domingo, 5 de abril de 2009

ADMINISTRANDO ILUSÕES ! ! !

O que temos lido e ouvido nestes últimos tempos faz parte de um grande teatro de ilusões oferecidas por um grupo político que vive o ocaso de sua existência. Obras monumentais, água para 30 anos, milhares de casas populares, túneis, saúde pública nota 10, revolução no trânsito, enfim, uma cidade que só se faz presente no imaginário destas lideranças de papel que nos governam há 20 anos. A realidade nua e crua está aí para quem quiser ver. A questão que fica é a seguinte: Por que estão vendendo para a população, através da mídia, esta verdadeira ilha da fantasia ? Está bastante evidente a causa deste engôdo. O prefeito interino Miguel Haddad está com seus dias contados à frente da prefeitura. Ele e todo o grupo sabem que não escaparão das cassações. O Tribunal Superior Eleitoral estipulou o prazo até o mês de agosto para encerrar os julgamentos de todos os processos, relativos às eleições de 2008, de todo o país. Assim sendo, os TREs terão de emitir suas sentenças o mais rápido possível para que o TSE possa cumprir esse prazo. Isto acontecendo e levando-se em conta que o interino será cassado em Brasília, as novas eleições em Jundiaí deverão ser realizadas por volta do mês de outubro. Aí está a origem de todas estas obras fantasiosas divulgadas pelo alcaide interino. Desta forma, se hoje Jundiaí é a cidade das perdidas ilusões, em breve, com a vitória da oposição nesta nova eleição, ela será o município das alegres realidades.

13 comentários:

Tio disse...

Falou em PSDB, falou em PÉSSIMA administração.

Moradores protestam contra possível ampliação de Congonhas
05 de abril de 2009 • 10h31 • atualizado às 14h26

No saguão do aeroporto, os manifestantes querem alertar sobre o comprometimento da segurança aérea do local
05 de abril de 2009
Reinaldo Marques/Terra

ANDRESSA TUFOLO
Direto de São Paulo
Uma manifestação foi organizada na manhã deste domingo para protestar contra um possível projeto de ampliação da pista do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP). Com cartazes e faixas, cerca de 200 pessoas - entre empresários, comerciantes e vizinhos do local - caminharam da avenida Washington Luis até o saguão do aeroporto, onde cantaram o Hino Nacional.
Com o ato, os manifestantes querem alertar as autoridades e a população sobre o comprometimento da segurança aérea do local, caso a pista do aeroporto seja ampliada em mil m, o que resultaria na desapropriação de centenas de residências e colocaria em risco o comércio e os moradores da região.
"Queremos aeronaves apropriadas para este aeroporto. Ele não comporta grandes aviões e não faz sentido essa ampliação, se houver esse projeto. Estamos nos antecipando à aprovação dessa ampliação. Se ela ocorrer, milhares de pessoas vão perder suas casas e São Paulo vai virar uma catástrofe", disse Rene Pimental, presidente da Associação dos Moradores do Entorno de Congonhas (Amea), criada em 2008.
De acordo com Rene, embora não exista um projeto já aprovado para a ampliação da pista, a mobilização foi feita como forma de sensibilizar as autoridades e se antecipar à iniciativa da prefeitura ou do Estado em aprovar as obras.
Participante da manifestação, a bancária Helena Caetano, 44 anos, afirma que comprou uma casa há quatro anos perto do aeroporto e por isso apóia a marcha da associação. "Quando vim morar aqui, eu estava consciente que era perto do aeroporto. Mas o problema não é morar perto do aeroporto, o problema é a ampliação", destaca.
A empresária Sumaia Derico, 30 anos, alerta que "se houver a ampliação, podem acontecer outros acidentes como o da TAM", cita ela, em referência à tragédia ocorrida em julho de 2007, quando um Airbus não conseguiu frear e bateu contra um prédio, resultando na morte de 199 pessoas.
Moradora vizinha do aeroporto há mais de quatro décadas, Nilsa Veloso, 42 anos, também é contra a ampliação. "Se essa ampliação ocorrer, minha casa será desapropriada," afirma.
O deputado Carlos Giannazi (Psol-SP), também participa da mobilização e disse que vai levar a reivindicação dos moradores para a Assembléia Legislativa para discussão. Na próxima semana, ele pretende apresentar um projeto de lei impedindo a ampliação do Aeroporto de Congonhas.
Redação Terra

FERNANDO ZINGRA disse...

É meu querido César Tayar, o prefeito interino sabe usar a mídia e essa serve também para ser usada, a seu favor para querer iludir a população com essas obras que jamais sairão do imaginário deles! Nós e toda a população que não caiu nesse logro, temos convicção de que haverá uma nova eleição, onde será feita justiça e Jundiaí tomará novos rumos para melhor!

FERNANDO ZINGRA disse...

Frase sábia do Marques de Maricá: "A IMPUNIDADE É SEGURA QUANDO A CUMPLICIDADE É GERAL"

priscila disse...

cesar meu niver é em 25.10 e se DEUS quiser e eu sei que ele assim o quer estarei comemorando duas datas importantes essa semana sai O DESEMBARGO DECLARATÓRIOS DO PROCESSO DA GM onde a prefeitura terá que cumprir com as vagas dos deficientes e em meu caso não poderão me excluir por omissão,mas se caso não cumpram com as vagas dos deficientes por não haver deficiência compatível com a função vou atraz daí da minha reclassificação.
mas de uma forma ou de outra terão que me engolir e assim fazer cumprir a lei coisa que não é da índole e vontade deles.

