brilhava tal qual os porcelanatos de hoje ! Era admirável o trata-
mento gratuito sob o cuidado das
saudosas freiras e médicos memorá-
veis !
Por mais que hoje queiram fazer,
sinceramente.... jamais será al-
cançado o mesmo patamar. É certo
que os equipamentos de hoje e a tecnologia desenvolvida,acrescen-
taram inúmeras vantagens aos en-
fermos. Porém, o calor humano....
nunca mais será igual ! Bons tempos aquêles !

Dr. Godofredo


Anônimo disse...

se este país fosse sério o que sabemos que não é e nunca será, todos os políticos seriam proibidos de possui o plano de saúde e matricular seus filhos em escolas particulares, mas como o País é uma merda, é simples entender pq parasitas da pior especie sem o menor escrúpulo ocupam cargos públicos.

Fernando Zingra disse...

Cesar faltou esse desmando criado também em sua ultima gestão. o que ainda não sabemos foi o real motivo:

ATO ILEGAL DE MIGUEL HADDAD - PSDB, PODE DETERMINAR A FALÊNCIA DO HOSPITAL SÃO VICENTE!!!

Durante 20 anos, o PSDB administrou Jundiaí de forma irresponsável! Pois sempre acreditou que se perpetuariam no poder e seus atos irresponsáveis, seriam encobertos ou conseguiriam ir protelando.

Esse grupo não pode alegar despreparo ou desconhecimento, pois seus integrantes em sua maioria detém diplomas superiores e não são marinheiros de primeira viagem! Eles desrespeitaram mesmo as legalidades dos atos, e nunca se preocuparam se o Tribunal de Contas iria detectar, pois se julgaram sempre acima da lei.
Um desses atos irresponsáveis, foi praticado pelo ex prefeito Miguel Haddad com o Hospital São Vicente, que coloca essa instituição a beira de uma possível falência. Imaginem Jundiaí sem esse hospital, o caos que seria para muitos jundiaienses e pacientes de outras cidades!
Essa administração já fechou dois outros hospitais de Jundiaí, o da Ponte São João e o Maternidade! Então para eles, qual a dificuldade de terminar com mais um?
Miguel Haddad, com toda sua benevolência, resolveu enviar muito mais dinheiro que era devido ao HSV, o que não é permitido, e ele sabia disso, pois não era seu primeiro mandato!
Após a apresentação das contas do HVS o valor que a prefeitura deveria enviar seria de R$ 29.730.002,88, mas de forma que ninguém consegue entender, ele enviou R$ 89.041.628,28, isto é, 199,50% além do valor que era legal! MAS POR QUÊ?
Nossos nobre edis, vereadores, não conseguiram detectar que isso estava ocorrendo, sendo que eles tem a principal finalidade de fiscalizar o executivo, então coube ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, detectar essa irregularidade e julgar tal ato improcedente e ilegal.

A situação é gravíssima, principalmente por se tratar de dinheiro público, que muitos tratam com descaso, como foi esse ato, já que o HSV terá de devolver aos cofres públicos R$ 57.974.429,28, em 30 (trinta) dias da notificação, devidamente acrescidos de juros moratórios, suspendo-o de novos recebimentos, até que comprove junto ao Tribunal de Contas a regularização do julgado irregular e ilegal.
Isso significa que o HSV primeira paga o R$ 60 milhões, para depois continuar a receber de sue convênio com o SUS, mas o HSV não tem R$ 60 milhões em caixa para pagar essa dívida, e não tendo, deixara de receber o dinheiro do convênio, fazendo com que não consiga pagar seus funcionários, médicos e fornecedores, criando totalmente um caos no sistema de saúde pública de Jundiaí.

Os envolvidos nessa situação Miguel M. Haddad, Tânia Regina Gasparini Botelho Pupo e Marco Antonio Paes de Freitas, José Cruz Gimenez e Antonio Pedro Vendramim, têm de serem responsabilizados de forma dura, pois Jundiaí está realmente a beira do caos na saúde pública devido a irresponsabilidade desses gestores que continuam na vida pública como se nada tivessem cometido de errado.

Faço as seguintes perguntas:

1 - Por que repassou muito mais do que devia?
2 - Para que seria usado esse dinheiro?
3 - Onde foi usado esse dinheiro?
4 - Sabendo que havia dinheiro a mais, por que não fiscalizou?
5 - Sabendo que o TC detectaria tal irregularidade, por que a cometeu?

