domingo, 28 de dezembro de 2008

ESTE É O RETRATO DA IMPRENSA DE JUNDIAÍ ! ! !

10 comentários:

Tio disse...

É meus camaradas lá como cá, as coisas funcionas no dinheiro.

Anônimo disse...

Mario Antonio de Lacerda Guerreiro conclui um artigo na Revista Jus Vigilantibus, Sexta-feira, 20 de junho de 2008 com a seguinte frase:

"Porém, como até hoje não adiantou nada mudar de governo, quem sabe se a solução está em mudar de povo?!"

Anônimo disse...

Promover intolerância nos jornais é promover desigualdade, e não informação com imparcialidade.

Anônimo disse...

Impressionante a semelhança. Lamento pelos jornalistas, obrigados a produzir textos que não correspondem aos fatos, numa terra em que atitudes políticas ainda são confundidas com ações partidárias e quando não interessam à situação, contestadas mesmo que atendam ao bem comum. A reação do candidato tucano à presidência da Câmara é bem isso. Abaixo o debate, o ato político, o que interessa é o partido. Não quer dialogar com o povo, limita-se a repudiar o contato com a oposição e a imprensa justifica a ausência mas não pressiona, não cobra, não ouve os leitores, ouvintes e telespectadores sobre o assunto. Por isso também precisamos de mudança, até quando esta paralisia cultural?

Fagundes disse...

O relato enxaixa perfeitamente no que aconteceu nas últimas eleições, dentro das redações de Jundiaí. Perfeito!

Anônimo disse...

IMPRESSIONANTE! SE ELA FIZESSE A PESQUISA EM JUNDIAÍ, BASEANDO-SE NESTAS ELEIÇÕES, ERA SÓ TROCAR OS NOMES DOS JORNAIS E DOS FIGURANTES, A CONCLUSÃO DO SEU TRABALHO SERIA O MESMO. VEJAM DE 2002 PARA 2008, NADA MUDOU.É PORISSO QUE HÁ NECESSIDADE DE SE RECORRER A JUSTIÇA.

Anônimo disse...

Pra ser jornalista hoje em dia não é preciso idealismo, somente acatar a ordem dos donos jornal e pronto, caso contrário sempre haverá outro pateta pra ocupar o espaco uma vez deixado, as pessoas que hoje se sujeitam a trabalhar neste jornais locais, certamente deixaram de lado todo o seu idealismo e a busca pela verdade não passa de um piada acadêmica, se satisfazem com o seu salário ou mesmo com o seu status, lógico que perante a uma sociedade hipócrita e contaminada pelo munda do faz de conta.
O bom dia é um bom exemplo de decadência em nossa cidade, chegou metendo o pau até valorizar o peixe, hoje combina com o JJ as matérias e têm um quadro de jornalistas no mínimo mediocre, é o bolhetim tucano mais disfarcado da cidade.

Anônimo disse...

Concordo o posto acima: e os personagens da mediocridade são exemplares: Tem o Exu Cerioni, o Piolho Ácaro, um cara de nome Ligabó (isso é piada)falsos ambientalistas, enfim é uma piada de mau gosto ler estas porcarias. Será que tem gente que compra esses jornalixos?

Anônimo disse...

ue nao entendi!! eles estao falando do parana nao sobre o requiao aquele que anda de braco dado com o PT e PC do B, meu deus a esquerda de jundiai esta delirando !!!

Anônimo disse...

8 MILHÕES DE REAIS...