terça-feira, 5 de maio de 2009

CALANDO A BOCA DA REVISTA ÉPOCA ! ! !

Todos sabem que no final de semana saiu uma reportagem sobre o prefeito interino cassado 7 vezes, Miguel Haddad, na Revista Época. Muito bem. A guarda pretoriana dos coronéis da cidade entrou em ação. Andaram em todas as bancas de jornais de Jundiaí no domingo e compraram toda a edição da revista para esconderem, do povo, a matéria que coloca Miguel Haddad como o recordista nacional de cassações em 2008. Sumiram com a revista. Aliás, uma atitude bem típica de políticos de beira de estrada que teimam em varrer para debaixo do tapete o rastro de sujeira que deixam em sua trajetória. Diante de mais este fato que desabona a política local, enviamos um e-mail à Revista Época relatando o fato e solicitando uma atitude enérgica daquele importante veículo de informação. Sugerimos a todos os blogueiros que façam o mesmo. Vamos abarrotar a caixa de e-mail da revista para que eles tomem uma providência sobre o assunto. O e-mail para contato com a Revista Época é o seguinte: epoca@edglobo.com.br

14 comentários:

Anônimo disse...

Isso ele sempre fez. Quer manter Jundiai em uma bolha. Precisamos furar rápido. Eles sempre compraram os jornais, revistas e panfletos que contradizem as mentirar publicadas oficialmente nos jornais de jundiai.
Mais ele será cassado em Brasilia e tudo vai mudar.

Anônimo disse...

Midas.
Miguel é um homem de visão. Comprou o terreno aonde foi o seu QG de campanha na Vila Graf e agora faz o tunel passar em frente para valorisar 10000%. Isso que é transformar um terreno falido em MILIONÁRIO. Até quando??????????????????

PRISCILA disse...

OLHA CESAR E AMIGOS HOJE TIREI A ANA TONELLI DO SÉRIO POIS POR AZAR DELA ESTAVA COMO PRESIDENTE DA SESSÃO JUSTO HOJE DIA QUE RESOLVI COMPARECER LÁ.

TUMULTUEI A SESSÃO E FUI RETIRADA POR UMA GUARDA POIS A PAUTA ERA EXATAMENTE SOBRE DEFICIENTES E EU NÃO SABIA.

E AS VEZES NÃO SEI SE É DEUS OU O DIABO QUE CONFABULA PARA O MEU LADO ,SABE POR QUE? PORQUE EU ATÉ QUE CONSEGUI DE MOMENTO O QUE QUERIA MAS DEPOIS FUI INGÊNUA JÁ QUE SOU TÃO METIDA A VALENTE E ESPERTALHONA FUI DAR ENTREVISTA PARA JUSTO QUEM REDE PAULISTA QUE DISTORCEU MINHA ENTREVISTA E DEIXOU A TENDENCIOSA E MALICIOSA PARA MEU LADO DEIXANDO TRANSPARECER QUE ESTAVA QUERENDO LEVAR VANTAGENS SÓ POR NÃO TER UM DEDO EM NENHUM MOMENTO NO MEU MANDADO DE SEGURANÇA PLEITEEI COTA DE PNE APENAS TEMIA SER EXCLUÍDA POR OMISSÃO JÁ QUE A MÃO QUE NÃO TENHO O DEDO ERA A QUE EMPUNHARIA A ARMA.

NÃO SABEM COMO ESTOU REVOLTADA QUERO VER OS JORNAIS PARECIAM URUBUS ATRAS DE MIM CARA QUEM MERLIM NÃO CONSEGUIR CALAR A BOCA E QUERER SAIR GRITANDO E QUERENDO PROVAR TUDO TENHO VONTADE DE MORRER COMO O SER HUMANO É MALDOSO TENHO 3 FILHOS ELES JOGAM O NOME E A VIDAS DAS PESSOAS NO LIXO POR NADA.

