quinta-feira, 2 de julho de 2009

PROCURA-SE ESTA PAIXÃO ! ! !

26 comentários:

Anônimo disse...

Tenho saudade dessa época.

Anônimo disse...

eu tb tenho...havia esperançae fé no povo...hj é tudo cobra criada...

Anônimo disse...

No fundo, no fundo, todos sentem falta do tempo em que ser fiel à paixao pelo bem estar coletivo era mais importante que o acúmulo, que a posse, que o ostentar! Com licença da expressão P.Q.P. será que há necessidade disso? Olha aí o resultado!!
De um lado a fome total...do outro esse carnaval!

KALANGO DOIDO disse...

DEPUTADO PEDRO BIGARDI, A POPULAÇÃO DE JUNDIAÍ QUER REAÇÃO CONTRA O INTERINO!!!

NÃO ESTOU FAZENDO CAMPANHA CONTRA VOCÊ PEDRO BIGARDI, SOMENTE QUERO UM CHACOALHÃO NESSA SITUAÇÃO QUE JUNDIAÍ ESTÁ VIVENDO. ACREDITO QUE JUNDIAÍ TEM PRIORIDADE QUANDO VOCÊ ESTIVER DISCURSANDO NA ASSEMBLÉIA. LÓGICO QUE OS OUTROS ASSUNTOS TAMBÉM SÃO RELEVANTES, MAS VOCÊ NÃO SE OPÕE A SITUAÇÃO QUE VOCÊ PASSOU, CONTINUA A PASSAR E QUAL NOS POPULAÇÃO DE JUNDIAÍ TEMOS DE ENGOLIR!!! QUEREMOS REAÇÃO E FORTE CONTRA ESSE INTERINO E SEUS CAPACHOS!!! NÃO DEIXE SEUS ELEITORES E AMIGOS DECEPCIONADOS, O LEMA DE NOSSA CAMPANHA ERA JUNDIAÍ QUER NOVAS IDÉIAS!!! E ONDE ESTÃO ELAS? TENHO CERTEZA QUE VOCÊ NÃO MUDOU SEUS IDEAIS AO ASSUMIR COMO DEPUTADO, ENTÃO ESTÁ NA HORA DE SE POSICIONAR!!!AMANHÃ HAVERÁ O ENCONTRO DO PC DO B E QUERO VER VOCÊ FALANDO DO QUE OCORRE EM JUNDIAÍ!!!

KALANGO DOIDO disse...

TENHO VERGONHA DO PT, POIS ERA UM DOS POUCOS QUE TALVEZ BRIGASSE CONTRA A CORRUPÇÃO!!!

Mercadante: para Lula, se Sarney sair, não voltará ao cargo

O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), disse nesta sexta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é contra o afastamento temporário do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), por avaliar que, se isso ocorrer, dificilmente Sarney seria reconduzido ao cargo.
"Lula não concorda com o afastamento temporário. Considera que se tirar Sarney da presidência, dificilmente ele voltará e que este processo iria gerar uma crise muito mais profunda e grande instabilidade", disse Mercadante.
Mercadante explicou que, para Lula, a crise do Senado interessa à oposição que quer ganhar a presidência da Casa "no tapetão", já que com uma licença de Sarney, quem assumiria o cargo seria o vice-presidente Marconi Perillo (PSDB-GO).
"Para ele (Lula), esta crise é de interesse da oposição que pretende ganhar a presidência no tapetão", disse o líder.
Além disso, o presidente Lula avalia que num momento de crise internacional, o Senado precisa mais do que nunca do apoio do PMDB para votar matérias importantes que ajudem o Brasil a enfrentar problemas econômicos.
"É uma questão de Estado e de governabilidade. O governo precisa e quer a aliança com o PMDB", afirmou o líder. "O presidente Lula nos disse que também considera grave a crise do Senado e que o melhor caminho é aprofundar as apurações e propor mudanças. (...) Não interessa a este governo um parlamento fragilizado", completou.
Mercadante assegurou que Lula quer que as denúncias sejam apuradas a fundo, mas sem que as votações sejam interrompidas na Casa. Ontem, a bancada do PT se reuniu com Lula num encontro que terminou a 1h desta madrugada.
Mesmo com a confirmação de que Lula é contra o afastamento de Sarney, Mercadante voltou a dizer que, na visão da bancada do PT, "o melhor caminho" para enfrentar a crise do Senado é a licença temporária. "Nossa bancada considera que seria um gesto de grandeza o presidente Sarney optar por uma licença temporária. Isso distensionaria a situação e permitiria que a investigação se aprofundasse", disse.
Mas ele ressaltou que, depois da conversa com Lula, a bancada voltará a se reunir na semana que vem para avaliar que posição vai tomar diante da crise do Senado. O líder confirmou que ainda hoje os presidentes Lula e Sarney se reúnem para tratar do assunto.

