terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

ALEGORIAS E ADEREÇOS AMBIENTAIS ! ! !

O tratamento que se dá em Jundiaí às questões ambientais é um verdadeiro carnaval. Dia desses denunciamos neste blog que a nobre Construtora Santa Ângela comprou a Fazenda Santa Marta dentro da Serra do Japi, uma área de aproximadamente 45 alqueires que agora faz parte do patrimônio desta empreiteira. Coincidentemente, no mesmo momento desta negociação a prefeitura começou a falar em rever o Plano Diretor, o que deveria ser feito dentro de um prazo de 5 anos. Por que vão realizar esta revisão justo agora ? He He He. Pois é. Mas não fica só nisso, meus caros amigos. O carnaval ambiental continua, e de maneira grave. O "governo da mudança" do PCdoB/PT anunciou que o desfile de carnaval será transferido para o final da Avenida Luiz Latorre. Naquele local as máquinas da prefeitura já começaram uma movimentação enorme de terra para a realização da festança do Reinado de Momo. Apenas um detalhe: O local que está sendo devastado pelo nosso executivo é uma APP - Área de Proteção Permanente. Um absurdo. O local é uma ilha de terra. Esta ilha é um fragmento de floresta secundária que sobrou na obra de ampliação da Av. Luiz Latorre, porém muito impactada. Passa por lá o Córrego do Gramadão, que nasce do lado direito da Rodovia dos Bandeirantes, depois passa pela Chácara Gramadão (pertencente ao ex-ministro Delfin Neto), desce pelo vale e é represado várias vezes, inclusive na Madeireira Japy, passando abaixo de uma das vias de acesso ao trevo de Itu (restaurante Casinha Branca) cortando o fragmento. A área está totalmente ilhada por trânsito pesado e por lei não deveria ser assim porque é uma APP. Agora perguntamos: Por onde anda a nobre secretária Daniela da Câmara que faz de conta que não está vendo tudo isso ? Ou estaria ela preocupada com a revisão do Plano Diretor e a Fazenda Santa Marta, agora de propriedade da Construtora Santa Ângela ? De qualquer forma esta é mais uma devastação ambiental ilegal que ocorre em nossa cidade. Confiram nas fotos abaixo:

ILHA DE TERRA CORTADA PELO CÓRREGO DO GRAMADÃO - UMA APP



MÁQUINAS DEVASTANDO O LOCAL PARA O DESFILE DE CARNAVAL



OS COQUEIROS DO CANTEIRO CENTRAL ARRANCADOS E DESTRUÍDOS

39 comentários:

Fernando Zingra disse...

César e os vereadores??? Até nisso serão omissos???

Anônimo disse...

TAYAR, TEM UMA CRECHE AO LADO DO SÍTIO GRAMADÃO, CONSTRUÍDO POR EXIGÊNCIA DO PODER PÚBLICO PARA LIBERAÇÃO DO LOTEAMENTO DO HORTO DE SANTO ANTONIO QUE ATÉ HOJE NÃO FOI USADO, ESTANDO DEPEDRADO POR VANDALOS....SERÁ ELE DESAPROPRIADO PARA PASSAGEM DE FUTURAS OBRAS ? CONFIRA !

JOSE CARLOS RODRIGUES disse...

O que será que aconteceu com a esposa do secretário da saúde?
Em entrevista na TV para o Pastor Clóvis, aquele que seu pai tem CC na prefeitura desde os tempos de PSDB, ela parecia ter envelhecido muito!!!
O será que aconteceu secretário da saúde?

Anônimo disse...

