sexta-feira, 17 de outubro de 2008

AÍ ESTÁ A FALÊNCIA TOTAL DO PSDB ! ! !

10 comentários:

Anônimo disse...

QUE DEUS NOS AJUDE. POIS DO JEITO QUE VAI ME PARECE QUE NÃO TEM MAIS JEITO MESMO. A BANDIDA DEVE ESTAR DANDO RISADA À TOA.

KALANGO DOIDO disse...

Jundiaí sempre foi igual na administração do PSDB, que sempre se impos dentro da Prefeitura com truculência ou fazendo pereguição a que é oposição! Sem falar que tem partidinho que apoia essa sujeita com o aval de seu presidente que formou pessoal para coagir...

Anônimo disse...

Pois é! O senhor José Serra, sem muita criatividade, assim como, outro integrante de sua quadrilha que atua por estas bandas, o meliante Miguelito dos condomínios, partilham da mesma desculpa pela ineficiência de suas administrações, a velha história do: "Estou sendo vítima de uma conspiração da oposição". Até quando o psdb acha que isso vai colar?
Enquanto isso, do outro lado do mundo... o PCC e outras entidades, comemoram e planejam seus próximos passos, talvês com menos cuidados, uma vêz que, estão bem mais tranquilos, devido a confusão instaurada.

Anônimo disse...

É isso aí, o Serra não cumpre o que promete depois põe a culpa nos outros. Assim é fácil.

ACORDA JUNDIAÍ. NÓS ESTAMOS VIRANDO CIDADE DORMITÓRIO.

Lembram-se do Miguel(Condomínio) no debate:

1- Miguel, disse: "O Governador", prometeu fazer o Hospital Regional e o AME, em Jundiaí. Já desmentiu( Está em uma reportagem do Bom Dia).

2- Quando foi perguntado sobre o trânsito. O que o Miguel disse??? O problema é que O POVO compra carro demais e em todo Brasil, tem este problema. Já jogou a culpa nos outros. Fácil.

3- Cadê, o Poupatempo, que ele prometeu lá no Vesuvio???

4- O GPS, no Ônibus. O Ary Fossem, já está fazendo. Por que será, heim? Obs: Ainda não entendi, o bendito ônibus só tem UM itinerário: vai de Terminal para Terminal, do que vai adiantar colocar O RAIO do GPS, outra coisa também já foi dito aqui por outro colega: Por que é a Prefeitura que tem que pagar o GPS, não seria o dono do ônibus que teria que pagar o aparelho???

Tá bom vai! Isso aí é PSDB, sempre promete não cumpre a joga a culpa nos outros.
Vamos lá Jundiaí, cobrem os seus Vereadores, precionem, não deixem barato, essem caras tem que trabalhar, vamos dar o exemplo.

Anônimo disse...

Garisto teria muiuto o que falar a respeito do que esta acontecendo...
para mim estão usando a reinvidicação dos policiais para articular um novo golpe de estado, semelhante a tantos que ja tivemos, pois as raposas são as mesmas.

Anônimo disse...

Karalhos...O Serra vai culpar o PT pela morte (que ele anunciou) antes da hora da moça no sequestro.
Quem colocou a MACONHA na bolsa do Diplomata do Miguel...eta talento danado. Usando as palavras do Miguel o menino é talentoso mesmo, creio que tem mais coisas, vamos levantar o tapete e desmascarar esse mocinho.
O Pior é ELE virar vítima, vai virar PASTOR e pedir perdão...

KALANGO DOIDO disse...

Colocar a culpa nos outros é atitude insana de incapacitados! É isso que o PSDB tem feito desde sua constituição! É um partido formado por pessoas que se julgam intelectuais e que estão acima de qualquer suspeita. Não passam de pessoas ladrões de casaca!

KALANGO DOIDO disse...

Entorpecente tucano: a omissão do Jornal de Jundiaí


OJornal de Jundiaí, que cedeu espaço para o vice-prefeito “eleito” — o jovem tucano Luiz Fernando Arantes Machado — daquela cidade paulista posar de bom moço, publicou, na edição desta sexta-feira (17), uma enigmática nota da Folhapress sobre uso de maconha pelos candidatos a prefeito do Rio de Janeiro.



Veja:



Os candidatos a prefeito do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira (PV) e Eduardo Paes (PMDB), disseram ontem, durante um debate, terem feito uso de maconha no passado. Os dois, porém, afirmaram que não experimentam mais a droga.



“Já experimentei maconha. Fumei, traguei e não gostei. Nunca mais usei”, afirmou Paes, que se disse contra a descriminalização da droga. “A droga está na raiz do problema desta cidade. A briga do traficante é pelo ponto de venda.”



Gabeira, que escreveu livros sobre a experiência com maconha, disse que não fuma mais por não considerar “razoável” exercer mandato no Legislativo e, ao mesmo tempo, “ter uma posição de desrespeitar a lei.”



Será que tem algo a ver com a informação deste blog sobre o caso em que Machado foi pego com entorpecente em Santos?



Estaria o jornal tentando limpar a barra do jovem tucano?



Se sim, isso é papel da imprensa?



Por que o caso ficou abafado até a sua revelação aqui no blog no dia 11 e depois, do nada, apareceu em uma matéria do Jornal de Jundiaí ?



Na quinta-feira (16) pedi uma explicação ao jornal.



Até agora, nem eu nem os leitores do jornal fomos informados o que aconteceu.



O Jornal de Jundiaí deve uma explicação para não pairar nenhuma dúvida sobre seu envolvimento no jogo de Machado.



Espero que o Jornal de Jundiaí não siga o exemplo da mídia brasileira, que se pauta pela falta de caráter, pela ausência de valores básicos que deveriam ser preservados sob quaisquer circunstâncias.



Chamo de caráter a capacidade de manter princípios, independente da situação e do momento.



O contrário disso é o casuísmo —quando o sujeito troca de premissas, de opinião e de ponto-de-vista ao sabor daquilo que está acontecendo ao seu redor naquele instante.



Casuísmo, como está claro, é um dos aspectos da falta de caráter.



Outro valor fundamental ausente na mídia brasileira é a democracia.



Esse deveria ser um alicerce inegociável na construção de cada um de nós.



No entanto, é de assustar o quanto a democracia anda frágil no convívio jornalístico.



Falta para essa gente que comanda a mídia brasileira civilidade, que poderia vir como resultado de leis mais duras e mais plenamente aplicadas.



Essa civilidade poderia ser também fruto de uma sociedade mais madura do que a nossa, em que a democracia seria de fato um valor essencial, cravado mais fundo na nossa alma.



Seria fruto de uma sociedade com a consciência de que existem regras mínimas de convivência que, se não forem levadas a sério, acabam levando ao caos social e à guerra entre concidadãos.



Numa palavra: falta a essa gente levar a sério a serventia da democracia.



Democracia é, acima de tudo, reconhecer os direitos do outro.



Na mídia, costuma-se pensar em democracia como garantia para seus abusos.

MATÉRIA COPIADA DO BLOG: O OUTRO LADO DA NOTÍCIA - OSVALDO BERTOLINO

Bruno Davi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Ei Bruno, não devia ter clocado seu celular aqui. Os lacios tucanos "monitoram" este blog diariamente e irão te perseguir mais ainda. Cuidado com estes safados. Sei como agem.
São covardes e calhordas!!!