Copiado Redação Terra

Nota Kalango Doido: Lula e os que o cercam, já não são mais os mesmos! Aqueles que um dia brigavam por qualquer possibilidade de atos de corrupção, hoje abaixam a cabeça e tentam inverter a situação, estão fazendo o mesmo jogo daqueles que um dia condenaram!!! Infelizmente o poder e o dinheiro falam mais alto!!! Faltam homens de fibra e caráter na nossa política!!! Decepção para os Petistas e aqueles que votaram neles com alguma esperança!!!

KALANGO DOIDO disse...

SARNEY, UMA JUSTIÇA DUAS MEDIDAS!!!

O presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) divulgou nota nesta sexta-feira justificando o fato de não ter declarado à Justiça Eleitoral uma mansão que ele possui em Brasília avaliada em R$ 4 milhões. No documento, o presidente apresenta uma certidão do Tribunal de Contas da União. Na certidão, o secretário do Tribunal, Alessandro Laranja, atesta que a mansão do senador consta em suas declarações de imposto de renda dos anos-calendário 1999 a 2007.
A denúncia foi feita em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada nesta sexta-feira. Segundo a matéria, Sarney ocultou a propriedade da Justiça Eleitoral nas duas eleições que disputou depois da compra do imóvel em 1998 e 2006.
Segundo a nota do senador, a mansão foi comprada em leilão e parcelada em 10 vezes. Como durante o período de pagamento das parcelas, a casa continuou sendo habitada por seu antigo proprietário, não foi incluída na declaração de Imposto de Renda de 1998 do senador e conseqüentemente não informado à Justiça Eleitoral daquele ano.
Sarney disse ainda que em 1999 a casa passou a constar na declaração à Receita Federal tendo seu registro de contrato de compra e venda lavrado em cartório no mês de setembro de 1997.
A nota diz, no entanto, que a formalização da escritura só foi feita em 2007 e não dá maiores explicações sobre os motivos da demora. Em nota o presidente ainda ressalta que, além da Receita, a propriedade também foi declarada ao Tribunal de Contas da União (TCU) em 1999.
Mas "por equívoco" do contador, em 2006, foi apresentada à Justiça Eleitoral a mesma lista de bens que o senador possuía em 1998. Sarney diz ainda que todas estas informações seriam repassadas ao jornal Estado de S. Paulo, mas o jornal "preferiu não esperar" pela coleta de documentos que levou um certo tempo.

Redação Terra
NOTA KALANGO DOIDO: Infelizmente vivemos em um país surreal, os nossos políticos que deveriam dar o exemplo, fazem o contrário, se protegem de atos ilegais e corruptos através de seus cargos e vínculos! Mais uma vez nosso país está parado! Suas autoridades que deveriam estar legislando, estão tendo de se preocupar em se defender! Situação abominavel!!!

KALANGO DOIDO disse...

ISSO É COMUM AOS POLÍTICOS, O ESQUECIMENTO!!!

Por meio de uma segunda nota divulgada nesta sexta-feira para tentar explicar o fato de não ter declarado à Justiça Eleitoral uma mansão avaliada em R$ 4 milhões, a assessoria do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), explicou que a declaração de bens do senador feita em 1998 não foi a mesma efetuada em 2006. Na mais recente, a mansão foi "esquecida", segundo o senador.
Na primeira nota, a justificativa dada foi que "por equívoco do contador, em 2006, foi apresentada à Justiça Eleitoral a mesma lista de bens de 1998". Porém, na segunda nota, afirma-se que: "o erro cometido na declaração de bens do senador José Sarney à Justiça Eleitoral em 2006 não foi, como afirmado, a repetição da lista de bens de 1998, mas a omissão da casa, por esquecimento, depois de feita a atualização patrimonial".
Ou seja, segundo a nota, o erro do contador foi se esquecer de declarar a casa, e não de repetir em 2006 a mesma lista declarada em 1998.
As explicações divulgadas na primeira nota entravam em contradição com dados entregues à Justiça Eleitoral em 1998 e 2006, pois boa parte dos imóveis e bens listados no primeiro ano não fazia parte da relação do segundo. O patrimônio total declarado por ele em 1998 foi de R$ 2,2 milhões, enquanto em 2006, chegou a R$ 4,6 milhões.
Sarney sofre pressões de senadores para se afastar da presidência do Senado desde o surgimento de novos escândalos da Casa. A crise se agravou depois da divulgação da existência de atos secretos, decisões não publicadas nos boletins administrativos do Senado.


Redação Terra

Nota kalango Doido: Como era de se esperar, mais um político esquecido!!!

PRISCILA disse...