O carnaval em Jundiaí sempre foi patético. Carros medonhos, alegorias horrorosas, sambas que se assim forem rotulados, ofendem o samba. O carnaval aqui só serve para uns poucos vadios ou sub-empregados encherem seus bolsos. Não há nada de cultura popular nele, mesmo porque Jundiaí não tem cultura alguma. Jundiaí é mais interior que Bauru, Barretos ou Franca. Vejam a programação das nossas TVs! Procurem alguma produção artística! É sempre as mesma meleca. Só que os políticos e alguns parasitas descoladinhos se apegam a esse arremedo de carnaval para fomentar seus interesses mais particulares. É preciso fazer algo? Não. Melhor dizendo, sim. Com a grana dada às "escolas de samba" se poderia dar um trato em muitas escolas de verdade. Com a grana gasta no som do Refogado poderia-se dar um bom upgrade nas bibliotecas. Com grana dada para comprar convites distribuídos à CCs para as feijoadas do bloco da uva dava pra ajudar alunos que precisam de óculos, por exemplo. É a minha grana! É a sua grana! Agora, passar trator em área verde é demais. Nem que fosse só mamona! Depois que acabar a palhaçada vai ficar aquela beleza lá, cheia de lama? Quando chover a lama vai invadir a pista, não vai? Que se foda o carnaval! Que se fodam esses picaretas todos!
Mas o prefeito vai "prestigiar" um bloco já no próximo sábado. Estou achando que ele passou esses 14 meses pensando em "...com que roupa eu vou? Pro samba que picareta me convidou". Se ao menos ele pensasse no primeiro verso da música de Noel:
Agora vou mudar minha conduta
Eu vou pra luta pois eu quero me aprumar
Vou tratar você com a força bruta
Pra poder me reabilitar.

Anônimo disse...

Aposto: este ano o Bigardi não aparece no Carnaval

Descrente disse...

Ao anônimo de 18 de fevereiro de 2014 13:27
Infeliz o seu comentário, o senhor colocou que Jundiaí é mais interior do que Bauru, Barretos ou Franca, como se o interior não tivesse cultura. O que o senhor julga como cultura? O interior do estado de São Paulo tem uma cultura riquíssima. O carnaval faz parte da cultura e tradição da cidade, o problema pode ser a maneira que vem sendo feito. Uma coisa que atrapalha a manutenção e a produção cultural na cidade é que a população, numa maioria elitista, pensa que está na Itália e age como se fosse um estadunidense. Viva Adoniran Barbosa, viva o SAMBA CAIPIRA!

Anônimo disse...

Dizem que o teatro polytheama esta impossível de se trabalhar tem ate servidor pedindo exoneração.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 18 de fevereiro de 2014 13:27

Meu caro, reconheço que poderia ter usado palavras melhores. Me referi não a mentalidade interiorana, mas a geografia mesmo. Como visito muito aquela região toda a trabalho, percebo que por lá há sempre um bom espetáculo em cartaz. Há mais vida acadêmica e a produção local de TV é bastante pertinente e não apenas o tati-bi-tati bocó que se assiste aqui. Jundiaí está entre os dois maiores polos culturais do estado e teria menores custos em qualquer sentido. Contudo, quando alguma companhia, grupo, banda ou artista vai excursionar, aquelas cidades estão no roteiro e Jdi não. Nelas há bons conservatórios e há bons músicos produzindo qualidade. Em Jdi já nem se pode mais comprar um bom cd, meu caro. Concordo 100% quanto a maneira que o carnaval vem sendo feito e completo dizendo que os tais blocos, que teoricamente deveriam resgatar as tradições, tornaram-se puro e descarado marketing pessoal. Perdoem-me a virulência, mas os números estão expostos aí em todos os posts e o carnê de IPTU está bem aqui ao meu lado e eu estou muito puto com tudo isso.

Anônimo disse...

A Serra do Japí diminuindo cada vez mais de tamanho, árvores sendo cortadas no perímetro urbano para beneficiar construtoras e interesses particulares, rios com suas margens invadidas por empreendimentos imobiliários. Uma represa que não suporta o consumo de água da cidade, se a coisa continuar do jeito que vai, logo viveremos em uma cidade que terá um cenário pós apocalítico. A destruição da cidade está diretamente ligada aos políticos que aí estão ou já passaram pelo poder. As próximas gerações pagará muito caro pela safadeza desses indivíduos sem escrúpulos e sem caráter.