Outra situação vergonhosa, é ver a mídia jundiaiense, rádios e jornais, omitirem da população tão situação. afinal para eles em se tratando do PSDB, há um peso e duas medidas, para esses só as láureas mesmo havendo irregularidades, para os outros os rigores da lei.

E então "nobres" vereadores, até quando irão repousar em berço esplêndido?

http://fernandozingra.blogspot.com.br/2014/12/ato-ilegal-de-miguel-haddad-psdb-pode.html

Anônimo disse...

Vamos seguir o exemplo de Itatiba exonerando cargos em comissão!!!!!!

Anônimo disse...


Anônimo disse...

Alô presidente do Sindicato dos lojistas que ainda tem cargo (CC3) na prefeitura!

Levando algun$ da Passarela e do Circo?

Pois é, ninguém aguenta o barulho (som altíssimo) dos carros de som da Passarela e de um Cico, que circulam pelas ruas de Jundiaí.

Enquanto isso, o traidor de seus companheiros no Sindicato, faz de conta que nada acontece nesta terra de Petronilha!

Lei municipal proíbe (terminantemente), o uso de carros de som na ruas de Jundiaí.

Onde está o "custos legis".

Realmente nesta cidade ninguém cumpre a lei.

Fora PT...fora PCdoB...Fora PSDB... Fora administração Zéca Pires!!!

Anônimo disse...

O que dizem por aí é que ELES querem fechar o Hospital, a turma deles obviamente comprarem o prédio para fazerem SEUS habituais prédios. O prefeito Bigardi deveria tomar uma atitude coerente e deixar de se socializar com ESSA gente.

Anônimo disse...


Mihuel Haddad porque voce deica 10% da sua fortuna em doação ao ao Hospital
voce fcicou rix=co quando era orefeito
devolca um pouco. Pelo amor de Deu pare
de sewr pão duro e coma a marmitex do guarda

Jose Carlos Rodrigues disse...

César temos enganação também na administração do Pedro Banana Folião Bigardi.

Antes de ser o poder, ele se indignava com o PSDB por esse não respeitar leis e normas para favorecer amigos, ocorre que quem faz isso hoje é ele e seus assessores ou CC, que vivem pedindo para que funcionários faça vista grossa para favorecer os amigos, e colocam pressão sobre os funcionários para que eles façam.
Quer abrir uma empresa em local não permitido ou fora das normas, ou quer regularizar uma sem precisar de nada? Basta procurar um assessor desse governo e dizer que é amigo e que votou no Pedro que tá fechado.

Chegam ao absurdo de colocarem vidas de crianças em risco, pois escolas exige uma série de itens a fim de proteger essas, mas tem um assessor, integrante do PCdoB, pedindo para burlar essas a fim de que se possa abrir uma em um bairro retirado de Jundiaí!
Se essa escola for aberta sem as devidas exigências, colocarei o nome dele aqui e o nome da escola e irei denunciar no MP!

Cuidado rapazinho, pois estou de olho em você e nas suas malandragens!

Anônimo disse...

"QUE TAL UMA FUSÃO"
JUNDIAÍ NOTICIAS E BLOG DO BEDUINO

Anônimo disse...

A partir do momento que o Biga fez acertos com o "brimo" tudo isso já era esperado.

Anônimo disse...

Esse senhor que paga de bom moço, será candidato a prefeito em 2016, enganando os otarios que votaram nele para deputado, pois, caso eleito, abandonará o mandato na metade, sendo que ninguém sabe quem é o seu suplente.

Lamentavelmente, como sua candidatura é quase certa, ele tem imensas chances de ganhar, muito graças ao próprio Banana Folião, com essa pífia gestão que vem tendo.

Se queremos uma terceira via forte, a hora é agora. 2015 é um ano decisivo para isso.

César, se não der para prefeito, você ou o Zingra tem que sair como Vereador. Precisamos de um de vcs lá, quebrando tudo naquele antro.

Anônimo disse...

O pessoal sério da secretaria de obras estão indignados com a postura do SECRETÁRIO, mandou fiscalizar uma obra de uma FACULDADE da cidade e ao detectar a irregularidade o fiscal multou a instituição e embargou a obra...MORAL DA HISTÓRIA UM SIMPLES TELEFONE DE UM DEPUTADO DO PSDB "BONECÃO DE OLINDA" para o secretário foi o suficiente para liberar a obra, mesmo IRREGULAR...MAIS UMA PARA O PROMOTOR...