INFELIZMENTE NÃO DEPENDE SÓ DELE PARA SEUS PROJETOS E OBJETIVOS POLÍTICOS SAÍREM DO PAPEL.tanto ele como cada um de nos muitas vezes colocamos nossos objetivos nas mãos de alguém que achamos ser de confiança,mas no fim o que nos deparamos é que acabamos sendo traído.é claro que achamos que pensamos ,bem ele é o presidente por que não tira essas pessoas há 2 situações que o impede,1ª não depende ´so de sua vontade e 2° se tomar uma decisão unica e pessoal sem apoio acabara perseguido. E com certeza jamais sera aceito em partido algum.A maioria dos partidos são compostos por seres desonestos.Viu o cara do CASTELO foi absolvido,viu o medico que mutilou muitas mulheres Dr° Ferrucio está concorrendo a presidência do CRM.Isso é uma VERGONHA!!!!!

KALANGO DOIDO disse...

A CORRUPÇÃO ASSOLA NOSSO PAÍS E NÃO HÁ GOVERNO QUE ESCAPE!!! VAMOS LUTAR PELA ÉTICA DA POLÍTICA!!!

INFELIZMENTE A BANDALHEIRA É GERAL, ATINGE TODOS OS ESCALÕES DE GOVERNO. CERTOS DA IMPUNIDADE, POIS UM ESTÁ ATRELADO AO OUTRO, SE COLOCAM ACIMA DAS LEIS E NÃO HÁ QUALQUER ÉTICA ENTRE ELES. NÓS SIMPLES MORTAIS, DE ACORDO COM ELES, SOMOS OBRIGADOS A USARMOS NARIZES DE PALHAÇOS. OS HOMENS DE FIBRA E CARÁTER QUE AINDA RESTAM EM NOSSA POLÍTICA, ESTÃO SE FAZENDO DE CEGOS E DEIXANDO O BARCO CORRER, POIS COMO DIZ O DITADO, UMA SÓ ANDORINHA NÃO VERÃO! APESAR DA RIQUEZA DESSE BRASIL, ESTAMOS PARECENDO PAISES DE TERCEIRO MUNDO, DAQUELES QUE VEMOS EM FILMES DECADENTES DA SESSÃO DA TARDE, ADMINISTRADO POR ESPERTALHÕES!!!
HOJE SER POLÍTICO É NÃO TER VERGONHA, CARÁTER, É SER INERENTE AS NECESSIDADES DA NAÇÃO E SÓ VISAR SUAS NECESSIDADES FINANCEIRAS!!! INFELIZMENTE COM A ENTRADA DO PT, MUDARAM-SE AS MOSCAS DO PSDB, MAS A MERDA CONTINUOU A MESMA, OU MELHOR PIOROU EM MUITO, POIS É GOVERNO QUE MAIS TEVE ESCANDALOS E CORRUPTOS EM SUA ADMINISTRAÇÃO!!! O POVO PRECISA SE UNIR E COMEÇAR A REAGIR CONTRA ISSO, TEMOS DE TIRAR O PODER DESSES CORRUPTOS!!! O BRASIL ESTÁ PARADO, POIS EXISTEM CORRUPTOS SAFADOS QUE AO INVÉS DE ESTAR TRABALHANDO, ESTÃO USANDO A TRIBUNA E NOSSO DINHEIRO PARA SE DEFENDER E OFENDER A NAÇÃO, CHAMANDO-A DE IGNORANTE DIANTE DE SUAS MENTIRAS!!! VAMOS LUTAR PARA DERRUBAR ESSE PODER FORMADO POR CORRUPTOS, INCIANDO-SE POR JUNDIAÍ!!!

Anônimo disse...

Porra meu, será que o PT é tão ruim assim ?

Cel. Epaminondas disse...

Saudade!

Dizem que a palavra saudade é própria dos povos latinos e que o maior significado é dado pelo brasileiro.
O que sentimos hoje com relação ao PT, ao Lula e ao que aconteceu nos tempos de Lula lá não está relacionado ao passado, mas sim ao presente que não conseguimos resolver.
Não depende do Lula, não depende do PT, depende sim da mobilização da sociedade, sociedade esta que cantou Lula lá e depois foi para casa esperar o milagre.
Aí veio o milagre do dinheiro fácil para pagar a conta do marketing para o Lula lá.
Tenho uma reportagem da revista Veja que após a eleição do Lula lá os senhores e senhoras do marketing e das lojas de grife, cobrando 36 milhões de dívida do José Serra e sua turma.
Quem pagou o Lula lá?
Quem pagou o Serra aqui?
Quem pagou o Miguel ali?
Então não temos que ter saudade, temos é que continuar votando e exigindo a reação dentro do que entendemos como democracia e responsabilidade social do político.
Ninguém sai de casa para pedir pros "caras" se candidatarem, portanto temos o direito de cobrar, exigir e retirarmos os que não correspondem aos anseios do povo.
FORA CORRUPTOS!
CADEIA PROS "CARAS" E SEUS PCC's!