Timótio Lírio disse...

Derrubar o que resta de árvores da região para agradar foliões, não dá! Essa é a mentalidade dos governantes e da população em geral. Depois da ressaca, reclamam do calorão das ilhas de cimento e asfalto. Também tem outra, entopem o Complexo Fepasa de bugigangas carnavalescas enquanto que a locomotiva nº1 da Paulista (aquela da inauguração em 1867) está em ruínas em local desmoronado ao lado do Museu Ferroviário. Quanta incompetência!

Anônimo disse...

Revisao do Plano Diretor?
Por isso que o Jorge Haddad anda feliz que nem pinto no lixo.

Zé Fuinha disse...

Quando fala-se em revisão do plano diretor, torço com todas minhas fibras para que a situação se inverta. Que o prefeito Bigardi volte a ser o candidato Bigardi, o qual criticava o que agora justifica. Que pare com essa especulação que só está trazendo desgraças à cidade. Mas, para piorar, a coisa toda tem que passar pelo crivo daqueles vereadores, que, em sua maioria,
estão pensando só em si e nos seus financiadores. Essa dona Daniela, então, é um zero à esquerda. Aquele planejamento continua, até prova em contrário, planejando de acordo como querem essas empreiteiras parasitas que aportam por aqui. Sem falar as de casa. DONA DANIELA. Salve o que restou de nossa área rural. Senhores, façam algo mais inteligente. Chega de imbecilidade.
PS: Se a preocupação com plano diretor é em relação à Serra do Japy e às terras da "Santa" Ângela, não me preocupo. O problema é a área urbana, onde habitamos. E a situação aqui está péssima.
PS2: "Parabéns" por destruírem o local das fotos postadas. Tudo pelo carnaval. Então tá justificado.

Anônimo disse...

E o carnaval de rua do ano retrasado, quando a Arco Iris quiz homenagear o jornalista?

Ridiculo!!!

Anônimo disse...

Porque o bailarino não abrirá a secretaria dia 24 ,alguem sabe me dizer ?isso pode fechar assim sem mais nem menos.

Anônimo disse...

Veja bem, o sr. Gerson Sartori poderia assumir de vez o cargo de Rei Mono, porque a administração atual estçao fazendo um carnaval desde o inicio.

Anônimo disse...

feliz comentário do colega das 13:27 de 18 de fevereiro - o carnaval de jundiaí sempre foi patético. o desfile é sempre igual não tem nada de útil ou cultural por isto não perco tempo em ver.

Anônimo disse...

ATENÇAO GENTE OBSERVEM O TEMA DO BLOG...
DEVASTAÇÃO AMBIENTAL PARA FAZER CARNAVAL QUE BAGUNÇA. QUEM VAI ADORAR SÃO OS TRAFICANTES DO JARDIM SOROCABANA, VÃO ARREBENTAR DE VENDER O BAGULHO

Anônimo disse...

O carnaval de Jundiaí só serve pra encher os bolsos de alguns poucos ou para alguns outros irem com tudo pago para o Rio de Janeiro passear ou melhor levar o nome de Jundiaí pura Patifaria .

Fernando Zingra disse...

Vejam o absurdo!

Fui informado que a prefeitura fez consulta no balcão do Meio Ambiente sobre a ilha, pois queriam aplanar para fazerem a dispersão do carnaval!
Esse informou que ali era área de proteção permanente - APP e que não deveriam mexer!
Com isso fica claro o total desrespeito dessa administração julgando-se acima de qualquer lei e determinação!
Ocorreu crime ambiental, então cadeia para o prefeito e o secretário de cultura.

Anônimo disse...

