quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL ! ! !

4 comentários:

Anônimo disse...

CESAR, FOI MUITO BOM DE CONHECER. PARABÉNS PELA SUA LUTA, TUDO VAI DAR CERTO É SÓ ESPERAR. UM FELIZ NATAL PRA VOCE, SUA FAMÍLIA E A TODOS QUE ESCREVEM NESSE BLOG. DEUS ABENÇÔE A TODOS.

Anônimo disse...

foi exatamente assim que me senti ...embora tenha preparado a ceia compartilhada com uma pessoa especial e os filhos...faltou uma coisa muito importante.E era interior... adormeci pensando nisso e tentando entender...
Enfim...mais um natal para manter a tradição e unir a familia...não ví nem senti a presença do aniversariante na festa... isso me fez recolher e rever tudo...mas comigo ele estava presente.

Anônimo disse...

Não existe nada mais DESELEGANTE do que fazer LISTA ( parece lista de feira) citar numa cidade pequena algumas mulheres (por interessse e conveniencia) Elegantes, deixando outras tantas fora da lista.Mas é assim que o ex-fazedor de coxinha de buffet,e atual colunista do Bom Dia, Piolho Ácaro faz hoje em sua coluna de doer...

Wauke disse...

Cesar, nós aqui em São Paulo apoiamos e divulgamos a sua extraordinária luta pela ética em Jundiaí.Muita luz e feliz novo ciclo. Wauke. Vamos rir um pouco agora com esta do Woody:

Na minha próxima vida, quero viver de trás pra frente. Começar morto,

para despachar logo esse assunto. Depois, acordar num lar de idosos e
ir-me sentindo melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou
demasiado saudável, ir receber a aposentadoria e começar a trabalhar,
recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar por 40
anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente
para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante
promíscuo. E depois, estar pronto para o secundário e para o primário,
antes de virar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí viro um
bebê inocente até nascer. Por fim, passo nove meses flutuando num
"spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição
e espaço maior dia-a-dia, e depois - "Voilá!" - desapareço num orgasmo.

Woody Allen!