FRENTE BRASIL CIDADÃO

KALANGO DOIDO disse...

Ela afirmou que DEM precisa ser responsabilizado por crise no Senado.Brasil tem prática de jogar sujeira sob o tapete e culpar alguém, disse ela.
A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, fez uma forte defesa do presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), nesta sexta-feira (3). Segundo ela, ele não pode ser “demonizado” por práticas que ocorreram durante 15 anos. Ela disse ainda que o DEM também precisa ser responsabilizado pelos desvios do Senado, porque comandou durante anos a primeira-secretaria da Casa.

Ela tomou cuidado para garantir que sua opinião não era no sentido se interferir em outro poder. “Estou falando como pessoa de fora, sempre disse que respeito a não interferência do Executivo sobre o Senado. Longe de mim estar aqui dando receituário para alguém ou interferindo na autonomia de outro poder”, salientou antes de começar a defesa de Sarney.

“Tem uma prática no Brasil que não está correta. A prática no Brasil que não está correta é achar que sempre que você pega uma pessoa e joga ela aos leões você está no caminho de solucionar as questões éticas. O modelo não é esse. O modelo é o seguinte, estranhamente culpar por uma prática que tem mais de 15 anos uma pessoa e ela seja responsável”, argumentou. Para ela, Sarney não pode ser demonizado. “Não concordo em demonizar o presidente Sarney e responsabiliza-lo por toda essa crise”, disse. E a ministra aproveitou para apontar o DEM, um dos principais partidos de oposição ao governo, como responsável por parte das irregularidades no Senado e pediu apuração sobre a sigla. “Eu não vi ninguém falar sobre o fato de quem é responsável pelos contratos, pelas passagens, por tudo. Eu soube que é a primeira-secretaria. Eu soube que os integrantes da primeira-secretaria sempre foram do DEM. Estranhamente, o DEM pede o afastamento do presidente Sarney. Então, acho que tem um modelo no Brasil que dá pizza e que é esconder a questão debaixo do tapete", salientou. Depois de atacar o DEM, a ministra voltou a defender Sarney. “Não é plausível que em 15 anos, com mais de 600 atos, me baseando no que leio na imprensa, não acredito que era possível ser praticado por uma pessoa. Eu acho que eles [do DEM] são responsáveis. Se a casa foi dirigida na primeira-secretaria pelo DEM eles têm que ser responsabilizados também”, disse.

Encontro
Nesta tarde, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com Sarney para falar sobre a crise do Senado. Depois de cerca de um hora de encontro, o senador saiu do gabinete de Lula sem dar entrevista.

Nesta sexta, Sarney foi alvo de mais uma denúncia, desta vez por ter supostamente ocultado da Justiça Eleitoral uma casa avaliada em R$ 4 milhões, segundo reportagem do jornal "O Estado de S.Paulo".

Em nota, ele negou qualquer irregularidade e afirmou que o imóvel permaneceu em domínio de seu antigo proprietário, motivo pelo qual não foi incluído na declaração de Imposto de Renda de 1998 do senador [Sarney] e, por consequência, não foi informado à Justiça Eleitoral naquele ano". Disse ainda que "por equívoco do contador, em 2006, foi apresentada à Justiça Eleitoral a mesma lista de bens de 1998".
Jeferson Ribeiro Do G1, em Brasília.

KALANGO DOIDO disse...

Floresta amazônica tem 157 km² devastados em maio, aponta Imazon.


Enquanto os governantes desse Brasil, se preocupam em limpar suas sujeiras e com suas fogueiras de vaidades, nossa floresta é destruído.


Vejam se esses safados se mobilizam da forma que fazem para esconder suas sujeiras, para criar leis e mecanismos para defender nossa natureza?


Relatório divulgado nesta sexta-feira (3) pela ONG Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) aponta que a Amazônia perdeu 157 quilômetros quadrados de floresta em maio. A área equivale a cerca de cem vezes a área do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Isso representa uma queda de 47% em relação a maio de 2008, quando o desmatamento detectado foi de 294 quilômetros quadrados.O desmatamento acumulado de agosto de 2008 a maio de 2009 é de 1.084 quilômetros quadrados. Em relação ao desmatamento ocorrido no mesmo período do ano anterior (4.143 quilômetros quadrados) houve uma redução de 74%.