MENTEM,FORJAM AS COISAS NÃO SABEM O MAL QUE ESTÃO FAZENDO FICO PERDIDA E NÃO SEI QUE CAMINHO SEGUIR SINTO UMA VONTADE IMENSA DE IR EMBORA NÃO SOU NINGUÉM NÃO SOU NADA PARA QUERER TANTO.

NEM JESUS CONSEGUIU.

PRISCILA disse...

QUERO DEIXAR BEM CLARO AQUI QUE NUNCA PLEITEEI A VAGA DE DEFICIENTE APENAS COMPARECI A CÂMARA PARA QUE ELES CUMPRISSEM COM AS COTAS DAQUELES QUE DE DIREITO TINHAM E AINDA O TEM.POIS NO ACORDÃO FICOU BEM CLARO QUE ELS TERIAM ESSE DIREITO MAS NÃO TODOS MAS OS QUE SABIAM DO MEU CASO PARA MIM NÃO PASSAM DE CANALHAS MENTIROSOS DESUMANOS QUE PARA JUSTIFICAREM SEUS CRIMES ESTÃO TENTANDO MANIPULAR A VERDADE.

OK!DESISTO PRECISO DESISTIR ESTOU ACABANDO COM MINHA VIDA E DE MEUS FILHO QUE DIZEM QUE NÃO VALE APENA SER HONESTO.

TAVA BEM E FOI SÓ QUERER IR L´[A E DEIXAR ME CONTAMINAR PELA IRÁ E DESEJO DE JUSTIÇA UNIDO COM VINGANÇA QUE FIQUEI MAL.CHORO TENHO VONTADE JURO DE MORRER E NÃO TENHO VERGONHA DE FALAR SABE POR QUE PORQUE TO CANSADA DE LUTAR POR EM VÃO

FERNANDO ZINGRA disse...

AQUI ESTÁ A INTEGRA DA REPORTAGEM DA REVISTA ÉPOCA.

O ENDEREÇO NA NET: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI71533-15223,00-UM+PREFEITO+E+CASSADO+A+CADA+HORAS+NO+PAIS.html

Dez anos após sua criação, a lei que determina a cassação do mandato de quem compra voto virou o terror da classe política nacional. Um levantamento inédito feito em março em 2.503 zonas eleitorais do país (84% do total) mostra que pelo menos 119 prefeitos eleitos no fim do ano passado já foram cassados com base nessa norma. O ritmo é de uma condenação a cada 16 horas, tomando-se como base a data da posse, 1o de janeiro. É um recorde sob qualquer aspecto. Esse total é superior à soma de todos os prefeitos que perderam o cargo por compra de votos entre 2001 e 2008, período equivalente a dois mandatos completos de prefeito (leia o quadro no fim da página).

De acordo com a lei, o prefeito cassado deve ser substituído pelo candidato que ficou em segundo lugar na eleição quando o vencedor não obteve mais de 50% dos votos no primeiro turno. É o que aconteceu recentemente com Jackson Lago (PDT), substituído pela ex-senadora Roseana Sarney (PMDB) no governo do Maranhão. No caso de Lago, porém, a condenação foi por abuso do poder político. Nas situações em que o prefeito cassado foi eleito no primeiro turno, a lei manda que a Justiça convoque novas eleições. Isso já ocorreu em 14 municípios neste ano. A maioria dos 119 prefeitos recém-cassados por compra de votos, porém, não está nem em uma situação nem em outra. A maior parte obteve liminar para continuar no cargo enquanto aguarda sentença de tribunais superiores.

Saiba mais

»Jackson Lago deixa sede do governo
»STF cassa convênios firmados por Lago
»"Daqui só saio à força", diz Jackson Lago
»Governadores dizem não crer em onda de cassações após caso Cunha Lima
»TSE cassa mandato do governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima

A pesquisa Prefeitos e Vereadores Cassados por Corrupção Eleitoral foi feita entre os dias 10 e 20 de março, por meio de um formulário eletrônico preenchido pelos cartórios eleitorais. A iniciativa partiu do ministro Félix Fischer, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele atendeu a uma solicitação do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), uma organização que faz campanha por regras mais severas nas disputas políticas.

