domingo, 20 de maio de 2012

A CAIXA-PRETA DO TRANSPORTE COLETIVO ! ! !

Uma das primeiras ações que a oposição deverá promover a partir de 2013, quando assumir o governo da cidade, é a abertura da caixa-preta do setor de transportes e trânsito de Jundiaí. Essa combinação entre o sindicato, as empresas e os mandatários do município sobre aumento de salário, greve e aumento de tarifa já é muito velha. Porém, o buraco deste setor é muito mais fundo do que se imagina. Primeiro construíram o inútil SITU, a um custo de R$ 70 milhões em detrimento do sistema do bilhete único, que teria um resultado melhor que o SITU e a um custo zero para a prefeitura. Depois instalaram os radares de trânsito como solução para o caos do setor. Não resolveram o caos e ainda trouxeram na bagagem as empresas ENGEBRÁS e SPLICE, denunciadas pela Rede Globo por serem protagonistas da chamada máfia dos radares responsável pela indústria das multas no Brasil, máfia esta que movimenta anualmente R$ 2 bilhões. E para colocarmos uma cereja neste bolo, na concorrência do transporte coletivo realizada há alguns anos existem fortes indícios de que o edital tenha sido direcionado para que fossem vencedoras as empresas que operam no município há tempos. Assim sendo, o grande medo do grupo político que aí está não é apenas o de perder a eleição deste ano, mas principalmente o que virá depois. Na hora em que forem abertas as gavetas o que é que será encontrado. Apenas para termos uma pálida idéia do que está adormecido nos arquivos públicos, leiam abaixo uma das exigências do edital de concorrência para o transporte coletivo a respeito da localização das garagens. Em toda a face da terra as únicas empresas que atendiam ao edital eram as que operam na cidade há décadas. UM ABSURDO.

8 comentários:

Antonio Carlos disse...

Caramba!

Os cariocas sabem do valor da passagem em Jundiaí?

http://007bondeblog.blogspot.com.br/2012/05/rio-de-janeiro-e-cidade-cara-do-brasil.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/NIKX+(007BONDeblog)

Marcus Guaicuru disse...

Pelo que o Tayar nos esclarece, e pelo que foi postado na TRAGÉDIA ANUNCIADA pelo anônimo que se faz passar por caipira,parece que o caipira não é nada tonto... Ele sabe das coisas, está atualizado com os conluios.

Agora, para que a imagem o ocupante do trono do oitavo andar fique bem na foto e possa dar uma de bonzinho, acertaram as conta$ entre Motoristas/Cobradores, dono$ de ônibu$ e prefeitura.

Não haverá greve graça$ a ação oportuna e imediata do ocupante do trono, que já tinha tudo acertado com o$ dono$ do$ ônibu$.

O que mais nos incomoda, é o fato de termos que ficar com nariz vermelho, inchado e pingando por mai$ e$$a manobra do$ dono$ do poder.

Tudo acabará com a posse do NOSSO PREFEITO, eu disse NOSSO PREFEITO; da cidade, do povo, das classes trabalhadores, daqueles que desejam justiça.

MADMAX O GUERREIRO DO ASFALTO disse...

MESTRE TAYAR SERA QUE ALGUM AMIGO DESSE BLOCO OU ATÉ ALGUM TUCANO INFILTRADO,PODERIA ME DIZER QUAL A FINALIDADE DE UM TERMINAL DE ONIBUS NA FRENTE DO CLUBE E OUTRO MENOS DE UM QUILOMETRO NA VILA HORTOLÂNDIA?ENQUANTO ISSO NAS GRANDES CIDADES NORDESTINAS O TAXI FAZ O MESMO INTINERARIO DO BUSÃO COBRANDO O MESMO PREÇO.POR SERA QUE ISSO NÃO É IMPLANTADO POR AQUI?A GREVE NÃO VAI ROLAR MAIS ,INTERVENÇÃO DA PREFEITURA ,EPOCA DE ELEIÇÃO NÃO IA PEGAR BEM.PARA TERMINAR VEM AUMENTO DAS TARIFAS POR AI!!!

Anônimo disse...

FELIZMENTE AS NOVAS ELEIÇÕES VÃO CHEGAR E ESSA SITUAÇÃO TERÁ UM FIM COM A DERRUBADA DESSE GOVERNO. É PRECISO PASSAR JUNDIAÍ A LIMPO. NÃO AGUENTAMOS TANTOS DESMANDOS E FARRAS COM O DINHEIRO PÚBLICO.

Aveida Fuzil disse...

Tayar trocando ideia com uns trutas num certo clube da zona sul a rapaziada esta cabrera com os tucanos,prometerem umas paradas para uns atletas nos jogos regionais e sumiram.

FERNANDO ZINGRA disse...

DEP.PEDRO BIGARDI, QUESTIONA GOVERNO ESTADUAL SOBRE O QUE HÁ DE VERDADE A RESPEITO DO VLT EM JUNDIAÍ!

As ações de propaganda desencadeadas pela prefeitura de Jundiaí propondo a implantação de um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em parceria com o governo do Estado e a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) motivaram requerimento de informações protocolado por Pedro Bigardi (PC do B).
Coordenador da Frente Parlamentar de Logística (Frenlog), Bigardi questiona o governo estadual sobre o anúncio, por parte da prefeitura, de um protocolo de intenções com a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e a CPTM para “elaboração de um levantamento para implantação de metrô leve ou veículo leve sobre trilhos”.
Ainda de acordo com o anúncio, o traçado do VLT interligaria os municípios de Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Jundiaí, que integram a recém-criada Aglomeração Urbana.
“Queremos saber se há mesmo um protocolo de intenções entre algum destes municípios com o Estado, se já existe projeto básico, traçado definido, os custos para implantação e operação do sistema e quem vai arcar com eles. É preciso saber ainda se haverá licitação, uma vez que a empresa Alstom já está expondo um protótipo no Centro de Jundiaí”, destacou Bigardi.
“É preciso saber se este estudo contemplará a interligação destes modais, por que senão não faz o menor sentido trazer o VLT para a Aglomeração Urbana de Jundiaí. É como começar a construir uma casa pelo telhado”, exemplificou Bigardi.

Fonte ALESP:

http://www.al.sp.gov.br/portal/site/Internet/DetalheNoticia?vgnextoid=f6b3657e439f7110VgnVCM100000590014acRCRD&id=318895

Anônimo disse...

Temos a informação que todas as vezes que a prefeitura pretende aumentar as passagens eles combinam uma greve para justificar o aumento,

As treis empresas são do mesmo dono

Pitonisa disse...

Pára de sonhar, Tayar: você acredita que uma fonte de dinheiro de campanha vai ser secada por quem quer que seja eleito?
Ainda mais tendo sindicalistas ávidos por poder?