Por onde andaria o combativo Dr. Claudemir Batalini ? Tayar, está parecendo que o ilustre promotor do meio ambiente mudou-se de Jundiaí.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 18 de fevereiro de 2014 21:24

O sr. Gerson Sartori encontra-se impedido de assumir o cargo de Rei Momo pois já ocupa o de Rei do Camarote. O acúmulo seria anti-ético, segundo avaliação da sua competente assessoria.

Anônimo disse...

Caro Zingra você acha que o bailarino e o prefeito estão ligando pro meio ambiente ,e se chamarmos a polícia ambiental para verificar esse crime ,disse bem policia e não guarda .

Fernando Zingra disse...

Com essa atitude, devemos ficar em alerta sobre a Serra do Japi, pois corremos sério risco de vê-la sendo destruída!
Bigardi já demonstrou que o discurso foi um e a pratica é outra!

Anônimo disse...

Deu no JJ.
“As palestras e oficinas de capacitação para elaborar novo Plano Diretor de Jundiaí continuam. Nesta semana, a Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente entregou formulários aos convidados, representantes de segmentos, entidades e profissionais em geral. O documento é composto por nove questões e deve ser entregue até 6 de março. Após processo participativo, uma minuta do novo projeto de lei será enviada à Câmara”.
Como você pode ver, Tayar, vai ser tudo no tapa sob a roupagem de mudança participativa.
Estamos no dia 19 e até 6 de março os convidados da Secretária (quem são?), os representantes de segmentos (quais segmentos?), entidades (quais entidades?) e profissionais em geral (Hummm....) deverão entregar formulários (com que tipo de informações?) preenchidos à Secretária. Quer dizer que para tratar de assunto de tal importância, a secretaria reserva pouco mais de uma semana para participação sabe-se lá de quem e para quê.
A única certeza que fica é a de que o novo plano envolve interesses e ambições de tamanho incompatível com a falta de publicidade e o estreitamento da discussão impostos pela Administração. Uma vergonha.... Pior que isso, só o Zé Dias pegando carnês de IPTU alheios eh!eh!
Que cidade!!!!

Fernando Zingra disse...

Essa e a pratica do individuo que vivia a pregar a preservação do meio ambiente! Pregou a preservação para enganar 140.000 eleitores e hoje pratica a destruição para favorecer meia duzia!
Mas parece que ele não sabe fazer conta! Essa meia duzia não o elege!
Essa situação que vem ocorrendo desde o início de seu mandato é muito importante, pois durante 20 anos vivemos sob a expectativa se ele realmente seria um bom prefeito, e hoje tiramos a dúvida: Péssimo!!! Então não haverá mais espaço para ele na política de Jundiaí! Eu nunca tinha visto tanta rejeição contra um político em seu início de mandato como vejo com o Bigardi, o mesmo índice de aceitação, hoje é seu índice de rejeição!

Anônimo disse...

Só se for muito cara de pau pra concorrer à reeleição...
PROGRAMA DE GOVERNO - Pagina 20
nº 38 "Nosso Programa de Governo seguirá as seguintes diretrizes no que diz respeito a planejamento e desenho urbano: a) Revisão do Plano Diretor, buscando compatibilizar a ocupação do solo urbano com diretrizes que assegurem o desenvolvimento sustentável e revisão da legislação complementar ao plano; Elaboração e promoção de debates da legislação complementar ao Plano Diretor, especialmente às normas relativas às Operações Urbanas Consorciadas".

Anônimo disse...

CADE O COATI, O GRAMORELI , O STORARI E OS DEFENSORES DO MEIO AMBIENTE DA ESQUERDA QUE ESTA NO PODER?

Anônimo disse...

DIZ PRA MINM QUEM SÃO OS DONOS DOS IMÓVEIS E EU TE DIREI QUEM ÉS.....BANDO DE F.D.P..............

JOSE CARLOS RODRIGUES disse...

Ao anônimo das 15:44!