Anônimo disse...

Parabéns pela lembrança !

A matéria de nosso amigo blogueiro
na qual externou sua admiração e
respeito pelo Hospital de CARIDADE
Sao Vicente de Paulo é merecedora de elogio. As coisas boas de-
vem servir de exemplo para os dias
de hoje. A palavra CARIDADE e sua
prática não devem se extinguir.
A história de nosso HOSPITAL deve
ser motivo de orgulho para nós ci-
dadãos. As gestões sucesivas e mal sucedidas no Hospital, não podem e não devem denegrir o bom
nome de nosso Hospital. Faça-se um
registro de apôio e considera-
ção aos sofridos funcionários
e colaboradores da entidade, que
sempre demonstraram elevado espí-
rito de fraternidade.

Ambrosinho

Anônimo disse...

Tem uma loira lá que manda até no secretário das coxinhas. Deve fazer aquilo muito bem e para isso faz qualquer negócio qualquer mesmo.

Anônimo disse...

O GRANDE PROBLEMA DO NOVO PAULISTA É QUE DE NOVO,NÃO TEM NADA,CONTINUA A MESMA DRAGA.
A RÁDIO CIDADE TRANSMITE, SÓ QUE CONTINUAM OS MESMOS PÉS FRIOS DE SEMPRE,NÃO BASTASSE O DILSON AGORA TEM O FILHO QUE ILUDEM OS TORCEDORES ,FALANDO QUE AGORA VAI, DÃO PLACAR ANTES DO JOGO,METEM O PAU NO ÁRBITRO ANTES DO JOGO COMEÇAR,TEM ATÉ REPÓRTER QUE É EMPRESÁRIO DO TÉCNICO ROBERVAL PRA JOGAR CAMPEONATO EM JUNDIAÍ,VAI PUXAR SACO ASSIM EM JAYME CINTRA.
QUE ESSE DILSON SEMPRE FOI METIDO TUDO BEM,MAS,TRAZER O FILHO TAMBÉM,QUE SEGUE O TRAMITE DO PAI PRA SE TORNAR MAIS UM INSUPORTÁVEL A TENDÊNCIA DO PAULISTA É SEU FECHAMENTO.
OS COMERCIANTES DEVERIAM PRESTAR MAIS ATENÇÃO ONDE INVESTEM SEU DINHEIRO, O PAULISTA EM NÍVEL DE AUDIÊNCIA JÁ ERA, NÚMEROS COMPROVAM E VAMOS MOSTRAR.

Anônimo disse...

NO NOVO PAULISTA TEM MUITO DIRETOR E POLÍTICOS CHEIOS DA GRANA TODOS PRONTOS À APARECEREM NA MÍDIA MAS NENHUM DELES COLOCA DINHEIRO PARA A MONTAGEM DE UM BOM TIME PELO ANDAR DA CARRUAGEM, O NOSSO GLORIOSO PAULISTA FC IRÁ ACABAR DISPUTANDO O CAMPEONATO DA LIGA AMADOR DA CIDADE.

Anônimo disse...

E A ÀGUA, CONTINUA SAÍNDO "TURVA" PARA NÃO DIZER "MARROM" NAS TORNEIRAS DAS RESIDÊNCIAS NA PONTE SÃO JOÃO. ACHAMOS QUE JÁ BASTA DE DESCULPAS ESFARRAPADAS SR. PRESIDÊNTE DA D.A.E PEÇA PARA SAIR OU SEJA HUMILDE E PEÇA AJUDA PARA O SEU IRMÃO PARA RESOLVER DE VÊZ O PROBLEMA.

Anônimo disse...


Engº Zingra,

Por ocasião do Desfile Refogados, fiquei sabendo que o Som contratado pela prefeitura custou mais de R$ 50 mil. Também fiquei sabendo, que a Empresa de som contratada, montou uma Rádio Pirata (FM), para levar o som do caminhão que é móvel, para as caixas acústicas que são fixas.

Em razão do ocorrido, o senhor como engenheiro, não acha que tanto a Empresa Instaladora, como a Prefeitura (por solidariedade) cometeram CRIME, tipificado na Lei nº 4.117/62 (matéria penal), Lei nº 9.472/97 e Lei nº 9.612/98?