O Imazon ressalva que devido à cobertura de nuvens, não foi possível monitorar 43% da Amazônia Legal. A região não mapeada corresponde à quase totalidade do Amapá, 68% do Pará, 48% do Amazonas, 41% do Acre, 38% de Roraima e 35% de Rondônia. Por outro lado, apenas 5% do território do Tocantins e de Mato Grosso estavam cobertos. Além disso, parte do Maranhão que integra a Amazônia Legal não foi analisada.

Siga o Globo Amazônia no Twitter Segundo o relatório da organização, em maior de 2009 o desmatamento foi maior no Pará (37%), seguido de Mato Grosso (27%), Roraima (20%) e, menor em Rondônia (8%), Amazonas (5%), Tocantins (2%) e Acre (1%).

Reportagem aberta para comentários. Deixe o seu ao final do texto. O Imazon monitora também as florestas degradadas (que estão sendo exploradas pelo homem, mas ainda não foram totalmente derrubadas). Elas somaram em maio de 2009 215 quilômetros quadrados. Desse total, 81% ocorreram no Mato Grosso, 13% no Pará, 4% em Rondônia e 2% no Amazonas. O instituto observa que Roraima permanece a maior parte do ano coberto por nuvens, dificultando o monitoramento do desmatamento. No entanto, em maio de 2009, houve uma redução da cobertura, possibilitando o monitoramento em 62% do seu território. Por isso, parte do desmatamento detectado nesse período pode ter ocorrido em meses anteriores.

Do ponto de vista fundiário, a maioria do desmatamento (67%) ocorreu em propriedades privadas ou em diferentes estágios de posse, e terras devolutas. O restante aconteceu em assentamentos da reforma agrária (15%), unidades de conservação (17%) e terras indígenas (1%).

Anônimo disse...

Tenho saudade dos tempos em que o Lula torcia o nariz quando alguém falava a palavra Sarney... quando não contava com o Collor para ser seu alidado... quando o parceiro era o Roberto Freire... quando o PPS era mais parceiro do PT do que do PSDB no Congresso... bons tempos

Anônimo disse...

se aposentar como gari, limpando toda a sujeira do senado, pode ser uma boa chance ao sr.sarney de encerrar a sua história de forma nobre, sarney não é semente, é fruto do que plantamos, a rede de culpados é feita de pessoas e nela há muitos culpados!

Anônimo disse...

PARA REFLETIR:
E SE ACABASSEM OS PARTIDOS POLÍTICOS?
PODERIAMOS ESCOLHER CANDIDATOS INDEPENDENTES (NOTAMENTE SÉRIOS E HONESTOS, COM FICHA LIMPA) QUE NÃO FICASSEM REFÉNS DE PARTIDO E PUDESSEM VOTAR DE ACORDO COM A SUA CONSCIÊNCIA E A VONTADE DE SEUS ELEITORES. HOJE O QUE SE VÊ UMA VERGONHA!

KALANGO DOIDO disse...

E O POBRE MAIS UMA VEZ PAGA O PATO, OU MELHOR O IMPOSTO!!!
Pesquisa aponta que Pobres trabalham o dobro para pagar impostos
Quem tem menos dinheiro paga mais imposto no Brasil
Quem ganha menos no Brasil sofre mais com o peso dos tributos. Essa é uma das principais conclusões do estudo "Receita pública: quem paga e como se gasta no Brasil", divulgado na tarde desta terça-feira, dia 30, no Ipea. O texto, integrante do Comunicado da Presidência do Ipea nº 22, é dividido em três partes. A primeira, inédita, mostra o impacto da Carga Tributária Bruta (CTB) do ponto de vista funcional. A segunda, do ponto de vista do indivíduo. A terceira, por despesa pública.A renda nacional, com base no Sistema de Contas Nacionais do IBGE, pode ser dividida em rendimento dos proprietários (empregador e conta própria) e dos não-proprietários (empregados). Entre os proprietários, a incidência de tributos corresponde a 13,6% da renda. Já entre os não-proprietários, a CTB é equivalente a 24,4% da renda. O estudo, fruto de um convênio inédito assinado em abril entre o Ipea e a Receita Federal, foi divulgado por Marcio Pochmann, presidente do Instituto. O evento teve transmissão on-line, e jornalistas puderam fazer perguntas por e-mail.Uma constatação importante no Comunicado nº 22 é a de que os brasileiros com remuneração de até dois salários mínimos (SM) precisam trabalhar praticamente o dobro de dias daqueles com renda maior que 30 salários mínimos apenas para pagar tributos. Quem ganha até 2 SM trabalha 197 dos 365 dias do ano com o objetivo de pagar tributos. Quem recebe mais de 30 SM, por sua vez, precisa trabalhar 106 dias."Os não-proprietários têm uma carta tributária bruta 78,1% superior à dos proprietários", explicou Pochmann. De acordo com o estudo, quem recebe até cinco salários mínimos tem carga tributária superior à média do País. Comentando a situação dos que possuem rendimento de até 2 SM, o presidente do Ipea ressaltou: "Mais da metade do que ele recebe é transferido para os cofres públicos, do ponto de vista bruto. Temos um enorme diferencial. Quem tem menos dinheiro paga mais imposto no Brasil".Destino da arrecadaçãoO estudo divulgado pelo Ipea revela ainda onde são empregados os tributos arrecadados pela União. O texto destaca a previdência social, os juros, a educação e a saúde como os principais destinos dos recursos obtidos com tributos. Apenas aposentadorias e pensões urbanas, por exemplo, consomem 4,53% do PIB e 16,5 dias de trabalho do contribuinte. O programa Bolsa Família, que em 2008 beneficiou 11,6 milhões de famílias, é mantido por 0,38% do PIB e 1,4 dia de contribuição.José Aparecido Ribeiro, técnico do Ipea, lembrou que é preciso avançar na "educação fiscal" da população, para ela ter mais consciência do quanto paga e do destino desses tributos. Pochmann concluiu que a parcela mais pobre dos brasileiros é também a mais impactada pela arrecadação porque há "forte presença de impostos indiretos" no Brasil. Essa parte da população destina grande parte de sua renda para itens muito tributados, como alimentação, habitação e transporte.
NOTA KALANGO DOIDO: O que mais me deixa desanimado é a falta de interesse dessa população que acaba sendo prejudicada pelos políticos e suas péssimas administrações, que poderiam reagir e virar o jogo, afinal é essa população que os elege!!! Será que não enxergam que poderiam ter uma vida melhor, com maior descência, sem ter necessidade de pedir esmolas para sobreviver? Vejam quantos não venderam seus votos por míseros R$ 50,00 ou um pedaço de pizza!!! É lastimável!!!