O fenômeno do aumento das cassações por compra de votos também foi observado entre os vereadores. Houve 31 cassações de vereadores a mais que o total registrado entre 2001 e 2008. Desde janeiro, 119 vereadores foram cassados (a coincidência de número com o total de prefeitos cassados no mesmo período é apenas numérica – não há necessariamente relação entre os prefeitos e os vereadores cassados).

De acordo com os pesquisadores, o ritmo de cassação de prefeitos e vereadores deverá aumentar nos próximos meses. Muitas denúncias feitas pelo Ministério Público ou por candidatos derrotados ainda esperam sentenças de juízes de primeira instância. Um levantamento feito em dezembro pelo TSE sobre a eleição de 2008 mostrou que mais de 4 mil processos de cassação de prefeitos e vereadores foram protocolados na Justiça em 21 Estados (cinco deles não forneceram dados). Desse total, mais de 3 mil processos mencionavam compra de votos.

A maioria dos prefeitos cassados por compra de voto é de cidades pequenas ou médias. Na lista, há apenas um de capital: Roberto Góes (PDT), de Macapá, no Amapá. Amparado por uma liminar, Góes continua no cargo. Um dos casos que mais chamam a atenção é o de Jundiaí, no interior de São Paulo. Lá, o prefeito, Miguel Haddad (PSDB), recebeu sete sentenças de cassação na primeira instância, possivelmente um recorde nacional. Nem todas eram por compra de votos. Haddad chegou a ser afastado do cargo por 19 horas em janeiro, mas, por meio de liminar, voltou. Cinco condenações foram reformadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O principal adversário de Haddad, Pedro Bigardi (PCdoB), já disse que vai levar o caso ao TSE, em Brasília. Se Haddad terminar cassado, Jundiaí terá novas eleições.

Os candidatos passaram a apostar muito mais nas disputas
jurídicas. As eleições estão totalmente judicializadas
MÁRLON REIS, juiz
Criada em 1999 após uma campanha popular que coletou mais de 1 milhão de assinaturas em todo o país, a lei da compra de votos virou o principal instrumento de cassação de mandatos porque possui critérios muito mais severos que as outras normas eleitorais. Para que um político seja cassado por corrupção eleitoral, basta que se prove a compra ou a tentativa de compra de um voto apenas. Ao contrário das outras leis, como abuso do poder político ou econômico, não é necessário provar que a ilegalidade foi decisiva no resultado final da eleição.

Se a lei da compra de votos é a mesma há dez anos, por que o total de cassações cresceu tanto desde a última eleição? As pessoas que se debruçaram sobre o assunto listam três grandes razões para isso. A primeira é o “aumento visível da litigiosidade”, diz o juiz Márlon Reis, um dos coordenadores da pesquisa e estudioso dos assuntos eleitorais. “Os candidatos começaram a perceber que essa lei funciona e passaram a apostar muito mais nas disputas jurídicas. As eleições estão totalmente judicializadas.”

O segundo motivo é o avanço do entendimento dos próprios juízes. “No início, muitas denúncias foram desprezadas pela Justiça, pois ainda não havia a compreensão de que basta a compra de um voto para determinar a cassação. Hoje, a jurisprudência é muito mais segura”, diz Francisco Whitaker, coordenador do MCCE e membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz.

A terceira razão é o avanço da tecnologia. “Com o uso mais intensivo da internet, advogados e juízes estão mais bem informados sobre o tema”, diz o advogado Torquato Jardim, especializado em questões eleitorais. Essa explicação também faz sentido para entender as mudanças de comportamento do eleitor. Com um gravador portátil ou uma simples câmera de celular, qualquer um pode flagrar, denunciar e derrubar um político por corrupção eleitoral.

