sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

A REVOLUÇÃO DE JUNDIAÍ ! ! !

Toda a mídia nacional relembrou nestes dias os 50 anos da revolução cubana. Uma época em que um grupo de idealistas acampados em Sierra Maestra liquidou com o governo do corrupto ditador Fulgêncio Batista. Naquele tempo a guerra revolucionária era uma forma importante de se fazer uma revolução. Hoje já não é mais assim. Em nossos dias a luta armada já não tem mais espaço pelas enormes dificuldades de sua organização. Por que estamos tocando nesse assunto ? Porque Jundiaí está precisando de uma revolução. Não de um movimento a ser levado a cabo através projéteis de pólvora mas sim através das mais letais munições existentes para se combater uma política corrupta como a nossa: A Honestidade e a Dignidade. Nestes 20 anos de domínio da Política S/A em nossa cidade o resultado foi uma Jundiaí arremessada em um mar de lama, onde nosso município afunda, dia a dia, minando as esperanças de seu povo em um futuro melhor. O início desta revolução já ocorreu, com a justiça eleitoral local fazendo cumprir a lei e cassando 6 vezes o candidato Miguel Haddad. O Sr. Tobias Muzaiel disse, hoje, na Rádio Difusora que estas questões judiciais já estão resolvidas. Isso é mentira. O candidato cassado assumiu a prefeitura através de uma liminar. Nem o mérito desta liminar e nem o mérito das 6 cassações foram julgados ainda. Portanto o prefeito que assumiu ontem poderá ter de sair amanhã. De qualquer forma a revolução jundiaiense está a caminho e os 2/3 da cidade que não comungam com este mar de lama que aí está irão apoiá-la, sem dúvida nenhuma. Quando o governo cubano caiu, ruiu também o sistema corrupto de Fulgêncio Batista; quando o governo tucano cair em Jundiaí, ruirá junto com ele toda esta política mau cheirosa realizada na calada da noite e que coloca o interesse público em segundo plano dando ênfase à cobiça dos coronéis. Há uma frase que ficou famosa dita pelo revolucionário Che Guevara: "Temos de endurecer, mas sem perder a ternura jamais". Aqui em Jundiaí temos de endurecer sim, mas sem ternura nenhuma. O lado bom da cidade tem de ser implacável com os corruptos pois sómente assim será deixado algum futuro para os nossos filhos e algum legado para as futuras gerações.

10 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

este é o nosso sonho, que um dia irá se realizar. UMA JUNDIAÍ MELHOR PARA TODOS E COM UMA IMPRENSA VERDADEIRA, SÉRIA E COMPETENTE.

Anônimo disse...

TSE nega diplomação ao candidato mais votado em Jundiaí do Sul (PR)
31 de dezembro de 2008 - 16h32
Ver Arquivos
O ministro Henrique Neves (foto), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu nesta quarta-feira (31) negar pedido de liminar ao candidato a prefeito mais votado em Jundiaí do Sul (PR). Valter Abras, que obteve 54,14% dos votos válidos, entrou com um mandado de segurança no Tribunal em que pedia a sua diplomação e posse no cargo de prefeito.

Abras teve o registro de candidatura indeferido por decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) devido a uma condenação criminal. Tendo como base o indeferimento do registro, o Tribunal Regional também decidiu não diplomar Valter Abras como prefeito de Jundiaí do Sul.

Na decisão dada nesta quarta, o ministro Henrique Neves avaliou que não é possível receber mandado de segurança que trata de ato isolado de integrante do TRE, que foi contestado no pedido de liminar.

Anônimo disse...

ASSIM QUE FOR JULGADO OSSPROCESSOS DO COLLOR DE JUNDIAI, ELE ESTARÁ LIQUIDADO, VEJAM A REFERENCIA:
Liminar assegura aplicação imediata a condenação por compra de votos
31 de dezembro de 2008 - 18h25

O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aceitou, nesta quarta-feira (31), pedido de liminar da Coligação “Cem por cento Braúnas” para garantir aplicação imediata de decisão que cassou o registro de candidatura Jovani Duarte Menezes, primeiro colocado nas eleições para a prefeitura de Braúnas (MG), por compra de votos.

Ao julgar o pedido, o ministro Henrique Neves baseou-se no entendimento de que não é necessário o trânsito em julgado (o fim da tramitação do processo) para que as decisões relativas a compra de votos gerem os seus efeitos, como a cassação do registro de candidatura.

Havendo a decisão de primeira instância considerado que o candidato deve ser declarado inelegível por conta de abuso de poder e, pela captação ilícita de votos, deve ter o seu registro ou diploma cassado em investigação judicial, somente a parte relativa à declaração de inelegibilidade deve aguardar o trânsito em julgado.

A cassação pela compra de votos deve ser imediata, sem prejuízo da concessão de qualquer liminar que examine as razões do recurso do candidato.

A liminar concedida pelo TSE impede por ora a posse de Jovani.

Anônimo disse...

alguém ouviu falar sobre as 06 cassacoes de Miguel no jornal nacional, acredito que não, a TV TEM a mais tucanas das TVs, jamais mandaria esta notícia pra central Globo, depois tem jornalista lá querendo empinar o nariz e dizer que eles estão acima do bem e do mal, mentira!ou ingenuidade mesmo! a Globo local trabalha forte pra manutencão deste grupo político, o psdb nao contaminou só o judiciário contaminou os principais veículo de imprensa, e assim, como dizia o saudoso Cazuza "transformam o País inteiro em um puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro", sinto muito pra nossa cidade que vai continuar se afundando em esquemas sujos ( basta olhar pro lado, do ônibus à coleta de lixo) nada escapa do corporativismo barato que enche bolsos de dinheiro e pessoas de bem de vergonha!

Graúna disse...

A revolução é eterna! A luta continua!

Anônimo disse...

A história da “Honestidade Insincera”:

“No reinado de Ts’u havia um jovem chamado Honesto. Seu pai roubou uma ovelha e ele foi avisar o juiz, que mandou prender o culpado e resolveu puni-lo. O jovem Honesto pediu para arcar com a pena em lugar do pai. E no momento em que o castigo ia ser aplicado, dirigiu-se ao oficial:

Quando meu pai roubou a ovelha e eu dei parte, não agi com honestidade? Quando meu pai ia receber o castigo, não estaria eu, como filho, honrando meu pai? Se forem punidos igualmente o honesto e o desonesto, quem haveria de não ser punido em todo o reino? Ao ouvir essas palavras o juiz soltou o rapaz. Quando Confúcio ouviu a historia , disse:

- Estranho! Um rapaz sujar o nome do pai para criar uma reputação para a própria honestidade! Se isso fosse honestidade, seria melhor ser desonesto”.

Dissertando sobre a “Verdade”, Francis Bacon diz que “Não há devassidão mais vergonhosa para o homem do que a falsidade e a perfídia”. Por isso que Montaigne, ao indagar por que a mentira constituiria tamanha desgraça e tão odiosa acusação, afirmou: “Atribuindo justos pesos e medidas, dizer que um homem mente equivale a dizer que ele é corajoso diante de Deus e covarde diante dos homens”.

Anônimo disse...

O Jornal Nacional tem mais o que fazer.Só de prefeitos, 299 foram 'cassados' como o daqui.

Anônimo disse...

MISSSTÉEEEERIO.......

Anônimo disse...

Miséria pouca é bobagem.

Agora a desgraça está completa, a Assembléia Legislativa não confirma o mandato de Deputado Estadual do Pedro Bigardi. Me digam: tem ou não dedo de tucano na jogada???!!!