KALANGO DOIDO disse...

VIVEMOS MESMO EM UM ´PAÍS SURREAL!!!

No Brasil, Madoff estaria solto, diz procurador da República.


Responsável por uma fraude cujos prejuízos foram estimados em US$ 65 bilhões, o financista americano Bernard Madoff, 71 anos, estaria livre no Brasil. Esta é a opinião do procurador da República Silvio Luis Martins de Oliveira, que denunciou o ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, do Banco Santos, e os envolvidos na fraude da parceria entre o Corinthians e a MSI, entre outros. "O ex-controlador do Banco Santos ficou dois meses preso e foi solto pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Então o Madoff tem azar de estar nos EUA e não no Brasil", compara.
O fraudador teve, na última segunda-feira, nos Estados Unidos, uma condenação exemplar: 150 anos em uma penitenciária de segurança máxima. A pena é considerada uma sentença de reclusão perpétua, devido à idade avançada do réu.
Madoff, que chegou a presidir a bolsa americana de empresas de tecnologia Nasdaq, chefiou um esquema que lesou investidores no mundo inteiro. Ele oferecia títulos no mercado internacional com atraentes rentabilidades que eram abonados com recursos de novos investidores, numa fraude conhecida como "pirâmide financeira". Quando os primeiros investidores exigiram sacar seus dividendos, a fraude foi descoberta.
O procurador critica o sistema de recursos brasileiro e afirma que o mecanismo deixa a possibilidade que os processos "não terminem nunca" e acabem com suas penas prescritas. "Eu acredito que Madoff não vai conseguir recurso para responder ao processo em liberdade. Aqui no Brasil, ele conseguiria, fatalmente. Nossa legislação é muito tímida, muito leniente nestas situações, acaba distinguindo o criminoso de um certo nível social-econômico de outro pobre", diz.
Oliveira não consegue lembrar de muitos criminosos "do colarinho branco" que permaneçam presos no País. "Tem o (Salvatore Alberto) Cacciola (do falido Banco Marka), só", diz.
O ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior discorda. Para o jurista, 95% dos casos de crimes financeiros têm condenações no Brasil. O fato de não haver muitos que cumpram pena encarcerados é explicado pelo advogado pela existência de condenações alternativas. "Pena não é só cadeia", afirma.
Ele afirma que o sistema recursal é um "direito do réu" e afirma que é um "risco imenso" aplicar penas imediatamente a partir de julgamentos em primeira instância. "Cerca de 40% das sentenças de primeira instância são modificadas na segunda instância", explica.
Condenações como a da dona da butique de luxo Daslu, Eliana Tranchesi são "jogar para a torcida" para Reale Júnior. "De que adianta condenar alguém a 90 anos se vai apenas cumprir 30?", questiona.