Anônimo disse...


DR BEDUÍNO!

ASSISTINDO AO DESFILE DE CARNAVAL PELA TVE-JUNDIAÍ, DEPAREI COM UMA PIBLICIDADE COMERCIAL DA EMPRESA FERRASPARI.

OCORRE QUE:

"O Decreto-lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967 modificou e completou a Lei nº 4.117/62.

Esse decreto-lei, hoje com força de lei, estabelece, por exemplo, o limite de outorgas de rádios e televisões.

E é justamente o art. 13 da referida norma legal que instituiu a televisão educativa, in verbis:

‘Art 13. A televisão educativa se destinará à divulgação de programas educacionais, mediante a transmissão de aulas, conferências, palestras e debates.

Parágrafo único. A televisão educativa não tem caráter comercial, sendo vedada a transmissão de qualquer propaganda, direta ou indiretamente, bem como o patrocínio dos programas transmitidos, mesmo que nenhuma propaganda seja feita através dos mesmos.’

A norma busca assegurar que o conteúdo integral transmitido por meio de TV educativa tenha a finalidade única e exclusiva de disseminar educação e cultura, dissociando o serviço de toda e qualquer forma de ingerência econômica, ideológica ou comercialização de bens ou produtos."

Leia mais: http://jus.com.br/pareceres/19570/radio-e-televisao-educativas-municipais-vedacao-de-veiculacao-remunerada-de-anuncios#ixzz3RlpwyzF4"

ISSO POSTO, FAÇO AS SEGUINTES PERGUNTAS:

1. Quem se beneficia do recebimento do anúncio Ferraspari, inserido na programação da TVE-Jundiaí?

2. É emitido fatura ou recibo para recebimento de tal anúncio?

3. Quem assina tais documentos? o Prefeito, Secretário da Educação ou Superintendente?

4. Tal anúncio, se gratuito, não desprestigia outras empresas, do mesmo ramo, e também pagantes de impostos no município?

GOSTARIA DE UMA RESPOSTA DE QUEM DE DIREITO!!!

Anônimo disse...

É uma vergonha e me reservo o direito de não mais assistir: No sábado resolvi assistir o carnaval de rua pela TVE,triste decisão,o apresentador,mala,a apresentadora 2 x mala o único que sabia de carnaval e fazia as observações corretas era o comentarista,porém com o intuito de só querer aparecer tanto o apresentador,quanto a apresentadora não deixavam ele falar.
As pessoas tem que entender que no carnaval os artistas são os que estão desfilando e não sí próprio, pior,quando liam mensagens de quem estava assistindo a apresentador,ruim por sinal, falava, olha é minha tia, minha vizinha, quer dizer, só estavam vendo porque pediram tipo pelo amor de Deus, liga,manda mensagem pra gente falar que tem audiência. RIDÍCULO.
Salvou nessa transmissão o comentarista Jamilson e a repórter Tânia, que alias deveria estar no comando da transmissão, sabe falar é esperta e não faz clube da luluzinha como os dois apresentadores, só guardei o nome dos dois porque foram bem, quanto aos apresentadores ( ancoras ) não sei porque são muito ruins.
Quanto a passarela do samba a prefeitura montou uma boa estrutura ,só que mais uma vez quem não respeita a população são as escolas,pobres,sem brilho,relaxadas,etc... salvou a arco iris, um pouco melhor,mas, pra quem entraria as 20 horas,entrou mais de 1 hora de atraso.
Gente se tens respeito as orelhas, não assistam o carnaval pela TVE os dois apresentadores no máximo conseguiriam uma vaguinha no serviço de alto falantes no último dia de festa junina em Jarinu, ( quando ninguém vai. ). Tudo que falei aqui é o que sentiram as pessoas que estavam em casa, desligamos a tv e fomos para o churrasco.

Anônimo disse...

Tá explicada a visita do Kassab esses dias em Jundiaí.

O Banana nomeou o presidente do PSD de Itupeva, para o novo cargo de diretor do aglomerado urbano. Salário mais benefícios passam de 10 mil reais.

Puta que pariu, até quando vamos assitir calados esses acordos políticos? Pior é que nós pagamos essa conta, caralho.