O avanço na aplicação da lei não se dá sem levantar polêmica nos meios políticos e jurídicos. Muitos analistas entendem que a Justiça está contrariando a vontade do eleitor nos casos em que empossa um segundo colocado, derrotado nas urnas, numa prefeitura ou num governo estadual. O juiz Márlon Reis concorda que pode ser interessante a ideia de estabelecer a regra de convocação de novas eleições em qualquer caso de cassação de mandato executivo. Mas ele afirma que o princípio da lei não deve ser modificado. “A compra de votos sempre foi aceita como algo normal, pouco grave, e só agora essa realidade começa a mudar. O fundamental é excluir quem rompeu a regra do jogo.” Nisso, diz Reis, a Justiça não pode recuar.


(1) Até o dia 20/3, pendentes de confirmação, pois em alguns casos ainda cabe recurso

Tudo Sempre Muda disse...

Mas relaxa Cesar... veja o link na internet... Tem a foto dele na capa: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI71533-15223,00-UM+PREFEITO+E+CASSADO+A+CADA+HORAS+NO+PAIS.html

Ana e Cesar disse...

Quer ler a matéria? coloquei o link no meu blog: http://pisandoemuvasjdi.blogspot.com/2009/05/jundiai-cada-vez-mais-em-evidencia.html

Anônimo disse...

corre que dá tempo de ver no site:
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI71533-15223,00-UM+PREFEITO+E+CASSADO+A+CADA+HORAS+NO+PAIS.html

Safado!!!

Guilherme Guerra disse...

Que canalhas!!

Alguém ai teria como conseguir junto ao veículo algumas edições para distribuirmos no calçadão do centro gratuitamente?

Me proponho fazer cartazes e faixas para chamar mais a atenção.

PRISCILA disse...

É CESAR E AMIGOS MAIS UMA VEZ O MAL TRIUNFA NA TERRA.POIS O LIVRE ARBÍTRIO NOS FOI DADO PARA ISSO,E HOJE ME DISSERAM OLHA SE VC VIER NA SESSÃO COM 1000 PESSOAS ELES NÃO PODERÃO FAZER NADA.É CLARO QUE SE QUER ARRANJAREI 5 PESSOAS QUANTO MAIS 1000.

BEM NÃO SEI QUANTO TEMPO CONSEGUIREI FICAR CALADA E AGUENTAREI DAR UMA DE CEGA ,SURDA E MUDA AO VER TANTA SUJEIRA.

SÓ SINTO QUE ENQUANTO ISSO POR CAUSA NA SUBMISSÃO DA POPULAÇÃO EU E POUCOS COMO CESAR PAGAM PELA COVARDIA DE MUITOS.

CESAR ENORME ABRAÇO FUI NO JORGE ALMOÇAR CARA QUE DELICIA QUE PASTA DE BERIM QUE CHARUTO PEQUENO MAIS BOM!BOM!BOM!BOM!

O "Vivo" de 1º de Abril disse...

Já efetuei a reclamação Cesar. Espero que alguém da editora tome alguma providência.
T+

Anônimo disse...

Link para a reportagem.
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI71533-15223,00-UM+PREFEITO+E+CASSADO+A+CADA+HORAS+NO+PAIS.html

Vamos repassar a página ao maior número de pessoas possíveis.

Guilherme Guerra disse...

Ninguém disposto a se mobilizar e sair pra rua?
Mostrar pro povo essa revista?

Vejo muito papo e pouca ação.

O "Vivo" de 1º de Abril disse...

Vamos lá gente. Vamos incomodar a Editora Globo. Mandem e-mails reclamando do sumiço das revistas.
O meu e-mail já foi respondido e encaminhado ao setor competende da Redação.
Vamos colocar essa falcatrua na capa da revista !

epoca@edglobo.com.br