NOTA KALANGO DOIDO: Os maiores bandidos são nossos políticos que não mudam as leis ou as fazem, sempre pensando em se beneficiar-se, afinal nos maiores escandalos financeiros dos país, desde a década de 70, tem político no meio, diga-se alguns do maiores bancos do país!!! Aliás, que continuaram na ativa por proteger esses!!! Nosso país é uma vergonha, administrado por e para vagabundos e incompetentes!!!

KALANGO DOIDO disse...

COMO FIQUEI ALGUM TEMPO SEM BLOGAR, NÃO SEI SE O CÉSAR COLOCOU OS VÍDEOS DO NOSSO POSSÍVEL VEREADOR JOÃO LAMPIÃO CARTEIRO PAULISTA ME DÁ UM BOQUINHA AI, NAS FALCATRUAS QUE OCORRERAM NO SINDICATO. SE AGUÉM QUZER VER ESTÁ LA´NO MEU BLOG

http://kalangodoidojdi.blogspot.com

cesar tayar disse...

Temos que ver um outro lado da questão também. Se existe muita corrupção em Brasília, ela, pelo menos, está sendo apurada e denunciada pela grande imprensa e pela Polícia Federal. Não podemos nos esquecer de que um dos governos mais corruptos de nossa história, o governo FHC, através do então Procurador Geral da República, Geraldo Brindeiro, engavetou mais de 600 processos de corrupção contra o governo tucano. Um destes 600 processos, foi o do maior escândalo financeiro da história do Brasil: A privatização da Companhia Vale do Rio Doce. Em qualquer país onde a justiça funcionasse, FHC estaria preso pelo maior crime contra o patrimônio público cometido até hoje.

Libertas disse...

A saudade é de ver os militantes na rua. Aqueles que acreditavam que Lula ia mudar tudo, tendo o PT minoria na Câmara e no Senado se enganaram e não entendem nada de correlação de forças. Por sua vez, para poder governar, Lula teve que tirar o pé das grandes mudanças para fazer acordos. Tirar o Sarney resolve o problema da corrupção no Senado? Claro que não. Apurar todas as denúncias é que deveria ser o clamor dos artistas, entidades, etc... esse papo de tirar o Sarney é só para fortalecer o PSDB e minar o fortalecimento da Dilma como sucessora do Lula, mais nada. Se Sarney errou feio, devem apurar. Perder o cargo deveria ser uma consequencia. Mas o PT se faz com pessoas participando, gente indo as manifestações e debates, CADÊ ESSE PESSOAL? E em Jundiaí, ONDE ESTÃO AS OPOSIÇÕES, CADÊ A PAIXÃO caro Cesar Tayar (seja em qual partido for das oposições)???

cesar tayar disse...

Você tem razão amigo. Aquela paixão de 20 anos atrás se foi. Talvez ela tenha ido pela queda da ditadura. Mas existem outras ditaduras que temos de combater mesmo dentro da democracia. Aqui em Jundiaí temos um exemplo delas. Porém, mesmo com os defeitos que a oposição na cidade possa ter, todos nós, independente de partido, temos o compromisso de representar, dentro do cenário político, os 2/3 da população que rejeita o PSDB. Assim sendo, é preciso superarmos todos os problemas que temos porque, como disse um comentarista aqui, deveremos ter nova eleição para prefeito em breve e neste novo pleito teremos de vencer o arbítrio político dos últimos 20 anos. E para vencermos teremos de ir muito além da necessária paixão.

Cel. Epaminondas disse...

O que será:

Que leva a grande mídia focar no Senado e seus atos secretos?

Que está sendo injetado nos bolsos dos empresário da grande mídia?

Que pensam os antigos administradores do Brasil, que agora está numa posição diferente com relação ao fiasco que eramos em crises anteriores?

Que faz com que tenhamos uma crise institucional paroquiana no senado para que alguns bandidos, de sempre, tirem seus proveitos pagando a grande mídia para a campanha de 2.010, principalmente com as sobras de campanha e das doações secretas, em alguns casos com dinheiro do narcotráfico, do roubo de carga, da jogatina, da prostituição e dos PCC's, e de algumas igrejas de seita que aceita cheque, vale refeição, vale transporte e dinheiro de vivo ou morto?

Que será que trouxe para a terra de Petronilha "profissionais" da grande mídia para ganhar salário da pequena, quase rastejante, mídia da terrinha?

Que estão fazendo os donos de um canal de televisão da santa madre igreja, com nome de canção nova, porém com velhas "toadas", onde uma pessoa, que é um pseudo educador, cheio de floreios e alguns bajuladores baratos, comparando um picolé de xuxu, um vampiro anêmico e vários ajudantes de vendilhões do templo, com apóstolos e mártires?

Que está pagando as promessas da campanha municipal de 2.008, feitas no altar do tre?