Quem são esses? Pois se eles quisessem ter feito algo, teriam feito na época do PSDB! Deixaram correr solto!
São uma vergonha!

Anônimo disse...

ZE DIAS O ASSISTENCIALISTA. SEUS FILHOS PASSAM ATÉ NOITES INTEIRAS DENTRO DOS SUPERMERCADOS COM OS CARRINHOS CHEIOS DE MERCADORIAS VENCIDAS, SEGUNDO ELES SE UTILIZANDO DAS LEIS FAJUTAS E O QUE FAZEM COM TANTA MERCADORIA? OS GERENTES DOS MERCADOS NÃO AGUENTAM MAIS ESSES CARAS...QUANDO ABORDADOS FALAM QUE VÃO DOAR? AI NÃO É CRIME DOAR COMIDA VENCIDA?

Anônimo disse...

SEGUNDO O DIRETOR DE OBRAS DAQUELA REGIÃO SO HOUVE CRIME AO ARRANCAR OS COQUEIROS DO CANTEIRO...POIS ESTÃO RESPEITANDO OS LIMITES DE 30 METROS DO CORREGO. RESPEITANDO O QUE SE ALI JÁ ESTÁ NO LIMITE...

Anônimo disse...

Sobre a postagem da área do carnaval, aí vai a informação correta com os órgãos competentes: a mudança do local é para oferecer mais conforto ao público e escolas de samba, além de diminuir os transtornos causados aos moradores e comerciantes da avenida. Este novo
trecho não tem residências e estabelecimentos comerciais próximos e, além disso,
acomodará melhor o público, as escolas de samba e todo o pessoal que vai trabalhar no evento. A rotatória da avenida Luiz Latorre servirá como bolsão de estacionamento para veículos da população e carros alegóricos das escolas de samba durante os
desfiles de carnaval. Para isso, equipes da Secretaria de Serviços Públicos realizam a limpeza daquela área, que antes reunia mato alto e entulho, servindo
como esconderijo para usuários de drogas e prostituição. A área é particular. A Secretaria de Serviços Públicos solicitou
autorização do proprietário para utilizar o espaço como estacionamento e, em
contrapartida, fará a limpeza do local. As equipes usam duas escavadeiras hidráulicas e sete caminhões para o trabalho.
A terra e o mato retirado do local são levados para o transbordo no Geresol (Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos).

Anônimo disse...

ei, pessoal !

como vai ficar o caso do "Irmãozinho"
na câmara ? Pizza..........???

Pode haver surpresa ! Ninguém gosta
da figura, considerada "traíra-açu",
na casa de leis.

Será que o representante do Jardim
São Camilo vai dançar ?

DR.BARDI, se prepare !!!

Abraço a todos

Ambrosinho

Anônimo disse...

Se o que disse o anônimo das 18:15 for verdade, a situação é ainda mais grave pois além do local ser uma APP a prefeitura está gastando dinheiro público em uma propriedade particular. Que merda.

Anônimo disse...

Cesar parece que tem um projeto de um hotel nessa area.
É gente ligada ao ex prefeito e Jorge Haddad.
Estao dando um tapa no terreno para descaracterizar a APP?

Anônimo disse...

Falando nessa avenida o Habite-se da churrascaria ja saiu?

Anônimo disse...

Menos mau, ja pensou se fossem as palmeiras imperiais do miguelito, 200 mil cada uma, que rombo. Mas podem me contar, em qual cargueiro foi o ogro e seus ogrozinhos ate cancun?com aquela tonelagem, so de cargueiro ou navio, haja drumete.

Anônimo disse...

HABITE-SE O QUE É ISSO ?

NEM O PAÇO MUNICIPAL TEM, PORQUE EXIGIR ENTÃO....

Anônimo disse...

se preparem porque a Construtora Queiroz Galvão está colocando uma aérea de bosque como quintal da casa no condomínio Atmosphera e sem liberação da Prefeitura de Jundiai.