Cadê o MP? Por que não fazem como em Itatiba? Se o Banana for obrigado a exonerar mais da metade desses CCs vagabundos, sobra receita para investimentos na saúde, nas escolas, etc.

Anônimo disse...

Para o anônimo de 15 de fevereiro 08:59
Bem feito! Com tanta coisa para fazer vocês foram assistir carnaval e... na TVE....
Bem feito mesmo.

cesar tayar disse...

Ao amigo das anônimo das 23:16 - Perfeita sua colocação. E se me permite, gostaria de acrescentar algumas coisas. A TVE, assim como a TV Legislativa da Câmara Municipal e a TV Japi, tem autorização para transmitirem seus programas "apenas" pelo cabo sendo vedada qualquer transmissão com sinal aberto.

O novo presidente da Câmara Municipal, vereador Marcelo Gastaldo, disse que em breve deverá estar colocando o sinal da TV Legislativa como emissora aberta. Isso é um absurdo, não existe, uma vez que este tipo de emissora tem permissão para operar apenas pelo cabo segundo diz a lei nº 8.977 de 6 de janeiro de 1995.

Durante a gestão do ex-prefeito Miguel Haddad, o então secretário de educação, Prof. Oswaldo José Fernandes, colocou a TVE transmitindo em UHF. Resultado: A Polícia Federal veio a Jundiaí e lacrou a emissora pela ilegalidade cometida.

É preciso que as pessoas, principalmente as autoridades, aprendam a respeitar as leis.

Anônimo disse...

DEMASIADAMENTE FRACOS TANTO O APRESENTADOR QUANTO A APRESENTADORA DA TVE NA TRASMISÃO DO CARNAVAL DE JUNDIAÍ COMPLETAMENTE DESPREPARADOS E SEM NENHUMA CATEGORIA SEM CONTAR OS ETC...............

Anônimo disse...

Deveriam mandar a d Lili pra TVE ,ela é jornalista !!!já imaginaram ela comentando sobre o carnaval!!

Anônimo disse...

Cesar, com o advento da TV Digital e o fim - próximo - da TV Analógica, existe sim a possibilidade das prefeituras conseguirem um canal de TV aberto, um não, quatro!
Veja mais em: http://canaldacidadania.org.br/

cesar tayar disse...

Caro amigo das 12:30 - Aí já seria baseado em uma outra lei. Pela legislação vigente a TVE, a TV Legislativa e a TV Japi só podem operar pelo cabo.

Anônimo disse...

A TVE nos intervalos fazendo propaganda do governo federal ,deveriam ter vergonha.

Anônimo disse...

Gente o que é esse jeito de falar do Adilson Freddo na apuração das notas do desfile de rua???? Pelo amor de Deus! O cara é ruim demais!!!!E agora, depois de velho, tá ficando fanhoso... Se bem, que para representar esse prefeito, bacalhau basta!

Anônimo disse...

Eu me lembro quando o oswaldinho quase foi preso naquela época pela PF. Foi um furduncio daqueles.

Anônimo disse...


Pois é, vamos "botar" ordem na casa... Vou denunciar para a ANATEL, não só o caso da propaganda (Ferraspari e outras), mas também o uso da Rádio Pirata (FM), no Desfile "Refogado do Sandi"

Garcia disse...

Em se falando hospitais o pavão Miguelito invés de falácias deveria juntamente com o seu subordinado “Machadinho” lembrar da saúde dos munícipes e procurar descobrir que são os responsáveis falta de remédios na farmácia central (alto custo). Agora seu Miguel dar uma de "migué" é muito feio, se São Vicente tem problemas você tem culpa nisto.

Ah, o secretário da saúde do município também tem o dever e a responsabilidade de vir a público e explicar quem são os culpados e o porquê da falta de remédios no município.

Anônimo disse...


Para o comentário de 16 de fevereiro de 2015 13:47:

Sabia que uma fiscalização de sindicato, esteve visitando um "ÓRGÃO" de imprensa em Jundiaí, para averiguar o motivo do não pagamento de salários (dois meses, e vale refeição (dois anos) de seus funcionários.

Anônimo disse...

POR FALAR EM FALTA DE REMÉDIO NA FARMACIA DA RUA MARECHAL, O ATUAL SECRETÁRIO JÁ É O TERCEIRO E ATÉ AGORA NENHUMA PROVIDÊNCIA QUANTO A ESTE PROBLEMA.