Que para poder pagar o que foi gasto em 2.000, 2.002, 2.004, 2.006 e 2.008, pois as privatizações não foram concluídas, será preciso para botar o vampiro anêmico no executivo federal, o picolé de xuxu no executivo estadual, o baianinho deslumbrado no legislativo estadual, o péssimo dentista no legislativo federal?

Que levou "os caras" a não terem tempo, nestes 20 anos no executivo estadual, de não pagarem a conta?

....

Se isto tudo for verdade, 2.010, será um péssimo ano para o povo!

Principalmente para o da terra de Petronilha que nada ve, nada fala, porém pede muito para sí, principal cargos no executivo, no legislativo e se possível que loquem o seu imóvel para algum órgão público estadual ou municipal, ou que pague o ônibus do filhinho para a faculdade.

Anônimo disse...

Caro Tayar

Parece-me que há necessidade de correção do rumo que o seu blog está tomando.
Estou convicto que a sua intenção inicial era abrir um espaço para se discutir os problemas da cidade (que não são poucos) e aglutinar forças para combater esse grupo de incompetentes que se apossou do poder da nossa cidade há mais de 20 anos.
Embora reconhecendo o direito de todos escreverem o que pensam, o blog está perdendo o foco e o que mais se lê são críticas ao Governo Federal e ao PT na área federal - vamos deixar isso para os tucanos.
O nosso problema está em Jundiaí. É preciso denunciar o que está errado aqui. É preciso um trabalho de "formiguinha" e fazer o que a imprensa daqui não faz: informar as pessoas das mazelas e negócios duvidosos que confundem o que é público com o privado praticados por aqueles que julgam Jundiaí um feudo do PSDB.

KALANGO DOIDO disse...

DEPUTADO PEDRO BIGARDI!!!


Pedro, ontem você perdeu uma grande chance, ao ser indagado pela imprensa sobre disputar a Prefeitura de Jundiaí, sua resposta deveria ter sido essa: Mas eu ainda estou disputando a prefeitura pelas eleições de 2008, afinal essa eleição ainda não terminou, pois temos como representante um interino, que tem de provar na Justiça que não se beneficiou para chegar ao cargo!!! Tenho muita confiança que em 2012 eu estarei tentando minha reeleição para Prefeito e não tentando ser Prefeito!!!
Ontem na brincadeira do companheiro David, quando disse que tinha ido antes a prefeitura e que um dia tinha certeza iria lá lhe visitar, você deveria ter aproveitado também essa chance para reafirmar sua convicção de que o interino será cassado e você irá assumir, e não desconversar!!!
Dou meu incondicional apoio e irei levar seu nome a todos os lugares em que eu puder lhe conseguir votos, pois conheço sua capacidade e caráter, mas não deixo de cobrar uma atitude mais austera em relação a atual administração de Jundiaí, pois muitos companheiros e pessoas que votaram em você estão esperando isso, afinal querem mudanças!!!
Pedro, que tal se você buscasse junto aos representantes de bairro para que você fosse a esses e mostrasse o que tem feito por Jundiaí? Se envolva mais com a população, venha oferecer tudo aquilo que a atual administração é incapacitada, pois só sabem fazer obra em regiões de suas propriedades ou investimentos, e a população está sendo deixada de lado!!!

KALANGO DOIDO disse...

Jundiaí se firma como um grande canteiro de obras!!! E a população oh!!!

Já era esperado que com a administração do interino, Jundiaí se trasformasse em um grande canteiro de obras!
Essas obras tem alguns motivos para existir, e pode ter certeza que não é para benefício da população; essa medíocre, votou no interino e agora é obrigado engolí-lo, e ter de amargar prejuízo em seus comércios!!!
Como é incapacitado em desenvolver serviços que possa atender a população, adotou o sistema do sinônimo de maior corrupto do país, Paulo Maluf, em transformar uma cidade em canteiro de obras!!!
Enquanto isso:
1 - Prostitutas e travestis invadem o centro da cidade,
2 - Cada dia há mais roubos de veículos,
3 - Nossa taxa de criminalidade aumenta dia a dia com roubos e assassinatos,
5 - A educação das escolas municipais são de péssima qualidade,
6 - O sistema municipal de saúde é um verdadeiro abatedouro,
7 - Nosso trânsito é um caos total,
Temos uma cidade do interior com uma população de aproximadamente 300.000 e com problemas de uma cidade de São Paulo, com 15.000.000 de habitantes, um disparate!!! Isso é ou não má administração???
Enfim não houve e não há qualquer plano de administração para Jundiaí, os que administram nossa cidade são incapacitados para essa função, nossa administração não passa de apoiadores que ajudaram o interino na eleição!!! E infelizmente temos uma mídia local que o apoia e não tem credibilidade alguma, já que essa e alguns dos seus se beneficiam de acordos com esse interino!!!
Jundiai precisa mudar urgente!!!