Anônimo disse...

pois é, continuam com o discruso da campanha, quando a oposição nos debates apontava os problemas da cidade e o senhor miguel haddad tentando se defender ou justificar costuma dizer que a oposição falava de outra jundiaí. o tempo passou ele está no comando provisório da cidade real com todos os problemas apontados pela oposição e outros mais que já criaram neste curto espaço de tempo do governo interino, mas insistem na cidade virtual, aquela que só existe na imaginação deles.o povo que vive na jundiaí real já não aguenta mais e dará a resposta nas urnas confirmando as pesquisas reais, ou seja chega desse governo.

Felipe Andrade disse...

Concordo plenamente, a ilusão do capitalismo está acabando assim com a ilusão Haddadista em Jundiaí.

E a justiça para todos!

Anônimo disse...

ILUSÃO MESMO É ACHAR QUE ESSE TIME DO PAULISTA PODE CHEGAR EM ALGUM LUGAR. LOUVE-SE O EMPENHO DOS JOGADORES E O APOIO DA TORCIDA, MAS ESSA DIRETORIA, QUANTA IMCOMPETÊNCIA. QUASE FOMOS REBAIXADO NO CAMPEONATO PAULISTA. DESTA VEZ FOI POR POUCO MAS ATÉ QUANDO VAMOS FICAR CONTANDO COM A SORTE.

Anônimo disse...

quem será o cabo eleitoral do candidato do psdb nas próximas eleicões?ahahaha, essa eu qro ver, aliás quem será o candidato, Zé Mancada?!
E a câmara, como vai atuar com um prefeito de oposicão?
E as auditorias, o que será que têm escondido no porão do paco municipal, será que muitos processos vão rolar?
E o judiciário com vai ficar?E a midiazinha local?
vixe vai ser muito bom assistir este episodio da história jundiaiense, não vejo a hora, e pelo que parece, se passar pelo TRE (tucano desde crianca) não passa pelo TSE.A casa tá caindo!!!

Priscila disse...

eu vo se candidata do PCC brincadeirinha.mas deixa eu aqui conta uma historinha outro dia fui fazer a tatoo e queria fazer de escorpião porque é meu signo e o tatuador disse não faça porque palhaço e escorpião é marca do PCC e os policiais tão dano pau nas pessoas que as tem daí achei melhor não fazer.Mas depois de ser assaltada e perceber que os caras ficaram olhando para as tatoo e me trataram melhor que os meganha peguei e fui lá ontem e fiz e ficou linda e hoje vou fazer a mulher maravilha.

Anônimo disse...

O Paulista sobreviveu na Primeira Divisão - com Eduardo Palhares, sem Eduardo Palhares e, pior, APESAR de Eduardo Palhares

Anônimo disse...

Como você apagou o seu outro post, vou colocar aqui.
Gostaria de saber quando o radialista que já recebe pela prefeitura, e que foi agraciado pelo Denorex, pela rica contribuição em sua campnha, com um CC4, irá pedir a sua exoneração? Pois além de receber duas vezes o dinheiro público, o CC4 é para ele ficar em casa tranquilo. A tempos atrás bradou ética, mas parece que isso não serve para ele!
Agora tem também aquele que é dono de um bar no retiro, perto da Plascar, e tem CC, agraciado por um vereador, em que ele é lotado nos terminais de ônibus, mas que ele nunca, desde as eleições passadas, viram ele trabalhar!
Ética em Jundiaí é uma palavra que não existe para os seus políticos!

Graúna disse...

Cesar, olha o nível cara ..... E vê se desta vez publica o meu comentário, tá?

Coroné Epaminondas disse...

Conversa de coronéis.

Coroné Yra:

Eu deixei as coisa tudo certa pro Coroné Leguim, e o cara se lasca sete veiz, assim não dá assim não pode, como dizia o finado político Coroné CHF.

Coroné Erdna:

Memo com as mancada que nóis démo não tava dificir nois implaca, agora o Coroné Leguim não pudia fazer uma porcaria dessa, afinar ele é ligado à "tchurma" do Coroné Nimkla e o home é forte, sua fábrica de suco de xuxu é muito poderosa, assim não dá, assim não pode.

Coroné Yra:

Como diria o finado Coroné Esoj agora nem com a intervenção do finado Coroné Savoc ou do Coroné Arres, nóis vai pode fazer voto de cabresto nas próxima eleição para administrar a fazenda do Sopé da Japi, pois tem gente de olho em nóis e mesmo fazendo pressão no poder prejudiciário nóis vai levá, assim não dá, assim não pode.

Aviso aos moradores da Fazenda do Sopé da Japi, nóis vai à luta até o fim, nóis não vai largá esta vaca gorda pros otro não, mesmo com os menino discutindo e já rachando na Senzala Avitalsigel da Fazenda do Sopé do Japi.

Fazenda do Sopé do Japi, 08 de abril de 2.009 - 35º ano da revolução de 1º de abril de 1.964